Detalhes de Postal

 
Conforme prometi, posto hoje uma seqüência de 4 detalhes do postal da Av Beira Mar da coleção do Sr. Carlos Cattoi que foi postado aqui  http://www.rioquepassou.com.br/2004/12/28/
 

andredecourt's Foto von 09.01.05

Nessa aproximação podemos ver com uma riqueza de detalhes fantástica do coreto e do urbanismo da praça localizada na frente do velho distrito de esgotos da City, apesar de todas as modificações que o local sofreu através dos anos, como a construção da praça Paris e o alargamento das pistas nos anos 40, essa praça é onde há pouco tempo atrás ficava o chafariz das Três Graças, um delicado conjunto escultório de inspiração modernista que não aquentou o abandono da região da Glória e depois de seguidos vandalismos teve que ser retirada.
 

andredecourt's Foto von 09.01.05

Esse é um dos detalhes que mostram uma vista rara, em baixo vemos a Lapa, com destaque a igreja de Nossa Senhora do Carmo da Lapa do Desterro, mas ao subirmos um pouco a vista em direção ao céu podemos ver um panorama do morro de Santo Antônio, o qual possui poucos registros fotográficos, e que fora o conjunto do convento de Santo Antônio não possuía mais nenhuma construção de vulto, na parte direita dessa aproximação podemos inclusive vê-lo.
 

foto de andredecourt em 09/01/05

Esse detalhe nos mostra a região do Relógio da Glória, o belo relógio de fabricação alemã pode ser visto com destaque, junto ao bonde que passa no canto esquerdo da foto, um detalhe que poucos percebem hoje na correria do dia a dia é que em sua base o relógio possui um belo banco em cantaria onde nunca vi ninguém sentado, embora nessa foto na tranqüilidade dos anos 10 podemos ver um cidadão aproveitando a sombra produzida pela coluna que sustenta o relógio.
O relógio mandado instalar por Passos foi o primeiro relógio elétrico da cidade.
A amurada que existe até hoje existia desde o séc. XVIII, e fazia parte do conjunto construído pelo Marques do Lavradio contando com o chafariz da Glória, um belo exemplo colonial que se encontra hoje completamente dilapidado, aqui nesse detalhe podemos vê-lo de relance no extremo direito da foto entre a copas das árvores a ao lado do último sobradão que aparece. Em 1905 Passos retirou os balaústres que cercavam a praça Tiradentes e os mandou instalar sobre a amurada produzindo um belo conjunto urbanístico que até hoje sobrevive.
 

andredecourt's Foto von 09.01.05

Talvez a mais fantástica aproximação que esse postal possa nos dar, esse é o Skyline do Centro do Rio da Belle Epoque, onde os arranha céus de concreto armado ainda não tinham chegado, da esquerda para direita vemos as torres e cúpulas do Jornal do Brasil, do Jornal do Commercio, Cia Eqüitativa de seguros, Theatro Municipal, Palace Hotel, Jockey e Derby Club, Escola Nacional de Belas Artes, Biblioteca Nacional, Palácio Monroe (se mostrando de todo), clube do Exército, e Ed. Lafond.
Dominado o horizonte da parte direita da foto o Morro do Castelo.
Na parte central da aproximação, vemos a densa mancha verde do Passeio Público e podemos comprovar que o terreaço do Passeio com seus dois torreões ainda estava intácto.
No extemo esquerdo da foto vemos o prédio do Silogeu, antiga sede do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e demolido nos anos 60
 
