Recreio dos Bandeirantes, Canais de Sernambetiba, do Cortado e das Tachas final dos anos 60

av-das-americas-canal-de-sernambetiba-2

Nossa foto de hoje, mostra os investimentos feitos pelo Estado da Guanabara, que visavam preparar a região, que abrigaria a futura expanção da cidade.
Estamos onde hoje se vende como final do Recreio dos Bandeirantes, até os interesses dos especuladores imobilários sumirem com as localidades de Piabas, Pau Ferro, Caeté, Currupira e Rio Bonito, regiões a beira da Serra da Grota Funda. Que perigam desaparecer e virar Recreio, como aconteceu com Gardênia Azul, Curicica etc.. misteriosamente tranformadas em Barra da Tijuca.
A foto mostra o grande Canal de Sernambetiba, um importantíssimo escoadouro da região alagadiça que corre por de trás do Recreio e vai até Vargem Grande e Pequena. Vemos também o Canal das Taxas, com suas margens recém regularizadas pela SURSAN e o discreto Canal do Rio do Cortado, chegando no extremo inferior esquerdo da foto.
A Estrada Vereador Alceu de Carvalho, uma das mais importantes ligações para Vargem Grande e Pequena, ainda era de terra, e só seria de fato em muito melhorada nos anos 90.
A região ainda era rural, vemos várias plantações em pequenas propriedades, que certamente aproveitavam a grande quantidade de água da região, uma das mais “molhadas” da cidade.
O viaduto, além da importância na ligação da Baixada de Jacarepaguá, com outras regiões da Z. Oeste, como Guaratiba e C. Grande, fazia parte da BR-101, trecho da Rio Santos, que partia do Quebra-Mar e hoje engolido pela urbanização.
As águas deviam ser limpas, pois a região não sofria o surto de urbanização equivocada que vem a acompanhando nos últimos 10 anos, condomínios e mansões construídos sem rede colhetora de esgotos e a favelização galopante de áreas maginais de canais e rios dessa grande bacia, que já transfomou o Canal das Taxas numa grande vala de esgoto.
É interessante comprovar o investimento feito nessa região à época, uma região distante da cidade e que só seria ocupada com força a partir da segunda metade dos anos 90, com os investimentos posteriores, quando de fato a região começa a ser ocupada. Infraestrutura é uma palavra maldita, pelo visto, pelos administradores dessa cidade pós socialismo moreno.

35 comentários em “Recreio dos Bandeirantes, Canais de Sernambetiba, do Cortado e das Tachas final dos anos 60”

  1. Atualmente é nesse lugar que “acaba a civilização” no litoral carioca. Daí pra frente ainda é zona rural. Mas nessa época o ponto extremo da urbanização devia ser o Canal de Marapendi.
    A estrada Vereador Alceu de Carvalho deveria ser uma avenida dupla, com pistas em ambos os lados do canal. Pelo menos era assim que o Guia Rex a retratava.
    A ponte original da Av. das Américas estava em muito mau estado no fim dos anos 80, o vão havia cedido. Acho que construíram outra no lugar quando duplicaram a avenida.

  2. Piabas fica nesta região? Só conhecia por nome, como final de linha de ônibus. Pensava que era em algum fim de mundo.
    Nunca tinha notado aquele pontilhão perto do viaduto. Ele ainda existe?

    1. Victor, Piabas fica sim nessa região, porem a area da foto pertence a Vargem Grande ou para outros Recreio. A ponte de madeira não existe mais, assim como essa região esta quase toda ocupada por condominios e até um Shopping.
      abs
      Springhare

  3. A especulação imobiliária simplifica o mapa do Rio. Assim, por exemplo, do centro para a zona norte, ficamos com bem menos bairros. Como todos sabem, depois do Centro vem a Grande Tijuca, logo depois o Grande Meier para em seqüência chegar a Grande Madureira; relegando à pré-história da Cidade algumas dezenas de bairros. Vocês conhecem alguém que more em Aldeia Campista, Todos os Santos ou Magno?
    Com a zona oeste pode ser igual. basta Barra, Recreio, Jacarepaguá (ao norte da Cidade de Deus, porque antes é tudo Barra), Guaratiba, Bangu, Campo Grande e Santa Cruz.

  4. Nesse tempo só se começava a ver construções na altura de onde está o xópin Downtown. Até lá era um deserto só com uma monótona vegetação de restinga.

    1. GENTE ESTRANHA E ESQUISITA?!?
      TODOS TEMOS DOIS OLHOS,DUAS PERNAS,UM NARIZ,BOCA,MÃOS,PÉS,CABELO…
      SOMOS SERES HUMANOS,TALVEZ COM UMA PORÇÃO MENOR DE DINHEIRO NO BOLSO,AMUNTUADOS EM BARRACOS,DESCALÇOS E SEM CAMISA…MAS SOMOS GENTE COMO VOCÊ.

        1. Acho que você não é carioca. Daí o termo “gente esquisita”. Ma isso é normal cara, é falta de costume. O carioca é o povo mais receptivo e feliz do mundo, confirmado inclusive por pesquisas. Como se vê, estamos distantes de querer ou ser igual aos americanos, na sua maioria frios, inexpressivos e infelizes. No Rio a democracia está à flor da pele, nas prais, shoppings, no futebol, no Rock in Rio, nas escolas etc. Você não é americano né? Abraço.

