foto de andredecourt en 4/06/04

Ontem o amigo Tumminelli mostrou uma das fantásticas fotos do seu bisavô Willian Nelson Huggins pioneiro do bairro de Copacabana mostrando o folclórico cargueiro San Martin recém encalhado na praia de Copacabana em 1916 http://www.fotolog.net/tumminelli/?photo_id=7864098..
Apesar de várias tentativas de se retirar no navio, não foi possível, pois por problemas mecânicos, consta que ele foi arrastado à praia por forte corrente marinha e que logo após ocasionou uma das famosas ressacas que havia na orla de Copacabana antes do aterro hidráulico do final dos anos 60, a ressaca além de tombar muito a embarcação, a enterrou na areia, alem de inundar seus deck’s inferiores de água.
O barco acabou virando “decoração” da praia e a cada forte ressaca sendo enterrado na areia e com o passar dos anos virando um arrecife artificial e criando um banco de areia, ótimo para a turma do jacaré, que não tinha medo já nos anos 40 e 50 de suas pontas enferrujadas que emergiam no quebrar de ondas mais fortes.
O trecho da praia em frente a rua Belford Roxo, vivia quase sempre em bandeira vermelha pelo perigo que seus restos ofereciam aos banhistas.
Nos anos 60 com o projeto de alargamento da praia ele seria empurrado pelo aterro hidráulico para dentro da faixa de areia e posterirmente pela nova urbanização, mas quando começaram a realizar os levantamentos topográficos para a construção do emissário submarino descobriu-se que ele estava exatamente na linha, e acabou sendo dinamitado, ainda existem restos da embarcação na região do canteiro central da pista da Av. embaixo do posto de gasolina da BR distribuidora, nos dando uma idéia de como os aterros em Copacabana foram agressivos

Comments (25)

