Av. Atlântica, esquina com Rua Rodolfo Dantas, Outubro de 1936

Nessa imagem do acervo da amiga Myriam Gewerc vemos o footing na Av. Atlântica em Outubro de 1936.
Como podemos comprovar a região do Posto II era a que mais rápido se verticalizava, graças ao fim de anos de disputas fundiárias sobre esse pedaço do bairro e pela nova legislação, ajudada pela total ausência de construções anteriores, que liberava esse trecho do bairro para a construção de edifícios, em algumas partes bem a cima do gabarito do resto do bairro.
Nossa imagem é uma prova do início do emparedamento do bairro, pois nessa região ele era concentrado, como depois aconteceria com toda Copacabana e um vislumbre do que aconteceria não só com Copacabana mas com quase toda a cidade com a verticalização sem controle dos anos 50, 60, 70 e 80.
No extremo esquerdo da imagem vemos o Ed. Continental, localizado bem na esquina com a Rodolfo Dantas, em final de obra. Ainda na orla vemos o Ed. Abreu ( já demolido) o pequeno prédio ao seu lado ainda em construção, o Palacete Atlântico ( demolido nos anos 70) e por fim o Ed. Ribeiro Moreira, também conhecido como Ed. OK..
Nos quarteirões inferiores vemos a fachada do Ed. George na Rua  Duvivier os fundos do Ed. Império ( demolido nos anos 80) e do Palacete São Paulo, ambos localizados na Av. Copacabana. Mais ao fundo os Ed.  Solano e Ouro Preto localizados na frente da Praça do Lido, o Ed. Comodoro aparentemente ainda não tinha sido construído ou estava nas estruturas em algum andar baixo.
Já deslocada no meio dos “rasgacéu”  vemos a primeira construção desse trecho, a casa da família Duvivier, que foi construída em plena área de litígio pois a família afinal era sócia da Cia de Construções Civis. a casa já está sem a sua torreta o que indica que o elevador que a casa possuía na sua última década de vida já tinha sido instalado.
A foto ainda nos brinda com algumas particularidades, como os últimos momentos das luminárias no canteiro central, que já estavam sendo retiradas nessa mesma época em outros trechos da Av. Atlântica, a ausência das pedras portuguesas, o calçadão aparantemente está num pavimento de cimento sem nenhum desenho e o outdoor das geladeiras Westinghouse, muito sofisticado, pois ele é todo em alto relevo.
Foto acervo: Myriam Gewerc

16 comentários em “Av. Atlântica, esquina com Rua Rodolfo Dantas, Outubro de 1936”

  1. O Ed. Abreu é aquele que deu lugar ao hotel Rio Internacional? Assim à primeira vista parece até um edificio moderno dos anos 80!
    O Palacete São Paulo (não consegui identificá-lo na foto) tem uma arquitetura interessantíssima, é uma estrutura eclética (como o Copacabana Palace) mas com decoração art-déco.

    1. Vinte pavimentos ?? Longe disso ele tinha 12, com mais uns detalhes na cobertura que seriam equivalentes a uns 13/14, os outros prédios é que tinham uma altura de 5 até 8 pavimentos.

  2. Excelente foto!
    Inimaginável, hoje em dia, ver pessoas tão elegantemente vestidas passeando pela praia.
    A segunda, da esquerda para a direita, lembra até minha madrinha, que teria seus 31 anos na época.

  3. Até hoje, mesmo tendo fotos em casa ou visto em outros lugares, me espanta o contraste entre o vestir e os prédios. Normalmente quando se vê fotos de pessoas nesta época elas estão cirulando no Centro onde tinham pouquíssimos prédios modernos.

  4. Agora descobri onde o senhor se esconde… Nunca mais te vi, tô sempre lá no Real. Hoje é dia: tem jogo do Botafogo. Abs Leflaneur

  5. Olá, fiquei com uma dúvida: a esquina é da Atlântica com Rodolfo Dantas mesmo? Cadê o Copacabana Palace? Não seria esquina de Belford Roxo?
    Um abraço e continue com esse seu trabalho sempre excelente.

    1. A imagem comentada é a original em altíssima resolução, infelizmente por problemas de direito autoral e ou cópias não autorizadas de imagens de acervos particulares gentilmente cedidas para o site como é o caso desta, as imagens são postadas em baixa resolução para tentar impedir a comercialização não autorizada de cópias, o que mesmo assim vem ocorrendo embora fiquem sempre péssimas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 2 + 11 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...