andredecourt's photo from 12/26/05

Praia do Flamengo, esquina com as ruas Paysandu e Barão do Flamengo.

Essa mesma esquina já foi objeto de post’s aqui no flog, normalmente mostrando o prédio do hotel Central, ou então o desembocar da rua Paysandu.
Mas essa foto nos mostra um novo ângulo, tirada do rés do chão em direção o morro da Viúva e é fantástica, por mostrar com detalhes o mobiliário urbano da época, que acredito ser final dos anos 40, início dos 50.
O canteiro central das pistas principais da praia, ainda está com a sua largura original, em 1952, no máximo, eles seriam estreitados, em virtude da abertura do sistema viário do túnel do Pasmado.
A pessoas que vemos postadas junto ao meio-fio esperam o ônibus, em boa resolução é possível ler na placa “Parada de Ônibus”, aliás o poste que a segura é um dos velhos postes de modelo francês, convertidos de gás para energia elétrica, e já nessa época com os globos maiores e pontudos, que substituíram os redondos dos anos 20 e 30.
Ainda há grandes espaços por entre os prédios da praia, e todos os prédios que podem ser vistos em primeiro plano são de inspiração fortemente decô, como o Ed. Tabor Loreto em primeiro plano e o Biarritz em seguida.
No fundo vemos a sede do Flamengo ainda em construção, sem uma só janela embora a obra aparentemente já esteja em fase de acabamento.
No extremo direito da foto, vemos a fiação aérea dos bondes que circulavam pela pista interna, bem como por de trás do segundo gradil protetor de árvore um bonde com sentido Glória.
Em melhor definição podem ser vistos outros vários detalhes do urbanismo da época, como sinais de transito, abrigo para o policial, ventiladores de câmaras transformadoras subterrâneas e outros modelos de postes de iluminação pública
Foto: Coleção Desmond Cole

Comments (27)