jconde 4/06/04 10:15 …
Recordar é viver , seu flog é uma aula de história do Rio
Um abraço do Zé
quackquack 4/06/04 10:27 …
cara show d+… te adicionei
pedrofontes 4/06/04 11:14 …
Andre,
frequento há meses seu flog, e só agora deu coragem de postar no meio de tantos craques…
Esta foto é maravilhosa!!
Só que ontem passei em frente ao prédio da ABI e após 15 min de contemplação, confirmei mesmo minha opinião de que, mesmo sendo inovação arquitetônica, etc, aquele prédio é muito feio, precedente do quadradismo americano posterior, que não acresenta efetivamente nada ao habitante (sem janelas numa cidade como a nossa), e nem ao exterior….
Ainda bem que podemos discordar, não?
um apraço
Pedro Fontes
jro 4/06/04 11:25 …
CABUMMMMM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
andredecourt 4/06/04 11:30 …
Pedro, mas as janelas existem e são grandes, aí é que está a revolução do prédio, por causa da insolação elas estão escondidas pelos brises, que deixam a luz entrar, menos o sol, como os muxurabes árabes, que aliás também são muito interessantes.
Já o que acho horrendo é a nova Catedral, mas tem gente que gosta….
O pior hoje é se fazer numa cidade como Rio com tanto calor e luz caixotões de vidro, que são anti-econômicos e anti-ecológicos, pois para se manter uma temperatura suportável dentro do prédio tem que gastar muito com ar-condicionado.
Para v/c ver, o prédio da Vale projetado pelo Niemeyer era um caixotão de vidro em suas 4 fachadas, depois do incêndio ele próprio reviu o projeto, as duas fachadas que tomam mais sol viraram paredes cegas e o resto da fachada ganhou brises de alumínio que escondem as janelas que vão de chão a chão
love_kau 4/06/04 11:52 …
caramba…
jamais imaginei essa história…
eu sempre imagino, nessas ressacas, que o mar está pedindo conta de todo esse espaço roubado, tamanha a violência…
durante um ano inteirinho eu tive o prazer, a sorte e o privilégio de morar na Francisco Otaviano de fundos, ou seja, de frente pra praia do Diabo, bem em cima dela na verdade; e da minha varanda eu vi uma das maiores ressacas dos últimos tempos, em 2001… algumas vezes eu tive a sensação de que o prédio ia ser invadido tamanha a força com que a água vinha, apesar da montanha ali não permitir… mas a maresia era tão forte que molhava os móveis dentro de casa… uma coisa linda de maravilhosa e absolutamente assustadora…
um dia ainda moro ali de novo…
jamais vou esquecer das enjormes luas amarelas que naceram só pra mim ali naquele horizonte, deixando um rastro dourado dentro d`água… coisa de louco!
beijos, querido
saudade…
(e parece que é hoje, viu! liga lá! 😉
tumminelli 4/06/04 12:03 …
André, valeu pela foto e pelo complemento à historia do San Martin…
Acabei de colocar a segunda foto do navio, tirada pelo velho Nelson, dessa vez proa / popa
http://www.fotolog.net/tumminelli/?pid=7870254
Abs
Roberto
Jason 4/06/04 12:31 …
O cara pegou um barco para fazer a foto. Ótima!
Repare que na areia tem um monte de gente vendo o espetáculo.
Aterro hidráulico? Explica isso, por favor…
comida_de_buteco 4/06/04 13:21 …
Excelente! Valeu André e (Roberto) Tumminelli!
História fantástica, que não consta nos anais (epa!) da história do bairro!
E parabés também ao Jason pela ótima matéria sobre os fuscas no Carro ETC dessa semana! Tá na hora do jason ter um flog também!
joelmarinho 4/06/04 13:42 …
vivo vendendo e aprendendo…!
joelmarinho 4/06/04 13:43 …
…errei….!
vivo vendo e aprendendo… – o vendendo deve ser ato falho…! sinto…
joelmarinho 4/06/04 14:37 …
Tumminelli e vc inspiraram o “acidente grave” que postei lá…!
Bom final de semana – em paz !
Antolog 4/06/04 14:43 …
Reforço a pergunta do Jason:
Aterro hidraulico???
kovalsk 4/06/04 14:53 …
Esse flog é sempre legal de visitar!!!!!!
andredecourt 4/06/04 14:58 …
O aterro das praias era chamado de hidráulico, pois através de bombas super potentes instaladas em dragas, a areia do fundo a enseada de botafogo era sugada e levada por canos até Copacabana, e como levar essa areia ??? Com a água que era o veículo de transporte.
Então chegava-se a água e a areia na nova praia, a água voltava para o mar a areia não.
rioencantosmil 4/06/04 15:27 …
Andre, isso aqui é uma verdadeira aula sobre o Rio..maravilha e agora com a companhia do amigo /tumminelli ta td de bom…abraços e parabens…
joelmarinho 4/06/04 16:35 …
Vê esta do Jro: jro @ 2004-06-04 15:34 said:
Bobagem, podia ser pior.
Já pensou se fossem algumas garrafas de Johnny “Black” ?????
JRO :-)))))
eduardo bertoni 4/06/04 16:39 …
isso é uma coluna d`agua formada pela batida da onda no tal navio encalhado?
cadê o navio que eu não vejo?
andredecourt 4/06/04 17:14 …
Não eduardo essa é a coluna d`água levantada pela explosão do casco que se encontrava enterrado na antiga zona de arrebentação
jro 4/06/04 18:15 …
Parece até um mini tornado….
Quanto ao aterro hidraulico, nosso querido Jason e Etc está mais acostumado com calço hidraulico, por isto o estranhamento do seu aterro…
E aquela foto do Joel, é verdade mesmo, já pensou se fosse um carregamento de água escocesa ?????
Finalmente, a outra moto amarela não era Montesa. Era uma droga de 125 montada no Paraná, estrangeira, mas me esqueço o nome.
JRO :-))
jro 4/06/04 18:35 …
Juro que não me lembro o nome. Mas era muito ruim mesmo, só funcionava em alta, e mesmo assim era fraca.
Nem de perto podia ser comparada com as XL`s mais pesadas.
fujii 4/06/04 20:31 …
muito interessante!
Keila 4/06/04 23:48 …
Mas essa água toda é da explosão do navio?! O estranho é que as pessoas parecem perto demais para os limites de segurança da operação, ou isso é coisa do ângulo da foto?
andredecourt 4/06/04 23:53 …
Acho que é um bando de doidos mesmo, que furaram o cordão de isolamento, isso é se tinha, afinal estávamos nos anos 60 e as coisas eram mais relax…..
andreleblon 6/06/04 11:33 …
Mais uma vez: estupenda!!!
André, eu concordo com vc sobre a nova catedral, aliás a acho horrível. Para mim ela parece mais uma nave espacial daquelas tipo que os astronautas voltavam a Terra nos anos 60 e 70 e ao invés de cair no mar ela errou o alvo e caiu no centro do Rio. Ela juntamente com o prédio da Petrobras e alguns outros ao seu redor formam um conjunto arquitetônico frio e de uma feiura enorme ao meu ver.
Que prédio é esse a esquerda dessa foto? Me parece ser muito bonito. Aposto que tb nao existe mais.Será?
Abraços a todos
André