foto de andredecourt em 21/12/07 

Nossa aérea de hoje, do segunda metade dos anos 50, mostra a ainda em obras Avenida das Bandeiras com um dos seus conjuntos de viadutos mais importantes já concluído, o Trevo das Margaridas.
A Av. das Bandeiras construída como prolongamento natural da Av. Brasil, a partir de Parada de Lucas tinha a finalidade de ser uma via de penetração rumo ao Sertão Carioca, interligando e racionalizando o acesso de vários bairros, bem como se conectar com bairros longíquos perto das fronteiras do então Distrito Federal.
Além disso a Av. das Bandeiras iria racionalizar o acesso à São Paulo, como anos antes a Av. Brasil tinha feito, eliminado o transito por dentro dos subúrbios da Leopoldina e o mais importante se conectando com um trecho da nova Via Dutra que trouxe no início da década a estrada mais para perto do centro da cidade. A antiga Rio-são Paulo dava uma grande volta por Itaguaí e Nova Iguaçu e desembocava em Campo Grande.
Nossa foto mostra a Av. das Bandeiras já funcional nesse trecho, bem como os viatudos do trevo, inclusive já duplicados. Mas um pouco mais a frente tem-se a nítida noção que a Dutra ainda não está totalmente pronta ou funcionando em pista simples, pois vemos apenas um grande caminho de terra e não notamos o asfalto. O que contraria as informações oficiais que dizem que nos anos 50 as pistas eram duplicadas do trevo até Seropédica.
O grande complexo mais à frente é a usina do de asfalto do DER-DF, hoje Funderj, complexo este que já teve muita importância nos anos 60 e 70 com seu laboratório de engenharia, à época um dos mais importantes e sofisticados do país nos estudos de estruturas e massa asfáltica. O grande terreno, com a saída da capital para Brasília foi dividido entre a Guanabara e o Gov. Federal e depois da fusão a parte da Guanabara foi novamente fracionada entre o Estado do Rio e a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro.
No pé da imagem podemos observar que o bairro de Jardim América praticamente não existia.
 

Comentários (8)

buraite disse em 21/12/07 11:44 …

Passarei por lá a caminho da serra, rezendo pro fusquinha aguentar o tranco… hehehehe.
Ele gueeeeenta…
É incrível o inchaço da cidade em menos de trinta anos, e pelo visto não vai se reverter tão cedo.

triunfodapintura disse em 21/12/07 15:49 …

Mesmo tema da minha postagem de hoje.

jban disse em 21/12/07 22:25 …

Como sempre, boas informações !
Valeu André !

hardsay disse em 23/12/07 17:25 …

que lindo, adorei 😀

w800i disse em 23/12/07 23:21 …

Ver essas fotos me emocionam! Pois nessa época frequnetava, passava, e nem imaginava que um dia a distância ia admirar! Rogo que o Rj volte a ser o que era! Sou otimista! FELIZ NATAL a todos!!!!

derani disse em 26/12/07 13:09 …

E sem nenhuma política habitacional, grande parte destes terrenos se transformaram em favelas, as mais perigosas do Rio.

80s_cars disse em 26/12/07 15:38 …

O pessoal q viveu nessa epoca se deu bem , nessa epoca era bem melhor de ganhar grana, hj em dia ta tudo saturado