Comments

rio_antigo@ig.com.br 09.01.05 08:57 …
Tenho registros das décadas de 20 e 30 que fazem referência a esta área como Jardim da Glória. Eu acho que existem grandes semelhanças entre este Jardim, a Praça Paris e os Jardins da Praia de Botafogo: largos, arejados e geométricos.
andredecourt 09.01.05 09:16 …
Os jardins tinham o mesmo desenho básico, afinal a Beira Mar através dos três bairros foi um projeto só
tumminelli disse em 09/01/05 11:47 …
O relogio por incrivel que pareça não foi alterado para o horario de verão

felipebh 09.01.05 09:21 …
Sem dúvida era muito mais poético e belo o skyline.
Lindo demais.
Lamas só pra variar depois do meetup, então? Isto é muito bom. Pena vc não ir p/ Tiradentes, acho que vai ser ótimo.
Abração / bom domingo.
aragorn_br 09.01.05 09:29 …
Maravilha de série, mostra a vocação desta cidade desde sempre.
{:^)
eduardo bertoni 09.01.05 09:31 …
Que série fantástica! Dá gosto de ver!
Não gosto de repetir os comentários mas…
como era linda esta cidade!!!
Vc. sumiu do meu flog…tem novidades…
Bom domingo (cuidado com o fígado)
Bertoni
http://fotolog.terra.com.br/outromundo
gerard_3 09.01.05 09:48 …
Será????????
Bjócas e um bom domingo!
De
mapas 09.01.05 10:39 …
Salve, André! Que detalhes preciosos! Me encantei particularmente com o morro de Santantão, realmente raro de ver, e o coreto perto da City, que nunca tinha visto tão próximo.
Talvez consiga arrumar um jeito de passar por Tiradentes na ida pra SP esta semana. Pena que vc não estará lá. Agora, irmão Metralha é forte, hein?! Bom domingo!
Abraços, Celso
http://fotolog.terra.com.br/mapas
dannie_witchery 09.01.05 11:20 …
Ai, que lindo!!! Sou apaixonada pelo Monroe!!!
s1mone 09.01.05 14:09 …
Linda série! Fiquei encantada com este trecho da cidade. Encantada e triste por ter que sair catando as pequenas referências que sobraram. 8:/
[]s
Waldenir 09.01.05 14:23 …
Aquele coreto da primeira da série,ficaria a que altura,hoje,da Beira-Mar? Também os dois pavilhões nos extremos do terraço do Passeio;nesta última reforma, que assinalou as fundações de vários prédios que existiram com pedras no chão, ele não foram “marcados” Por que?
A título de curiosidade, era dentro deles que estavam colocados os famosos quadros ovais de autoria de Leandro Joaquim, se não me falha a memória,mostrando cenas da época colonial.Hoje estes quadros estão no MNBA,ainda que na reserva técnica.
Marcelo Almirante 09.01.05 15:59 …
Essa imagem em corpo presente deveria ser incrível. A qualidade de vida caiu no centro em proporção à vericalização. Nossas ruas estreitas não suportam, mas é claro, grandes volumes de pedestres. E ainda tem pseudo jornalista que diz que a abertura da avenida Central foi somente por motivo de “embelezamento” da cidade. Foi uma obra essencial à nova escala da “metrópole”. Abrir novas avenidas não é uma moda parisiense. Roma, Madrid, Lisboa tambémm efetuaram cirurgias viárias. Lisboa também seguiu o modelo parisiense e europeu, ,de certa forma, de largas avenidas. Paris também seguiu o modelo Romano, por que não dizer latino de urbanismo, sendo que com avenidas mais largas, com estilo próprio. Londres ficou com sistema viário acanhado, por não ter efetuado reformas, e com maiores problemas de circulação. Foi a primeira cidade do mundo a construir metrô, para suprir a falta de espaço.
helena_circe 09.01.05 20:57 …
Olá!
Sabe o que seria interessante? Vc tentar fotografar dos mesmos ângulos esses lugares e postar o antigo e o atual para comparação…
Iria ser ótimo, principalmente para quem não é do Rio.
Bjs!
zekemie 10.01.05 00:17 …
Esse éra o Rio que Machado de Assis conhecia.
rockrj 10.01.05 08:04 …
Muito legal esta sequência, as fotos estão com uma definição incrivel.