Na nossa imagem de hoje, fotografada diretamente de uma velha publicação vemos o Pavilhão do México na Exposição de 1922 em seus últimos retoques.
Em estilo neo-hispânico ou Missões  simulava uma villa colonial em algum lugar do país, em um estilo que ficou célebre pouco depois em mansões nos EUA, notadamente em Los Angeles e em muitas casas da Zona Sul e grajaú construídas nos anos 30 e início dos 40.
O pavilhão ficava na Avenida das Nações, uma via criada para o evnto, em que parte do seu traçado é hoje ocupado pela Av. Pres. Wilson. Mas onde estava o Pav. do México temos uma área mal resolvida entre a Rua de Santa Luzia, e os fundos dos prédios da Av. Churchil, áreas que ficaram desconectas entre o traçado colonial e o pós Plano Agache, sendo hoje usadas como pequenos estacionamentos, inclusive em muitos lugares com quota mais alta que a Rua de Santa Luzia.
A imagem ainda nos brinda no extremo direito com um pequeno pedaço do Pavilhão da Tcheco-Eslováquia e no lado esquedo com uma empena, ainda em obras do Pavilhão da Dinamarca