Conj. Habitacional do IPASE- Marechal Hermes

Hoje teremos um post duplo com o Saudades do Rio, que mostra maisa um dos legados dos antigos fuindos de pensão em nossa cidade ” http://fotolog.terra.com.br/luizd:1338 “.
O Saudades mostra o Hospital dos Servidores, antiga ilha de excelência, e a garantia para os funcionários públicos que, em termos de saúde estavam muito bem assistidos, para isso bastando  o pequeno desconto em folha. Essa era uma realidade para várias categorias que conseguiam, sozinhas ou em conjunto com outros Institutos erguer unidades de saúde, ambulatórios ou clinicas para atender seus contribuintes.
Mas o legado desses institutos não se resumia em apenas unidades de saúde, muito em habitação foi construído por eles, de vilas proletárias a prédios, hoje muito valorizados pois eram sempre feitos por bons arquitetos e urbanistas, ganhadores de concursos públicos.
Nossa imagem, mostra o conjunto do IPASE, o mesmo instituto que ergueu o Hospital dos Servidores. Esse grande conjunto do IPASE, chamado ” Vila 3 de Outubro”, possuia mais de mil unidades habitacionais, em sua maioria casas, e alguns prédios de apartamentos com poucos pavimentos. Esse tipo de conjuto, como o IAPI, o Bancários, o Portuários etc… vinha suprir a demanda  para casa própria principalmente dos setores menos remunerados de seus contribuintes.
Com a unificação dos Institutos, no paquidérmico INPS, hoje INSS, não vemos mais essas realizações, nem hospitais são erquidos e o INSS ainda vem achatando as pensões dos aposentados desde os anos 80. A pergunta que fica no ar é….. porque se separados os institutos conseguiam realizar, e hoje juntos, teoricamente com mais receitas não fazema nada ??? Certamente porque casa grande tem mais janelas para se arrombar.

11 comentários em “Conj. Habitacional do IPASE- Marechal Hermes”

  1. Época do Estado do bem-estar social. Hoje a filosofia é outra infelizmente.
    Só arrecadar para pagar juros aos grande investidores, se aplicarem em qualquer outra coisa, é uma chiadeira geral “do mercado”.

  2. Caro André,
    O rombo do INSS, deve-se basicamente a 3 fatores: A construção de Brasília foi feita, em parte com recursos da previdência, recursos esses que não foram devolvidos. Além disso houve a inclusão de benefícios para trabalhadores rurais, que também jamais contribuíram. Por fim temos a endêmica corrupção brasileira. Assim fica difícil manter a mínima qualidade do sistema. Tá ruim mas vai piorar.

  3. O golpe final no sistema, na minha opinião, foi universalizar a cobertura da Saúde a todos os brasileiros sem contrapartida financeira.
    Anteriormente, somente os que descontavam para o INPS tinham direito à aposentadoria e à assistência médica do Ministério da Previdência.
    Afinal, não há almoço grátis.
    Deu no que deu!
    Se a isso se somar a corrupção e a falta de gestão, tudo vai para o brejo.
    É impressionante o quanto de exames médicos são repetidos, o quanto não são nem vistos, enfim, o desperdício é enorme.
    Falta gerência.

  4. Cadê a Gerência !!
    Sempre ouvi falar muito bem os “IA’s”… Claro que também tinham as suas maracutaias, mas certamente não chegava aos pés do que acontece hoje.

  5. Estou adorando os teus textos recuperando a história da nossa cidade. Apenas para contribuir, o Conjunto do Ipase fica no bairro Vila Kosmos, e faz fronteira com o bairro de Vila da Penha, à frente, Vicente de Carvalho, à direita e Penha, à esquerda. Ele inicia na Estrada Vicente de Carvalho e vai até o Jardim do Saco.
    Inicialmente, as residências eras destinadas aos servidores públicos de baixo poder aquisitivo, conhecidos como “barnabés”. Havia uma curiosidade, pois o conjunto foi organizado em blocos de apartamentos de dois quartos e mais outros três blocos, próximo a um morro, com apartamentos duplex (dois andares), para quem tivesse renda maior. As casas, todas geminadas, meia água (um quarto, sala, cozinha, banheiro e um quintal) eram destinadas ao servidor público de menor renda e família maior.
    Como os demais conjuntos dos IAP”s, o Ipase também conta com escolas públicas, embora a área de recreação e esporte não tenha sido garantida. Acredito que de todos os conjuntos dos IAP’s, o IPASE foi o que teve uma arquitetura das mais sucateadas, do material usado para a construção (placas de cimento para as paredes) ao tamanho dos imóveis.
    Havia muita área sem construção e sem destino ao longo de todo o conjunto e que, pela história de ocupação, teve um destino não surpreendente, ou seja, com ocupação desordenada.

  6. Sr. Diretor, venho por meio deste solicitar informação sobre esses imóveis do IPASE EM MARECHAL HERMES NO RJ. Se tem previsão de legalizá-los saindo a escritura definitiva, pois só temos a promessa de compra e venda da época. Muito obrigado e um abração do amigo, DERNEVAL JOSÉ.

  7. entre outros motivos, porque a forma de financiamento das aposentadorias nos antigos IAP´s era muito mais consistente do que a adotada pelo INPS e pelo seu sucessor, o INSS.
    as instituções que mais se aproximam dos antigos IAP´s são as entidades fechadas de previdência complementar, mais conhecidas como fundos de pensão, onde se destacam a previ, a petros, a funcef, a valia, a fundação cesp, a fundação itaubanco entre outras. (http://www.abrapp.org.br/Documentos%20Pblicos/ConsolidadoEstatistico_12_2012.pdf)

  8. Quero vender meu imóvel em Mal.Hermes, mas consta no seu meus documentos junto a prefeitura que pertence ao IPASE. A cx Econômica não libera carta de crédito devido a essa condição. As pessoas querem comprar com financiamento e a cx não aprova. O que faço????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 8 + 7 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...