Casa Colombo

andredecourt's photo from 7/22/04

Casa Colombo avenida Rio Branco, uma foto que causa muita confusão, 90% das legendas darão crédito como sendo a confeitaria Colombo, só que não é, mas sim uma outra casa, um magazine de nome homônimo a famosa confeitaria da rua Gonçalves Dias, que só teria sua primeira filial nos anos 40 em Copacabana .
A Casa Colombo era de propriedade do capitalista cearense de nome Portela que possuía a também famosa Torre Eiffel na Ouvidor, a Colombo teve o mérito de ser a primeira casa comercial aberta na nova avenida e de também de ter a primeira seção de roupas especializada para crianças.
Cadernos do Edmundo

Comments (33)

aqua_man 7/22/04 8:58 AM …
Belo registro. Seria uma Mesbla daqueles tempos… Caramba, daqui a pouco a Mesbla tá entrando aqui nesse flog como coisa antiga!
Abração
sao_paulo 7/22/04 9:04 AM …
Magnífico prédio. A torre parece um minarete. Que houve dele? Demolido, naturalmente…
Em qualquer outro país do mundo, seria tombado e protegido.
jro 7/22/04 9:08 AM …
Majestoso este prédio!
Me lembro da loja Torre Eiffel, meu avô comprava roupas lá.
JRO :-)))
andredecourt 7/22/04 9:08 AM …
Tudo que aparece nessa foto não existe mais !!!
Natureco 7/22/04 9:33 AM …
Muito lindo esse prédio. Eu já havia visto esta foto e realmente me confundi com a Confeitaria Colombo. Agora tá tudo explicado.
Abçs.
pprado 7/22/04 10:01 AM …
Belíssima foto! Como foi *ainda mais* lindo o Rio de Janeiro… se ao menos 50% de tudo tivesse sido preservado! olha só… estou em uma máquina que não foi alterada para não exibir o banner da ubbi. E não tem banner! Acabou a palhaçada?!
alvarogabriel@openlink.com.br 7/22/04 10:04 AM …
Falar em Torre Eiffel lembra Paris e essa foto me lembrou uma das lojas da rede La Samaritaine que fica na rive droite em frente a Pont Neuf. Evidentemente os dois prédios não são idênticos mas nos leva a pensar na diferença de nossas culturas. A de lá preserva a beleza histórica e quando alguém tenta botar, por exemplo, uma pirâmide de vidro em frente ao Museu do Louvre o pau quebra violentamente. Aqui a coisa histórica — pior então se for bela — é considerada velharia, antiquada, obsoleta. Essa belíssima foto é mais uma daquelas que nos fazem pensar; pensar em quanta gente que hoje é nome de rua que deveria no máximo ser nome de ala de presídio.
henrique 7/22/04 10:17 AM …
Era na Rio Branco fazendo esquina com que rua?
tumminelli 7/22/04 11:02 AM …
Se não se prestrar atenção confunde mesmo… Por falar em Confeitaria Colombo, é hora do almoço… Hummmmmmmmmmm me deu uma vontade de encarar uma Maravilha de Camarão. Aquilo é uma delicia.
:-)))))
Sergio Luis dos Santos 7/22/04 11:06 AM …
Alvarogabriel, sua observação sobre a diferença entre preservar e “modernizar” é minha opinião também. Basta ver a quantidade de vêzes que as marcas e emblemas de certas companhias brasileiras são “atualizadas”. É assim mesmo, lá fora é tudo parte da história e tradição mas por aqui são apenas velharias recicladas.
andredecourt 7/22/04 11:17 AM …
Era esquina com rua do Rosário, era um dos trechos mais suntuosos da velha avenida, pois até a 7 de Setembro, tinhamos o enorme prédio do Jornal do Comércio, bem na esquina com Ouvidor e um pouco mais abaixo, o então mais alto prédio da cidade, só superado pelo Guinle e A Noite, no final dos anos 20 que era o edifício do Jornal do Brasil.
Um detalhe engraçado e que revela o ecletismo das construções é o prédio bem no canto esquerdo da foto de claras inspirações mouriscas, talvez o mais curioso da avenida
gabriel_andrade 7/22/04 11:31 AM …
Cavalo brabo é mais dificil de se domar!!!
gabriel_andrade 7/22/04 11:50 AM …
Vc fica com o Alemão que eu fico com a béla Italiana!)
