"Deck" do bar do Hotel Luxor Regente

bar-do-hotel-regente 

Para terminar a semana que tal um belo café da manhã, no sábado, no deck do bar e restaurante do Hotel Regente, em Copacabana, Posto V.
Na foto de Jean Manzon, vemos um casal e um grupo de moças sendo servidos por um simpático e solícito garçom numa bela manhã de Copacabana, nos anos 50. O Cadillac aguarda para um passeio sem pressa, quem sabe pelas estradas turísitcas do então Distrito Federal, que estavam sendo reformadas e embelezadas pele Secretaria Especial de Turismo e Certames, em colaboração com o Departamento de Estradas de Rodagem.
Depois do passeio, que tal um belo Pato à Moda ou Kassler no Lucas, que fica na primeira esquina após o hotel, do qual vemos sua pequena varanda, que tem no meio fio, largada de forma displicente, uma carrocinha de sorvete.
Sugiro fechar o belo dia com uma rodada de drinks no bar do Marimbas, vendo o pessoal guardar as lanchas, chegando de mais um dia de caça submarina, entre eles bons partidos para as moças, como o jovem dono de jornal, sócio do clube….
 
E foi-se um Rio que se perdeu.
Agradecemos ao amigo Carlos P. de Leon de Paiva o programa de hoje

17 comentários em “"Deck" do bar do Hotel Luxor Regente”

  1. Sei não, mas acho que as moças da mesa já são balzaquianas.
    Por acaso o Cadillac é 1950?
    Lá no fundo é o Cassino Atlântico? Qual foi a utilização do prédio antes de se tornar a TV RIO?

  2. Essa pista junto aos prédios fazia Copacabana fazer sentido.
    Se tinha que alargar a praia e duplicar a avenida, que fizessem apenas mais uma pista por fora, numa escala parecida com Ipanema e Leblon, por onde passaria o interceptor oceânico. Maldita megalomania do “milagre brasileiro”…
    Também queria saber o que houve no Cassino Atlântico entre 1946, quando o jogo foi proibido, e 1955, quando a TV Rio foi inaugurada.

  3. Hoje os fregueses estariam sendo assediados por vendedores de tudo quanto é besteira, pedintes, aqueles idiotas que acham que tocam samba, sentindo o cheiro de urina nas ruas, e tropeçando em moradores de rua, isso sem falar na escória maldita dos flanelinhas, ao parar o carro. O Rio morreu.

  4. “É o terraço do Hotel Regente, que hoje não existe mais quando o prédio foi modernizado nos anos 70. A segunda varanda, bem na esquina, é do saudoso Lucas e os coqueiros mais a frente da Embaixada da Áustria”.
    Reconheces este comentário?

      1. Rafa as fotos sao iguais, mas as fontes são totalmente diferentes, essa aqui tem até os vincos do papel de onde foi escaneada, jornal, com certeza.
        Acho que vc deve se atentar mais para detalhes e nemos para meros endereços eletrônicos….

  5. O Cadillac devia ser da equipe pois ele foi usado em uma seção de fotos na ladeira do Mundo Novo com a cantora francesa Juliette Greco. Mando foto de Manzon com ela e o carro via email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 8 + 10 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...