jban 12/26/05 7:04 AM …
Aquele prédio do Flamengo é Horrendo !!!!!
luiz_d 12/26/05 7:10 AM …
Uma cidade mais humana, com pouco trânsito, bancos nas calçadas,as pessoas elegantemente vestidas.
Muito bonita a foto!
Rafael Netto 12/26/05 7:13 AM …
Tirei uma foto exatamente neste local no sábado, mas no ângulo daquela mostrada pelo Luiz D’… se tivesse postado esta foto antes com certeza também a teria reproduzido.
http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto
Rafael Netto 12/26/05 7:15 AM …
Acho que esses bancos e calçadas sobreviveram até bem recentemente, quando houve aquela remodelação do local que pavimentou a rua interna com concreto. Aliás, a única obra recente da cidade (quiçá do país…) em que foi feita uma pavimentação realmente decente!
rockrj 12/26/05 7:35 AM …
Fantástica a resolução e nitidez da foto!
Leflaneur 12/26/05 8:00 AM …
Gosto muito dessa área.
Patricio 12/26/05 8:43 AM …
Ao contrário do Edificio do Flamengo F.C.(de arquitetura semelhante aquele “balança -mas-não-cai” que tem alí, na Av. Pres. Vargas) esse Ed. Tabor Loreto e, principalmente, o Biarritz são espetaculares!
Abraço
bemaia 12/26/05 8:56 AM …
Lefla, esta área é a melhor do Rio…rsss
Esquina da rua onde morei por 26 anos, minha mãe continua lá!
Ótima lembrança, Sr. Decourt!
Beijos, Bê.
antolog 12/26/05 9:23 AM …
Como já foi dito, foto fantástica!!!
photomechanica 12/26/05 9:35 AM …
Gostei da “Parkway” vista ao rés do chão, seja lá o que isto signifique …
:-))
betotumminelli 12/26/05 9:36 AM …
A foto é genial. Mas com esses postes essa região devia ser um breu só.
:-))))
Rafael Netto 12/26/05 10:00 AM …
Segundo meu tio a cidade inteira era um breu só…. esses postezinhos com lâmpadas incandescentes só iluminavam embaixo deles e olhe lá.
Não posso opinar a respeito, já sou da geração do vapor de mercúrio, a última em que a noite tinha cores naturais (hoje o sódio amarelou tudo).
http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto
jban 12/26/05 10:16 AM …
Ruas vazias… que maravilha !!!!
Leflaneur 12/26/05 10:28 AM …
Eu me lembro dessas coisas de pau que colocavam em volta das árvores. Elas normalmente caiam e quebravam as árvores, mas estavam ali para proteger, diziam…
jason_1900 12/26/05 10:41 AM …
Não tem carro na rua. Será na época da guerra?
AG 12/26/05 11:59 AM …
No tempo que Dondon jogava no Andaraí,
Nossa vida era mais simples de viver,
Não tinha tanto miserê, nem tinha tanto tititi,
No tempo que Dondon jogava no Andaraí,
No tempo que Dondon jogava no Andaraí.
(Música e letra do Mestre Nei Lopes)
Pois é, nesse tempo aí, ambulância era “assistencia”; propaganda era “reclame”; revista pequena era “gibi” e pornografia era só “saliência”; xerox era “cópiafotostática”; ortifruti era “quitanda” jeans era só “calça Lee” (ou calça americana); 22 era “demente”; e todo cana dura era “investigador”.
É, no tempo que Dondon jogava no Andaraí,
no tempo.
No tempo que Dondon jogava no Andaraí.
Rafael Netto 12/26/05 12:12 PM …
As “coisas de pau” em volta das árvores duraram, com alterações, acho que até os anos 80. Eu lembro dessas grades, verdes, contemporâneas das lixeiras azuis da Comlurb.
Já apareceram nos fotologs em obras da era Chagas Freitas, não sei se na Praça 15, na Lapa ou em ambos.
http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto
andredecourt 12/26/05 12:16 PM …
Prefiro as ruas iluminadas por lampadas incandescentes, peguei várias ainda criança e poucas como adolescente, eu odeio lampadas de mercúrio, feio por feio fico com as de sódio, que gastam pouco e iluminam mais
jban 12/26/05 2:01 PM …
Taxi era “carro de praça” e motorista era “Chofer”
André, Quando você pegou as lampadas, elas estavam quentes ???? 😛
poeta_rj 12/26/05 5:19 PM …
CARTÃO DE NATAL
Um cartão de natal
Ele estava ali, eu não!
Uma palavra quase fatal…
Faltou coração.
Um cartão sobre felicidade
Cadê o sorriso? Cadê a vida?
Um cartão sobre amizade
Mas, amizade sufocada, contida!
Mas, ele não tem sido amigo
Apenas distante
Ele não tem sido nada…
Permanece dissonante…
Eu não me encontro mais nele
Estou querendo me encontrar
Estou querendo alguém que por mim vele
Estou querendo apenas despertar!
O melhor do cartão: Calvin e Haroldo!
Um abraço carinhoso como mais não há…
Estou me livrando dos tentáculos de polvo
Aos poucos volto de novo a amar…
Um cartão de Natal
Não era eu…
Nem fiquei mal…
Acho que a indiferença bateu!
O cartão serviu pra confirmar
Ele matou, morri, preciso renascer
E por isso ando a buscar
A mim, somente a mim, em cada amanhecer…
CL (25/12/2005)
cidadedorio 12/26/05 6:23 PM …
Passo muito nesse lugar!!!
Bruno Macedo 12/26/05 7:21 PM …
Em por falar em iluminação, qual era o tipo usado para iluminar a estátua do Cristo nos anos 30, 40, 50, 60 e 70? Pois, nos anos 80 (eu era pequeno), lembro que era de sódio.
Bel 12/26/05 7:24 PM …
Foi você que deixou esse poeta assim? :)))))
Quem diria.
Ricardo Sanctos 12/26/05 8:01 PM …
André, to aqui com uns postais desses em P&B com fotos do Rio dos anos 40, tem a pres. Vargas em obras, edificio a noite, vieira souto, atlantica nao duplicada entre outras. Queria um dia vê-las postadas aqui. Como faço pra te mandar cópia desses postais?
Um abraço!
Keila 12/26/05 9:34 PM …
Eu também me lembro dessas grades em torno das árvores, ainda nos anos 80.
prfragoso 12/27/05 7:05 PM …
Salve André,
Você comentou que se vê ao fundo a sede do Flamengo. Seria isso mesmo? Tenho a impressão que desse ângulo não dá pra visualizar o referido predio, que fica mais pro início da Av Rui Barbosa, enquanto este está mais perto da Av Oswaldo Cruz. Observe.
andredecourt 12/28/05 9:07 AM …
Ricardo, vc pode me mandar pelo email que está no “about” lá em cima do flog