          1. Se fosse americano me sentiria em casa na Miami de mentirinha, mas não sou né. Um bairro onde não há calçadas para o povo andar, quer algo menos carioca que isso??

  5. Essa foto me tráz grandes recordações, pois por volta de 1964, eu tinha 10 anos e num passeio de carro, passei pela 1ª vez por essa região, e me lembro que ainda não havia a ponte da estrada, e para passar ao outro lado tinha-se que passar por esta pequena ponte , que acho que era de madeira, tipo ” Indiana Jones ” , que ainda existe até hoje ( acho, pois a vi há pouco tempo atrás ) , e foi uma grande “aventura ” passar por ela, coisa q lembro até hoje ! Obrigado , André !!

  6. Bizarro.
    Não conheço a região, nem moro na cidade do Rio, mas só de ver a foto e pensar na avalanche imobiliária que passa na região é difícil de acreditar que este lugar é o Recreio dos Bandeirantes atual.

  7. É ridículo chamar parte de Jacarepaguá, principalmente a região da Abelardo Bueno e adjacências, de Nova Barra. Só publicitário e construtoras de má-fé. Isso o CONAR não vê (as propagandas enganosas).

    1. Só concluindo, eu ainda moro em Curicica. Minhas correspondências não estão como Barra (ainda). No carnê de IPTU da minha casa, há alguns anos, vinha escrito: Projeto Nova Barra.

  8. da mesma forma a ditadura e seus associados globo e suas empresas de fachada tomaram grumary,guaratiba,caetés e ,piabas,currupira que pertence a adelina rivetti,eles falsificaram os documentos públicos em cartorios de notas e de registros publicos e praticam os crimes de falsificação de documento publico,formação de quadrilha ou bando,fraude processual,entre outros basta verem os processos numeros 1973.001.700144-9 e 2004.001.002567-0,alguem tem que chamar a policia federal ou a abin,a fim de acabar com tanta safadeza,que também ocupa os nossos tribunais,é a maior vergonha nacional é constatar como o povo brasileiro é manipulado,por uma emissora de tv,que vende só porcarias e mentiras.

    1. vende violencia, sequestro, assaltos, atraves da vasta e horrenda cultura das novelas que não as de época.. aliás enquanto houver as celebridades bonitas e bonitos, manterá a globo no ar… imagine juiz deixa gabinete por novelas, foi assim com chico city…. mas também há banquetes na ribalta, parece até que muitas autoridades passam fome… e é isso aí… dizem que foi assiim também na regiao dos lagos.

  9. a maior grilagem especuladora invasora é da GLOBO em nome de DERMESIL,CYRELA BRAZIL REALTY e ZENITH BRAZIL REALTY (controladora ostensiva do GRUPO MARINHO) SAO MARCOS ENGENHARIA e REAL ENGENHARIA colocaram um vigia na CURRUPIRA onde TEM DOIS GRANDES MARCOS GEOGRAFICOS e assim falsificando a MATRICULA DO IMOVEL que pertence a ADELINA RIVETTI e a seus filhos DARCY e DILSON como se nao bastasse toda a invasao da BARRA DA TIJUCA, RECREIO DOS BANDEIRANTES, AV.DAS AMERICAS, a familia enriquecendo sozinhos, com FGTS DO TRABALHADOR que se quer pode comprar um quarto nesses condominios. Os proprietarios tiveram o INVENTARIO sumido da VAra de Orfaos da Vara de JUSTIÇA DO RIO; será que a GLOBO que se tornou dona da REGIAO DOS LAGOS, será que nao TEM CORAGEM DE SOLTAR o que é ALHEIO e deixar que os HERDEIROS exerçam o direito constitucional de herança e propriedade, QUEREM FICAR RICOS SOZINHOS em troca de OFENDER E FUXICAR A VIDA E PRIVACIDADE dos outros para ocultar a CAPACIDADE USURPADORA; sabiam que colocam tudo em nome dos radialistas, advogados, jornalistas para não sentarem na mesa como reus? a área de CURRUPIRA (veja blogstop.currupira recreio dos bandeirantes, adelina sentada em seu terreno, o MAR E O MORRO DA BOA VISTA como MARCOS ETERNOS e a JUIZA e o seu PERITO engenheiro mecanico disse que não VIRAM OS MARCOS; haja FÉ PARA MUDAR O MORRO E O OCEANO ATLANTICO DOS LUGARES, será que o PODER JUDICIARIO TEM PODER PARA TANTO? ISSO É UMA VERGONHA pois dizem que a GLOBO TEM MAIS DE MIL IMOVEIS e ainda aponta SARNEY ? tem que tirar o argueiro dos olhos? precisa ser denunciada e o BRASIL também a ONU, UNESCO a RECORD será que nao sao mais pecadores que o BISPO MACEDO ? quando citados mudam o endereço para enganar, montam matricula, tudo denunciado no Judiciario que nada faz ? ´preciso mudar ? cade o EDITOR CHEFE porque nao faz uma REPORTAGEM SOBRE ESSA MUITA VERGONHA – RICOS INVADEM AREAS MAIS VALORIZADAS DO PAIS e SE TORNAM DONOS expulsando OS VERDADEIROS POSSEIROS – PODE DAR NOVELA , PODE DAR ATÉ UM FILME -. JA LERAM A AFUNDAÇÃO ROBERTO MARINHO É UM LIVRO..

