andredecourt's Foto von 30.09.05

Para terminar essa pequena série sobre o largo da Carioca, iremos do topo literalmente para o buraco

Nessa foto dos anos 70, tirada de dentro das escavações para construção da gigantesca estação Carioca do Metrô, podemos ter uma idéia das transformações que o largo sofreu.
À direita vemos o muro do convento, como é mostrado na foto anterior, mas onde haviam os prédios da Ordem Terceira e do Correio da Manhã, só vemos cicatrizes e restos de paredes, inclusive há marcas de escada, o que sugere que a escada de acesso mostrada em fotos desde o sec. XIX, alí permaneceu até o Metrô arrazar com a região.
Vemos o eixo da rua Uruguaiana, ainda com árvores, nesse pedaço pois parece que as obras que vinham da Pres. Vargas ainda não se encontraram, à esquerda vemos a silueta do velho relógio, na beira do buraco protegido por um tapume em sua volta.
Atrás dele podemos constatar que o prédio dos anos 30 ou 40 de 11 andares que ficava na esquina da rua da Assembrleia com Uruguaiana já foi demolido, me pergunto se foi em razão do Metrô, ou por mera especulação imobliária para se levantar um de 30 andares. É estranho pois nada ali ainda era tombado e seria muito mais barato derrubar um sobrado ou um prédio de 4 andares que um edifício de 11.
No mais, podemos ver a profundidade da escavação da futura estação, que alguns lugares chega a atingir mais de 25 metros de profundidade em virtude da pésssima qualidade do solo da região, ali existia um complexo de lagoas, que partia do largo até a Cinelândia e Passeio Público, e do modelo construtivo utilizado.
Muita pouca gente sabe, mas debaixo das plataformas da linha um, há outra lacrada, esperando até hoje a chegada da linha 2 via praça da Cruz Vermelha e Av. Chile.
O flog Rio Hoje do Rafael Netto fez usando uma foto de satélite uma demosntração bem interessante das ampliações do largo, vale a pena dar uma passada: http://fotolog.terra.com.br/rafael_netto:40

Comments (20)

