Exposição do Centenário da Independência, visita do Pres. de Portugal I

A Expo de 1922 além de criar um novo bairro na cidade com interessantes construções que iam do Neo-Colonial ao Missões, passando pelo Japonês, foi o importante momento da visita de chefes de estado e delegações de vários países.
Uma das chegadas mais aguardadas foi, sem dúvida, a do presidente de Portugal,  Antônio José de Almeida, que teve como característica ser o único presidente português a cumprir integralmente seu mandato até a estabilização política após a revoluçao dos cravos.
Irei postar inúmeras fotos, retiradas de publicação de época que demonstram a grande comoção popular da visita do cheve de estado da antiga metrópole à ex-colónia, 100 anos após o desligamento dos laços coloniais.
Na nossa imagem a qual desmembrarei alguns detalhes, vemos o presidente português e seu colega brasileiro, Epitácio Pessoa, dentro do carro oficial da presidência ao deixarem o Arsenal de Marinha a caminho do Palácio Guanabara, num desfile pelo Centro e partes da Z.  Sul. Chama atenção a efusiva saudação de todos os presentes retirando suas cartolas e os detalhes do interior do veículo, que amanhã poderá ser identificado pelos experts.

5 comentários em “Exposição do Centenário da Independência, visita do Pres. de Portugal I”

  1. Olá, André Decourt,sou carioca, sou também Advogado como vc, vivo em Portugal desde 1989, já acompanho o seu fotolog desde 2004, e admiro mto o seu trabalho deste fotolog, o seu amor e o seu conhecimento inesgotável sobre o Rio, porém notei que na sua afirmação que Antonio José de Almeida foi o “o único presidente português a cumprir integralmente seu mandato até a estabilização política após a revoluçao dos cravos”. esta afirmação tem aqui alguns lapsos, apesar de ter cumprido o seu mandato até o fim, tal aconteceu na 1ª republica, ou seja entre 1910 a 1926, que foi um periodo de grande instabilidade politca em Portugal e que só terminou em 1926, quando o Salazar tomou o poder junto com os militares como mnistro das finanças e depois em 1928 como presidente do conselho (um especie de presidente da republica) e instituiu a ditadura fascista que só terminou em 1974, quando houve a revolução dos cravos feita pelos capitães de abril, não obstante ter havido um grande instabilidade após a revolução dos cravos, esta durou até meados dos anos 80, quando Cavaco Silva foi elitio 1º ministro em 1985 e Mãrio Soares, o presidente da república, em 1986, inclusive consultei um site português de história onde narram esta visita do Antonio José de Almeida ao Brasil:
    “(…) Em 6 de Agosto de 1919 foi eleito presidente da República e exerceu o cargo até 5 de Outubro de 1923, sendo o único presidente que até 1926 ocupou o cargo até ao fim do mandato. Nestas funções foi ao Brasil em visita oficial, para participar no centenário da independência da antiga colónia portuguesa. A sua eloquência e a afabilidade do seu trato fizeram daquela visita um êxito notável.!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 11 + 6 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...