  10. É por ai que tomaram muitas terras dos pobres,a prefeitura fizera falsos desmembramentos,mudavam nomes das ruas,enganando os nativos,uma vez que aquela região tem praias lindas e maravilhosas,dai apareceram grandes nomes da nossa politica,os grandes donos do mundo,inclusive uns estelionatários,que falsificavam tudo,e tinham ajuda de muitos servidores do judiciário,mas com tudo isso,não conseguiram tirar a vitoria de adelina rivetti,no antigo tribunal de apelação que no agravo 130 da 8a camara do MM.MINISTRO PONTES DE MIRANDA,deixara claro que currupira era propriedade de adelina rivetti,mas existem uns ratos de cartorios que fizeram desaparecer muitas folhas deste agravo,que se encontra na vara de registros publicos,totalmente depenado,claro muitos interesses de ‘empresarios da falsificação e hoje bilionarios,sem falar no 9o. oficio do registro de imoveis,aquele das maracutaias,mas a luta continua,vamos a vitoria.; e averdade sempre prevalece,hoje nós temos um herdeiro de adelina idoso e muito doente precisando deste patrimonio,para se tratar,quem sabe esses algozes não passarão por dias piores,dizem que existe um Deus,que te cobra,então estamos confiantes,se não for a justiça dos homens,pode ser a justiça de Deus.

  11. Os falsos desmembramentos,não conseguiram tirar a essencia dos lugares,como:piabas,caetes,currupira,prainha,abricó,é incrivel como se apaga a memoria do povo ,e até do poder judiciário,nosso povo tem memória curta ,porque assim quer o poder,por isso é que estão no poder os mesmos politicos de quando nós eramos crianças,afora que n~ao interessa criar concursos para peritos,escrivões de cartório de notas e nem de registros,lá trabalham aqueles indicados,por isso é que falta a transparencia,e a estatua da justiça sentada na porta do tribunal ,despeja um pote pequeno dentro de outro grande,é só interpretar a cena,tirar dos pequenos e dar aos grandes,isso é que gera tanta impunidade,por estas situações é que o crime compensa,dai a violencia não termina,será que é isso que queremos para os nossos filhos,tanta lama,será que o poder judiciário é mesmo independente?O que dizer aos novos formandos de direito,que é tudo mentira,ou é tudo verdade real,real,ou dermesil,ou globo ,ou scandia,ou pontal,ou são marcos,e adelina rivetti e pontes de miranda descansam em suas lapides geladas no cemiterio……..

  12. procurem saber sobre o desmembramento da gleba finch,os nomes dos envolvidos, o patrimonio desses ladrões,entre eles: pascuale mauro, banco de credito movel,draut ernnane,recreio dos bandeirantes imobiliaria,globo-dermesil-real engenharia,pontal,currupira etc..
    e os empreendimentos imobiliarios:riserva uno,peninsula,maramar,e o condominio de casas da 3w com dw,entre outras,e descubra as maracutais e seus autores.
    E onde se encontram os verdadeiros donos daquelas terras? e os nossos promotores de justiça?

  13. As terras de ADELINA RIVETTI em CURRUPIRA de frente para o mar do Recreio devidamente registradas em 1929 no 4o. oficio do registro de imoveis ,está nas mãos dos papeleiros(falsificadores de documentos)cartorios de notas e registradores,bancados por grandes grupos de escritorios de desembargadores,que não mostram as suas caras e nem nomes,juntando a esta máfia,o 9o. oficio do registro geral de imoveis,cujo filho do oficial(Gustavo) mandou fechar uma grande porta de aço da entrada,praticando o carcere privado da subscritora,por não aceitar assinar um documento ,onde desistia de registrar no 9o. oficio as terras do Espolio de Adelina Rivetti,que lá estão registradas em nome da GLOBO-DERMESIL,divididas em tres lotes (tres matriculas) fraudadas pelo grupo da máfia do judiciário e as ORGANIZAÇÕES GLOBO E SEUS LARANJAS(REAL,DERMESIL,SÃO MARCOS,BANCO DE CREDITO MOVEL,RECREIO DOS BANDEIRANTES IMOBILIARIA,CRONUS E ETC),temos que apelar para a CORTE DE HAIA,já que esta situação GRAVISSIMA abala a nossa REPUBLICA,já que atinge o poder judiciario,e o legislativo,chegando ao executivo,já que o governador não dá um basta nos representantes do JUDICIÁRIO DO RIO DE JANEIRO e o atual presidente ,dizem que a familia dele são advogados dessa organização globo.

    1. Assim a máxima de que não existe JUSTIÇA é real ,e deveria ser informado a todo o povo brasileiro,com a finalidade de nas proximas eleições,não permitir que aqui se transforme num novo HAITI,afinal o povão merece a verdadeira informação.Hoje um advogado que queira ser independente,correto e justo com o seu trabalho,enfrenta obrigatoriamente essa máfia instalada no Poder Judiciário com raras exceções e corre risco de morte,pois tem que enfrentar e passar a frente desta grande organização e fazer a verdadeira justiça,se vivo continuar,e todo este comentario deveria ser do conhecimento de todos os estudantes de direito,que tem o sonho da JUSTIÇA,e nem imaginam a existencia da manipulação de processos e sentenças que interessam aos donos do capital selvagem,infiltrados em todos os poderes e em altos cargos e escalões do nosso Pais,parece um ABSURDO UMA LOUCURA ,MAIS É MAIS REAL QUE O REI.