macintosh 30.09.05 09:56 …
otima foto! o rio tem muita HISTORIA, e voce a revela para nos neste otimo fotolog! abracos, roney
luizdcy 30.09.05 10:04 …
Se a gente compara esta foto com as do início do século XX no mesmo local dá uma pena danada!
Mais um excelente registro.
http://fotolog.terra.com.br/luizd
Rafael Netto 30.09.05 10:07 …
A obra do Metrô é realmente uma coisa impressionante.
Eu lembro que mesmo depois que o Metrô foi inaugurado ainda ficaram muitos restos de obra, inclusive o acesso do Convento só foi aberto uns 10 anos depois. A própria estação foi sendo aberta aos poucos, as plataformas laterais, rampas e mezanino demoraram um bom tempo para serem abertas.
Uma das minhas grandes curiosidades é conhecer a Estação Carioca da Linha 2. Aliás já me disseram que não são apenas 2 mas sim 3 níveis, um deles seria a partida da linha para Niterói.
Em São Paulo foi promovida uma destruição semelhante na Praça da Sé. Só que lá o Dodsworth foi mesmo o metrô. Devastaram um quarteirão inteiro para construir a estação (que é bem maior que a Carioca), o que incluiu a famosa “primeira implosão no Brasil”.
Lá também existe a estação República que está esperando a chegada da Linha 4. Existe um nível “morto” entre os trens e as roletas (que lá se chamam “bloqueios”).
Rafael Netto 30.09.05 10:18 …
Essa parte do buracão corresponde ao mezanino, hoje em dia na superfície está o “parque” do BNDES.
Não seria possível reproduzir a foto hoje porque o “mini-camelódromo” que existe ali impediria que se visse qualquer coisa.
Tenho a impressão que essa foto foi escaneada em baixa resolução, o que é uma pena, tem vários detalhes que mereciam ser ampliados.
andredecourt 30.09.05 10:19 …
A foto é um lixo Rafael, eu já fiz milagres com ela aqui
jban 30.09.05 10:38 …
Construiram o metro em cima do que era um charco. Obra dificílima. Imagino o que encontraram durante a escavação. Uma vez houva uma exposição no Metro com artefatos encontrados na escavação das galerias. Coisas fabulosas. Ferramentas, moedas, cacos de cerâmica, etc, etc. Essa área em frente ao convento era uma lagoa, como disse mestre André. Como havia um curtume e matadouro nas margens, tiveram que aterrar devido ao mau cheiro, doenças e à expansão da cidade nessa direção.
Lembro bem deste buraco do inferno. Nunca acabava. Tive o infortúnio de morar em frente à escavação do Metro em Botafogo por dois anos. Foi uma loucura. Pior quem morava no catete e Gloria que conviveu com os tapumes, buracos, operários, barulho, abandono e ratos por muito mais tempo.
jban 30.09.05 10:39 …
André, tenho aqui um livro sobre a historia e a evolução do Largo da Carioca desde a época colonial até os dias de hoje, com ilustrações reconstituindo o cenário original. Muito interessante. Vou passar pelo scanner e te envio.
abs
leflaneur 30.09.05 11:48 …
Na Tijuca o Metrô foi o caos. Em Copacabana, Estação Cantagalo, a obra começou com Moreira Franco (5 anos), passou por Brizola (5 anos), Marcelo Alencar (4 anos), Comandante Bolinha (3 anos), Benedita Buenos Aires (1 ano), Rosinha (3 anos). Total: 21 anos. Se vc contar que o metrô levou, em obras, para chegar de Botafogo a Copacabana, 21 anos e ainda não chegou, as pessoas vão cair e sair rolando de rir na sua frente, batendo com as mãos no chão…
Sim, porque ng entende, mas o Brasil é o país no mundo onde ele próprio boicota seus projetos!
leflaneur 30.09.05 11:49 …
Lucia!! Essa, sim, lembra a Praça Eugênio Jardim, da famigerada Estação Cantagalo…
AG 30.09.05 11:58 …
Agora fiquei curioso com essas “camadas” de estações na Carioca. Eu sabia que havia um projeto que ia até a Pça Quinze. Isso continua ?
É uma pena essa configuração do solo no Rio. Não fosse isso, acho que nossos transportes de massa poderiam ser muito melhores.
Já imaginou, hoje, iniciar uma linha alternativa da Pça Cruz Vermelha à Pça Mauá ?
Ia ser um inferno.
Rafael Netto 30.09.05 13:19 …
É a vantagem de São Paulo. O Metrô da Paulista foi construído sem nem ao menos interditar a via. As únicas intervenções na superfície são os acessos. A Linha 4 está sendo feita nos mesmos moldes.
Porém, existem alguns lugares que o “cut-and-cover” é necessário. Ontem mesmo eu vi uma foto da construção da Estação Paraíso e era bem parecida com isso aí. A Sé como eu disse também arrasou com uma área enorme.
Essa conta do Leflaneur tá exagerada. Se não me engano o Moreira começou e logo a obra parou. Então reurbanizaram a área, transformando o que seria a estação numa garagem subterrânea. A obra só recomeçou há poucos anos, depois da Siqueira Campos.
lucia 30.09.05 13:40 …
Opa!! pensei que fosse a Eugênio Jardim, numa das etapas da obra do metrô!!! 😛
lucia 30.09.05 13:44 …
Agora, depois de ler os comentários,vi que o Lefla já tinha dado a ídeia… hehehe.
🙂
photomechanica 30.09.05 15:28 …
André,
Quem foi este tal de Eugenio Jardim?
O que foi que ele fez para virar praça em Copacabana?
andredecourt 30.09.05 15:33 …
Foi um comandante dos bombeiros
prfragoso 30.09.05 16:28 …
Taí, não sabia da existência dessa plataforma “lacrada” que fica abaixo da linha 1… Mas seria em toda a sua extensão, isto é, da Saens Pena até Copacabana?
Rafael Netto 30.09.05 17:14 …
A plataforma é só na Carioca, que seria uma estação de transferência para a linha 2.
Obviamente foi tudo construído de uma vez só, porque não teria como expandir a estação depois que a obra estivesse pronta.
A Linha 2 saindo da Carioca deveria seguir na direção da Praça Cruz Vermelha onde haveria outra estação, e daí atravessando o Catumbi até o Estácio. Este último trecho seria construído com “tatuzão”, como o metrô de SP.
Na minha opinião, esta obra não pode ser mais adiada. Não se pode fazer mais nada no Metrô sem construir a ligação Estácio-Carioca. Mas a Opportrans não quer saber da Linha 2, está mais interessada com a integração (via ônibus) na Zona Sul, é só ver a perspectiva do mapa que está nas estações e também na internet:
http://www.metrorio.com.br/Estacoes/images/mapao_completo.jpg
Leflaneur 30.09.05 22:43 …
Vc mesmo está vendo, Rafael, que não é exagero meu. Começou, de fato, com Moreira. Depois dele foi um abre e tapa buraco, um promete e depois diz que não tem grana, um abre o buraco e diz que vai ficar aberto. O fato é que, até agora, há insegurança sobre a finalização da estação. O BNDES está brigando com a Rosinha. Não ponho a culpa no Lula. Ele realmente ODEIA o Rio de Janeiro. Mas a Rosinha e o Garotinho ODEIAM mais ainda. São ETS na capital do Estado.
Marcelo Almirante 01.10.05 03:08 …
Está na cara que o Regime Federal quer que o Rio se exploda.
Marcelo Almirante 01.10.05 03:11 …
Por sinal, apesar do financiamento, a obra do metrô é paga dom erário do estado do RJ. Por isso que avançamos uma estação a cada 5-7 anos.