riobus 7/22/04 11:52 AM …
o tempo destroi tudo.
os maus administradores também.
lylla_lausanne 7/22/04 12:12 PM …
Maravilha de info!
Abs
andredecourt 7/22/04 12:15 PM …
Magazines, que eram um negócio tão legal se extinguiram né, pô quem tem mais de 25 anos deve se lembrar da Sears, da Mesbla Passeio, da Barbosa Freitas, as lojas tinham charme
Antolog 7/22/04 2:10 PM …
Imagina um prédio destes, hoje, na avenida Rio Branco?!?! Próximo dele existe um prédio antigo, onde havia o bar Simpatia, se destacando das construções “modernas”…
ze_lobato 7/22/04 2:16 PM …
Ainda não fiz o jotalog, apenas comentei sobre outro dia e dei o link. Se eu já ficava louco com um, fiquei doido com dois e se fizer o terceiro vc vai me visitar no Pinel! Me lembrei do colégio Padre Antonio Vieira, seus uniformes eram feitos sob medida na Torre Eiffel e somente lá! E eu por cima ainda complementava com um mocassin básico de cromo alemão café do Moreira! Vai ser chic assim em Paris ou em Milão!
leflaneur 7/22/04 3:30 PM …
é dessas confusões que vão se solidificando com o tempo, até virarem verdade e mudarem a história dos lugares.
guermantes 7/22/04 4:08 PM …
Eles bebem campari, com gelo e no copo de geléia. Tem coisa mais classe média latina? É genial, vá assistir
guermantes 7/22/04 5:07 PM …
Putz, adoro a língua de lá. Isso é um post sério. Seríssimo.
guermantes 7/22/04 5:12 PM …
Falando do Lamas, vcs tem ido lá?
guermantes 7/22/04 5:39 PM …
Não pode, precisamos marcar outra fechada daquelas!
eduardo bertoni 7/22/04 6:23 PM …
O Álvaro e o Sérgio têm toda a razão. É um absurdo termos importado dos EUA a cultura de modernizar as marcas.Lá, como aqui, o importante é ser “new, super, extra” etc…já no velho mundo a tradição e a confiabilidade é o que vale.
Quantas coisas vemos na Europa ostentando orgulhosamente a data da sua fundação, não raro no século 19 ou 18.
bikerio 7/22/04 7:32 PM …
Tendo em vista tudo que vocês disseram (e concordo plenamente), não acham uma grande contradição esses prédios que tentam – mal e porcamente, diga-se de passagem – imitar o antigo? Proliferam na Barra da Tijuca e pipocam dentre os novos empreendimentos, como aquela pérola do estilo neo-antigo da rua das Laranjeiras! Ninguém merece!
andredecourt 7/22/04 7:43 PM …
Realmente esses prédios ridículos, como eu já disse aqui são um retrato da falta de competência, criatividade e inspiração dos projetistas, sendo arquitetos ou não dessas construtoras, eu não consigo entender com há prédios de 40 50 anos que tem as fachadas mais interessantes que essas coisas idiotas que estão subindo .
joelmarinho 7/22/04 8:34 PM …
…”testosterônico”………. – 10 !!!
eduardo bertoni 7/22/04 8:56 PM …
E o que dizer de alguns prédios – e na Atlântica existem alguns exemplares – que tinham fachadas antigas tipo art deco – que foram derrubadas e substituidas por cortinados de blindex.
andredecourt 7/22/04 10:55 PM …
Pois é tem um ali do lado do Rondinela que fizeram isso
cgm.flogbrasil.terra.com.br 7/22/04 11:47 PM …
MARAVILHOSO SEU FLOG!!!
analyzator 7/23/04 12:43 AM …
Consta na legenda abaixo da foto que a Colombo foi a primeira casa comercial aberta a ter a primeira seção de roupas especializada para crianças.
Então, antes dessa loja ser aberta, não existia nenhuma loja que vendesse roupas para os “baixinhos”? As roupas infantis eram feitas apenas sob encomenda ou por costureiras contratadas?
apessoa 7/23/04 12:45 PM …
O prédio neo-mourisco é o Café Persa, projetado pelo Adolpho Morales de los Rios (pai), o mesmo da fachada do Cine Palácio, agora em restauro.
maluara 7/27/04 9:19 AM …
Lindo prédio!!!
É verdade… em outro país seria preservado, aqui … é demolido!
Bjs,
Maria Luiza