  14. O que esta ocorrendo no estado do Rio de Janeiro e vergonhoso o próprio judiciário esta de conluio com famosos grileiros para se apoderarem (roubarem) terras de titularidade indiscutivel e apoiados por políticos corruptos havidos de encherem os bolsos ,a grande maioria das sentenças relacionadas a terras estão vendidas para a banda podre do judiciario prejudicando o direito constitucional de herança art 5ºxxx da constituinte ,estão passando por cima ate das leis para encherem os bolsos e roubarem propriedades alheia ,cuidado minha gente ,isso tudo é apoiado por invetariantes judiciais que agem como verdadeiros perdigueiros procurando imoveis em espolios a onde houveram mortes sucessivas e brigas ,que estigam para tumultuar e assim com o apoio da banda podre conseguirem levar a leilão ou a desapropriações burladas para beneficiar os bolsos da ratasanada politica ,atenção e muito cuidado pois a banda podre esta ai agindo livremente no forum do rio de Janeiro !

  15. Para o Deputado Paulo Ramos.
    CPI das TERRAS
    ANA AMELIA MOSCOSO DE MELLO FRANCO ,Brasileira ,identidade nº 37.136.498 -x ssp, CIC nº 625958307-91 devidamente habilitada , exercendo seu direito de representação ,como herdeira e filha de João Victor de Mello Franco,filho de Sylvia Alvim de Mello Franco e representando os demais herdeiros Afonso Arinos de Mello Franco,Maria do Carmo Mello Franco Nabuco,Ana Leopoldina Mello Franco Chagas .
    Fatos que estão ocorrendo nas ações referentes ao 23º BPM –LEBLON
    Apesar de nossa titularidade comprovada e notoria ,estamos tendo em nossas ações interveniência da Banda Podre do Judiciário em comum acordo com os obscuros sócios da empresa papeleira que montou uma falsa titularidade em nossa propriedade aonde recebemos em 02 areas distintas duas desapropriações a 1º para sediar o 8º Grupo de Artilharia Movel da Costa desapropriada esta gleba em 6.060m2 e a 2º gleba a nos desapropriada para dar passagem a estrada Lagoa Barra na área da antiga casa de caseiro (posterior Bar Memória rua Bartolomeu Mitre entrada dos fundos 1019)esta rea total a onde houve as desapropriações eram parte de um grande terreno de propriedade da família aqui referida e residência familiar a época chamada de A CHACRINHA sobrando desta chácara familiar área de 28.883m2de propriedade da família ate a presente data totalmente documentada e tendo havido 2 desapropriações pagas a família em parte desta residência conforme referida anteriormente.
    Os Fatos obscuros :
    A Banda Podre do judiciário em conluio com os obscuros sócios da já indeferida em todas as instancias em suas ações montadas em fatos fictícios e documentação fraudada ,impedem o prosseguimento das ações familiares para impedir a veracidade dos fatos e conseguir levar na mão grande as terras de titularidade notória da família aqui requerente ,por isso viemos expor a veracidade dos fatos aqui na CPI das TERRAS da BARRA já que JOSE PORTINARI LEÃO um dos obscuros sócios da empresa papeleira GUARANY tem como advogado SERGIO ZVEITER irmão do Excelentíssimo LUIZ ZVEITER ,que conforme
    ART 136 CC esta impedido de julgar nossas ações e mesmo assim continua julgando improcedente todas os nossos recursos num obvio cerceamento de defesa para beneficiar os obscuros sócios da empresa da qual o Sr.Jose Portinari Leão já a muito argüido nesta CPI e sócio .
    Os Fatos em vicio oculto que ocorreram em nossa área ,fatos notórios na cidade do Rio de Janeiro.
    O terreno pertencente aos filhos de Sylvia viemos informar que fomos induzidos a erro pela Prefeitura com uma planta montada pelos fraudadores da empresa Guarany durante o mandato da ex-governadora Rosinha Garotinho ,com o apoio de Mauricio Figueira que intermediou o pagamento a ex-governadora ,advindo de um grupo de pessoas encabeçado pelos irmãos Magalhães (vide explicação sobre a intervenção do cartório de jacareí pela policia federal) e que nosso terreno ,conforme plantas topográficas desde 1899 ate 2008 incluindo as metragens das anteriores desapropriações para a passagem da estrada lagoa barra na entrada de numero 1019 da rua bartolomeu mitre e da desapropriação após o empréstimo de minha família para o 8ºbatalhão da costa (23ºBPM )e a posterior desapropriação paga a nossa família (vide documentos em anexo)que esta em nossa propriedade desde 1899 ininterruptamente ate o presente e de 28.863,26m2,e não (14.883,0m2) como a prefeitura informa.
    O que aconteceu foi que com a morte de meus pais em 1989(mãe) e 1993(pai)sendo a herdeira representante também herdeira de um espolio de seu avo materno Alexandrino Boavista Moscoso(1972.001.30042-84) que esta na 7ºvara de órfãos e sucessões a mesma vara de órfãos que se encontra o espolio de Manoel da Silva Abreu (1978.001300445-)(ZICA CONTRAVENTOR DA PRAÇA MAUA) TODOS OS DOIS NA MESMA VARA DE ORFÃOS E SUCESSÕES 7º V.O.S ,juíza – Maria Celeste Pinto da Costa Jatahy , que não tinha herdeiros e montaram esta titularidade para conseguir toda esta parafernália judicial ,estas obscuras pessoas (os Magalhães)conseguiram através dos inventariantes judiciais informações sobre os herdeiros dos terrenos do Leblon,ATRAVES DO ESPOLIO DE ALEXANDRINO 7ºVOS e com as sucessivas mortes de seus pais de sua viagem para fora do pais para residir com seus familiares que atualmente moram em Paris com isso em 1990 pois não sabiam que a herdeira aqui representante mesmo com a cadeia sucessória que remonta 1899 de titularidade ininterrupta hera já era em 1990 herdeira titular deste terreno(vide habilitação em anexo) começaram juntamente com o apoio de inventariantes judiciais e pessoas infiltradas em cartórios etc… a montar esta parafernália ocultas(os Magalhães eos Garotinhos)tudo isso durante o reinado dos GAROTINHOS de 2003 a 2007 e somente com o apoio dos governadores GAROTINHOS (governados e governadora) montaram as plantas e a parafernália que induziram o atual governo a erro (vide explicação )e aproveitando de que a herdeira estava fora do pais com as informações adquiridas pelo informantes inventariante judicial do espolio de Alexandrino,pois para que houve-se citação hera importante saber da residência fora da herdeira, como chegamos a estes fatos ;como os Magalhães depois de uma exaustiva tentativa de aproximação de vários perdigueiros sem êxito o inventariante sr.EDUARDO WANGLER ,2º inventariante judicial,com uma pretensa proposta de compra para um imóvel da herdeira em Botafogo espolio de Alexandrino(que diga-se de passagem transformaras esta villa em invasão de estranhos com uma serie de documentação montada de titularidades inexistente que esta dando a maior dor de cabeça para ser limpa pois foram montadas num cartório já com intervenção 16º oficio ,com livros inexistente que alegaram terem sido incinerados um horror etc… bem nos moldes deles (paga através de uma empresa Paloma incorporação de imóveis ltda )como e comum os Magalhães montarem ,como foi no caso do nosso terreno na montagem de titularidade pelos Magalhães fizeram o mesmo para enrolar a RJZ antes da fusão com a Cirela neste rolo com os GAROTINHOS ,acrescentando aqui que a RJZ e a CYRELA são vitimas como nos desta parafernália dos GAROTINHOS pois foram eles RJZ que nos ajudaram na descoberta desta montagem ,nos mostrando a documentação do golpe que aplicaram neles ,apresentou a herdeira a um grupo de pessoas encabeçados por uma paulista (com sotaque de mineira)de nome Solange (que posteriormente apuramos ser da equipe dos Magalhães tentou esta aproximação,só que na época as informações deste pretensos compradores não bateram com a veracidade dos fatos e ficamos apreensivos e nos afastamos quando descobrimos que o advogado desta senhora (deste grupo)estava e esta sendo indiciado no processo do inss e refinaria Manguinhos Verome etc… processo 2003.5101504925-4 processo requerido 3º vara federal criminal da comarca da capital autor ministério publico federal (juiz federal dr. LAFREDO LISBOA VIEIRA LOPES)pois o advogado dela era o 27ºacusado Dr.EDSON RIBEIRO,também amigo de infância do 2ºinventariante do espolio de Alexandrino EDUARDO WANGLER.
    OS FATOS: GUIOMAR ALVIM DE FIGUEIREDO RAMOS,legou aos seus sobrinhos filhos de sua irmã Sylvia os terrenos do Leblon ,que foram legados a ela por Jose Cesário de Faria Alvim Filho bem como qualquer direito ou haveres sobre os mesmos.
    JOSE CESARIO DE FARIA ALVIM FILHO ,recebeu do espolio de EMILIA MARIA CAVALCANTI DE ALBUQUERQUE CESARIO ALVIM,nos termos da carta de adjudicação processada pelo juízo da 6º vara civil datada de 03 de setembro de 1940,contendo sentença e registrada em 06 de setembro de 1940,que o dito terreno de 16.060 metros quadrados trata-se do lote 1 do P.A 22.291,onde encontra-se a entrada de numero 1019 da AV.BARTOLOMEU MITRE bem como o QUARTEL DO 8º BATALHAO e o e terreno que pretendemos desmembrar da ,área que sobrou da parte desmembrada pela união para a construção do 8º batalhão da costa,estas áreas tanto a desmembrada para o 8º Batalhão da Costa ,a entrada de numero 1019 da Bartolomeu Mitre ,desmembrada pela Prefeitura para a construção da AUTO ESTRADA LAGOA BARRA e o restante desta área de maior proporção de nossa propriedade desde 1899 a 2008,pertenciam e parte dela ainda pertence(28.863,26m2) a EMILIA MARIA E A JOSE CESARIO ALVIM FILHO .Fazendo o todo parte de um terreno de maior proporção ,conforme os dizeres acima , RGI e planta em anexo.
    JOSE CESARIO DE FARIA ALVIM FILHO ,houve no inventario de EMILIA MARIA CAVALCANTI DE ALBUQUERQUE CESARIO ALVIM (sua esposa)que correu pela 6º Vara Cível do Distrito Federal conforme carta de adjudicação registrada no cartório de registro de imóveis da Capital do Rio de Janeiro ,2ºoficio,L,3,ar,pg.165 sob o nº de ordem 7.672 uma área de terreno com 16.060 metros quadrados ,assim descrita(segue documento e RGI em anexo descrevendo o todo bem como a planta do terreno num todo).do referido imóvel pertencente ao espolio de JOSE CESARIO ALVIM FILHO, que GUIOMAR ALVIM DE FIGUEIREDO RAMOS ,legou aos seus sobrinhos filhos de SYLVIA CESARIO ALVIM DE MELLO FRANCO ,esposa de AFRANIO de MELLO FRANCO,seus filhos, MARIA DO CARMO DE MELLO FRANCO NABUCO,ANA LEOPOLDINA DE MELLO FRANCO CHAGAS ,ESPOLIO DE AFONSO ARINOS DE MELLO FRANCO,ESPOLIO DE CAIO DE MELLO FRANCO,ESPOLIO DE ZAIDE DE MELLO FRANCO dentre os quais JOAO VICTOR DE MELLO FRANCO neste ato representado por sua filha e herdeira ANA AMELIA MOSCOSO DE MELLO FRANCO e demais herdeiros.
    O HISTORICO DO TERRENO.
    D.Maria Emilia Fleury Cavalcanti de Albuquerque e D.Joana Calvancanti de Albuquerque Figueira de Mello (viscondessas de Albuquerque)eram proprietárias de uma extensa área de terras no Leblon ,divididas devido ao tamanho em 06 áreas distintas (vide planta do arquivo nacional e anexada ao espolio de Jose Cesário Alvim Filho em anexo) bem como em anexo a este processo.
    1- Área de 121.000m2 da qual D.Maria Emilia F.C.Albuquerque era proprietária de ½. (60.500 m2) E D.Joana C.A.Figueira de Mello era proprietária de ½ .Ficando cada uma com 60.500 m2.
    2- Área – Área de 85.200m2 Pertencente a Emilia Maria Cavalcanti de Albuquerque de Cesário Alvim (filha de Maria Emilia) Área de 85.200m2 (vide planta em anexo)
    3- Área de 14.886 m2.
    Pertencente a D.Maria Emilia Cavalcanti de Albuquerque (1/2) e D.Joana C.A.Figueira de Mello (1/2) de 14.886 m2.
    Ficando cada uma das irmãs com 7.443m2(vide planta em anexo)
    4-Área de 11.624 m2 Pertencente a Emilia Maria Cavalcanti de Albuquerque de Cesário Alvim (vide planta em anexo).
    5-Área de 4.770m2 Pertencente a D.Maria Emilia C.de Albuquerque ½ (2.385m2) e D.Joana C.A Figueira de Mello (2.385m2)
    6- Área de 16.060 m2 Pertencente a Emilia Maria Cavalcanti de Albuquerque de Cesário Alvim (casada em comunhões de bens com Jose Cesário Alvim Filho)Irmão de Sylvia Cesário Alvim de Mello Franco.(vide planta em anexo).
    Esta área foi durante muito tempo residência de Emilia Maria e Jose Cesário Alvim Filho (denominada de “A CHACRINHA” como o casal não tinha filhos e a irmã de Jose Cesário Alvim filho ,Sylvia Cesário Alvim de Mello Franco havia morrido deixando órfãos seus filhos com Afrânio de Mello Franco ,que lá passaram a maior parte de sua infância,morando com os tios.
    A Área de desapropriação tanto do quartel do 8ºBatalhão Motorizado da Costa quanto a entrada de numero 1019 da Bartolomeu Mitre , A AREA DESAPROPRIADA PARA A CONSTRUÇÃO DO QUARTEL foram desapropriadas (2duas) uma para a UNIÂO e outra para a PREFEITURA da área de 16.060m2 e acrescentando a esta área de propriedade do casal outra área pegada e continua também de propriedade do mesmo casal ,formando um todo de grande proporção, chamada na época de
    “ A CHACRINHA” Pertencente a JOSE CESARIO DE ALVIM FILHO E LEGADA NA INTEGRA AOS FILHOS DE SYLVIA CESARIO ALVIM DE MELLO FRANCO- OS FILHO DE SYLVIA = MARIA DO CARMO DE MELLO FRANCO NABUCO, ANA LEOPOLDINA DE MELLO FRANCO CHAGAS, AFONSO ARINOS DE MELLO FRANCO,AFRANIO DE MELLO FRANCO FILHO,CAIO DE MELLO FRANCO,ZAIDE DE MELLO FRANCO CHERMONT E JOÃO VICTOR DE MELLO FRANCO.
    AREAS DESAPROPRIADAS
    1-EM OUTUBRO DE 1942 A UNIÃO,COM BASA NO DECRETO 10.358 DE 31/08/1942 ,QUE DECLARANDO ESTADO DE GUERRA,SUSPENDEU AS GARANTIAS CONSTITUCIONAIS,DO ART 122,Nº 14 DA CONSTITUIÇÃO DE 1937,CONSERNANTE AO DIREITO DE PROPRIEDADE,APOSSOU-SE DE 6.098,08 M2 PARA CONSTRUÇÃO DO 8º GRUPO MOVEL DE ARTILHARIA DA COSTA ,ESTA AREA ENTÃO SITADA ACIMA JÁ FOI DESAPROPRIADA E JÁ FOI FEITO O PAGAMENTO PELA UNIÃO AOS FILHOS DE SYLVIA NAS SUAS FRAÇÕES HEREDITARIAS RESPECTIVAS A SEUS QUINHÕES E PAGAS PELA UNIÃOCONFORME COMPROVA AS GUIAS DE PAGAMENTO EM NOME DOS RESPECTIVOS FILHOS DE SYLVIA QUE SEGUEM EM ANEXO A ESTE PROCESSO. O FATO a união requereu por estado de guerra em 1942 a área(6.098,08M2 ) SUBTRAIDA DO TERRENO DE PROPRIEDADE DE EMILIA MARIA CAVALCANTI DE ALBUQUERQUE DE CESARIO ALVIM e Jose Cesário Alvim Filho para a construção do 8º batalhão da costa coisa que foi prontamente acatada pela família Cesário Alvim, esta área foi posteriormente desapropriada pela União conforme já dito acima ,nesta mesma área por ser um único terreno de proporção maior foi também posteriormente desapropriado outro trecho do mesmo terreno para a PASSAGEM DA ESTRADA LAGOA BARRA NO TRECHO DO TERRENO AONDE SE ENCONTRAVA A ENTRADA DO TERRENO DE Nº1019 DANDO SAIDA E ENTRADA DO TERRENO PARA A RUA BARTOLOMEU MITRE A ONDE SE SITUAVA O SOBRADINHO(vide foto em anexo) QUE ERA O BAR MEMORIA ALUGADO PARA RENDA COM CONTRATO DE ALUGUEL FIRMADO PELA MÃE DE EMILIA MARIA(vide contrato em anexo) ,DONA MARIA EMILA (CONFORME PODE SER ATESTADO PELO CONTRATO DE LOCAÇÃO FIRMADO POR MARIA EMILIA(MÃE DE EMILIA MARIA) ,BEM COMO PELA CONTA DE AGUA TAMBEM EM NOME DELA E QUE SO FOI DESALUGADO(vide em anexo requerimento ao inquilino para desocupar) PARA CUMPRIR A DESAPROPRIAÇÃO PARA A PASSAGEM DA ESTRADA LAGOA BARRA.)CONFORME COMPROVA CONTRATO DE ALUGUEL EM ANEXO BEM COMO A CONTA DE AGUA DA EPOCA,impostos pagos e guias de pagamentos FOTOS E DEMAIS DOCUMENTOS EM ANEXO.
    ESTE TERRENO AONDE OCORREU ESTAS DESAPROPRIAÇÕES ERA DE PROPRIEDADE DE A EMILIA MARIA CASADA EM COMUNHÕES DE BENS COM JOSE CESARIO ALVIM FILHO E QUE FOI LEGADO NA INTEGRA A SEU MARIDO JOSE CESARIO ALVIM FILHO COM SUA MORTE .TENDO SIDO EM 1958 LEGADO NA SUA TOTALIDADE AOS FILHOS DE SYLVIA CESARIO ALVIM DE MELLO FRANCO(JÁ ANTERIORMENTE REFERIDOS) segue em anexo o testamento de Guiomar Alvim de Figueiredo Ramos que sendo irmã de Jose Cesário Alvim viúvo ,casado com Emilia Maria sem filhos , Jose Cesário fez suas herdeiras tanto Sylvia Cesário Alvim de Mello Franco bem como Guiomar ,com a morte de Guiomar em 1958 a totalidade do Terreno do Leblon foi legado aos filhos de Sylvia (testamento em anexo) INCLUSIVE AS SOMAS APURADAS PELAS DESAPROPRIAÇÕES QUE SO FORAM PAGAS E COMPLETADO O PROCESSO DE DESAPROPRIAÇÃO POSTERIORMENTE AO LEGADODE 1958 , TANTO DA DESAPROPRIAÇÃODA UNIÃO O QUARTEL DO 8 ºBATALHÃO MOTORIZADO DA COSTA(23ºBPM)AREA DE 6.098,08 M2 BEM COMO A REQUERIDA PELA PREFEITURA PARA A ESTRADA LAGOA BARRA DE PARTE DESTE GRANDE TERRENO, SENDO QUE A SOMA DO PAGAMENTO DA ENTRADA DE NUMERO 1019,AREA DE 4.770M2 já esta a disposição dos herdeiros B.B que segue as comprovações de deposito em anexo, SERA PAGA ATUALMENTE NESTE ANO DE 2008 AOS SEUS HERDEIROS ATRAVES DO DEPOSITO DE CONTAS JUDICIAS JÁ SITADAS ANTERIORMENTE ,DEPOSITADAS NO BANCO DO BRASIL PELA PREFEITURA, A SOMA PAGA PELA UNIÃO FORAM RECEBIDAS PELOS MESMOS HERDEIROS filhos de Sylvia(vide comprovação de pagamento em varias épocas distintas,sempre em nome dos filhos de Sylvia dentre deles JOÂO VICTOR, ANTERIORMENTE TENDO SIDO O ULTIMO PAGAMENTO SIDO FEITO EM 1997pela UNIÂO, INCLUSIVE A O ESPOLIO DE JOÃO VICTOR DE MELLO FRANCO TENDO SIDO PAGO A HERDEIRA NETA DE SYLVIA, ANA AMELIA MOSCOSO DE MELLO FRANCO CONFORME ATESTA BOLETO DE PAGAMENTO EM ANEXO. .NESTE TERRENO PERTENSENTE A JOSE CESARIO ALVIM FILHO NO QUAL HOUVE ESTAS DESAPROPRIAÇÕES ,RESTOU UMA AREA DE 28.863,26M2 M2(CONFORME PLANTA EM ANEXO)E R.G.I QUE PERTENSE AOS FILHOS DE SYLVIA CESARIO ALVIM DE MELLO FRANCO área pegada e continua ao 8º Batalhão da Costa(23ºBPM) Tudo isso é de conhecimento do Governador do Estado Sr.Sergio Cabral que faz vista grossa para beneficiar os ja tão estourados cofres publicos , principalmente depois das obras do Pan ,na villa olimpica que esta´caindo e totalmente sem condição de ser habitada detalhe construida em area de manancial e sem falar do elefante branco que foi a cidade da musica na Barra da Tijucaate hoje inacabada mesmo o governo tendo estourado os cofres publicos neste projeto faraonico e insano ,com tantos hospitais precisando de de apoio ,por que o Governados não toma providencias sobre isso ? o que ele fez até então? por que não faz uma faculdade publica para a população carente da região ? ou pretende manter o projeto megalômano para opera de poucos abastados e que se dane a população pobre ! é isso ?

  16. Este é o maior grilo de terras que se conhece no Rio de Janeiro em areas de grande valorização e todas as denuncias parecem encontrar ouvidos moucos e antolhos nas nossas chamadas autoridades.Será que estas narrativas da real situação do Poder Judiciário interessa,para alguem,ou a midia não tem interesse no jornalismo investigativo,pois se tivesse ia ganhar muito ibope,já que a nossa população pobre tem o sonho da casa propria,deveria saber,que muitas heranças veem sendo tomadas pelos donos do poder na mão grande com apoio da banda podre do judiciario,com o poder executivo,é um absurdo!uma loucura!como diz a nossa querida Narcisa Tamborindeguy.Estes lobos são perigosos,e o grau de periculosidade está acima de qualquer movimento de sem terra e sem teto,e não interessa a apuração pelo ministerio publico federal,onde está a JUSTIÇA………………

  17. ALÍ PRÓXIMO HAVIA A RH PRODUÇÕES.A QUAL PERTENCIA AO “DIDÍ MOCÓ SONRRIZAL NOVALGINA CALESTEROL MUFUNGO”(VULGO RENATO ARAGÃO).HOJE EM DIA NO MESMO LOCAL,SE NÃO ME ENGANO,HA O COMPLEXO DA VILA OLIMPICA E ANTES UMA REVENDA DA FIAT.
    É IMPRESSIONANTE COMO ESSA REGIÃO CAUSA FASCÍNIO PELAS PESSOAS,E AS MESMAS POUCO SABEM EXPLICAR O QUE OCORREU NAQUELA AREA DE “JACARÉS DE PAPO AMARELO”,QUE EM LINGUA INDÍGENA:JACAREPAGUÁ.
    MUITA ESPECULAÇÃO,HISTÓRIAS INFUNDADAS,MITOS QUE REZAM ATÉ “AREA DE DESÓVA” DE GENTE MORTA PELO TRÁFICO,OU ACERTOS DE CONTAS DE OUTRAS “ENTIDADES” AINDA ATIVAS DA NOSSA SOCIEDADE!
    ENFIM TODA VEZ QUE PASSO POR LÁ FICO PROCURANDO O QUE AINDA RESTOU DA ESTRUTURA URBANIZADORA DAS DECADAS DE 70 E 80.E ACREDITO QUE MUITOS AINDA TORCEM O PESCOÇO PRA OLHAR AO REDOR DO LOCAL.TENTAR DESCOBRIR ONDE COMEÇA E TERMINA UM VALE DE VEGETAÇÃO LOCAL,ONDE VAI DESENBOCAR TAL RIO,OU VALA NEGRA.
    BOM,O QUE EU TENHO A COMENTAR,E QUE TALVEZ POUCOS SAIBAM,É QUE NO ANIL QUE É UMA AREA PRÓXIMA A CIDADE DE DEUS,ANEXAS A ESSE COMPLEXO DE JACAREPAGUÁ/BARRA,FOI RODADO UM DOS FILMES DO TARZAM.
    A AREA FOI UTILIZADA PARA RETRATAR UMA TRIBO AFRICANA,QUE TINHA SIDO DESTRUÍDA COM FOGO…BOM,QUEM VIU O FILME FATALMENTE DEVE TER RECONHECIDO OS MORROS QUE SÃO VISÍVEIS DA FREGUESIA E O MORRO DO MONSTRO DEITADO,A PEDRA DA PANELA VIRADA…
    NASCÍ E ME CRIEI NO RETIRO DOS ARTISTAS,E SEMPRE QUE EU IA PRA BARRA ERA UMA VERDADEIRA VIAGEM,NO SENTIDO DE VIAJAR MESMO,NO BOM SENTIDO E NÃO NO SENTIDO DE LUGAR LONGE E RUIM DE IR.
    SAIR DA AREA RURAL E CAIR EM LUGAR PRÓXIMO AO MAR,E AINDA PODER ENTRAR EM UM SHOPING CENTER(O BARRA SHOPPING),NOSSA!NA DECADA DE 80…ERA TUDO O QUE UMA CRIANÇA QUERIA NAQUELA ÉPOCA!
    E COM OS ÔNIBUS NA ANTIGA VIA 11 VOANDO BAIXO ENTÃO…ERA O MÁXIMO!

  18. Ao inventariante do Senhor Afonso Arinos de Melo Franco ou à quem faça as vezes dos herdeiros. O referido Senador possuía no Banco do Brasil valores passíveis a diferenças decorrentes dos Planos Econômicos, mormente após o Plano Verão, em 1989. O escritório Chaves e Mazeto trabalha com o recebimento de tais valores. Maiores informações favor entrar em contato, eis que todas as tentativas do escritório restaram infrutíferas e o referido direito prescreve em outubro do ano em curso. Att.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 3 + 5 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...