Fábrica da Standard Elétrica, Vicente de Carvalho, anos 60

Vemos nessa foto um síbolo daa pujança industrial dos subúrbios cariocas perdida nos anos 80 e 90, a fábrica da Standard Elétrica em Vicente de Carvalho.
A imagem mostra a moderna fábrica inserida num ambiente suburbano arrumado e limpo, apesar de bem simples, estamos na Av. Vicente de Carvalho, ainda de paralelepípedos e com os trilhos de bonde, embora o reboque jogado na Praça Aquidauana e a ausência da rede elétrica destinada aos carris mostra que o serviço de carris não mais existe.
A praça se mostra urbanizada no estilo moderno, com canteiros inspirados no paisagismo de Burle Marx no Park Way de Botafogo inclusive com postes americanos de modelo médio. No centro da avenida uma luminária padrão Light suspensa,  que indicava a importância na via nos subúrbios, pois elas comportavam lâmpadas de maiores potências ao contrario das econolite ( luminárias de prato ondulado) que dominavam os arrabaldes da cidade, mas ficam vulneráveis com lâmpadas acima de 250/300 W.
A fábrica produzia componentes eletrônicos, elétricos, sistemas de comunicação e telefonia, controladores, rádios, televisores etc….
Não consegui apurar as razões de seu fechamento, mas podemos especular a obsolescência da planta, impostos pesados, decadência dos subúrbios fomentada pela indústria da invasão e do tráfico de drogas etc… No lugar da planta está instalado hoje o Carioca Shopping, um dos grandes complexos comerciais que vem sendo construídos em lugares antes ocupados por fábricas, como caso da Nova América Fabril e do Norte Shopping, nas antiga fábrica Klabim.

303 comentários em “Fábrica da Standard Elétrica, Vicente de Carvalho, anos 60”

  1. Meu pai há pouco tempo esteve internado nessa região, fazia tempo que não passava por ai! O suburbio está cada vez mais decadente.
    Engraçado que não eram aqueles pavilhões gigantescos, o prédio tinha lá sua elegancia, ainda mais a estrela de enfeite.

    1. Ricardo,
      Vc está extremamente equivocado. “O suburbio está cada vez mais decadente.” Muito pelo contrário, está muito mudado e para melhor. Onde existia a Standard Eletric, hoje é o Carica Shopping. Na região houve uma grande melhoria em comparação no tempo que vc passava por ali.

        1. vc poderia me informar quem responde atualmente pela eletromar, do grupo westinghouse sito, na estrada velha da pavuna em del castilho, pois preciso pegar documentaçao referente ao INSS.
          Atual PPP.
          grato pela compreensão.

      1. Bem, se vc gosta de superpopulação, de favela, poluição e de ler pouco ( ou só o que se limita a Internet), bem aí vc está certo. A Satndard Eletrica foi uma pioneira , heroica, na tentativa de produzir produtos eletrônicos totalmente feitos no Brasil. Ela produzia até Válvulas ( o coração dos aparelhos eletrônicos), que mais tarde foram substituidas pelos transistores , os quais o Brasil vergonhosamente jamais produziu ( muito menos os chips). Não sei de que melhora vc está falando.

    2. Bem, eu conheço aquele lugar Muito Bem, pois passei a frequentá-lo assim q o SShopping foi inaugurado.
      Posso afirmar q sim VISUALMENTE ficou LINDO, mas não muito tempo depois passou a ficar decadente.
      Logo após a inauguração e o Shopping começar a ficar bem movimentado, começaram os assaltos constantes e anos depois quando construiram o BRT, aí q virou uma ZONA MESMO, com marginais depredando e assaltando dentro da estação.
      E a poucos anos, em 2016 e 2017 já houve até tiroteio dentro do Carioca Shopping…
      Sem falar daquela comunidade problemática do outro lado da estação do metrô, onde tiroteios são constantes.
      Infelizmente Vicente de Carvalho está Totalmente Decadente…

  2. Realmente uma instalação industrial simpática!
    Creio que houve uma “nacionalização” desta empresa, alguma coisa como a venda para os próprios diretores e empregados da empresa. Não tenho certeza.

    1. A STANDARD ELECTRICA foi vendida para o grupo Brasilinvest do Mario Garnero que vendeu quase todo o ativo, depois passou para as mãos do Empresário Sansão Woiller que acabou de fechar as portas em 1984/1985. trabalhei lá de 1979 a 1984 e passamos por toda a decadência da Empresa.

      1. que pena que grandes empresas fecharam suas, portas, meu pai comprava em santa efigenia, na epoca chassis de radios e montava aqui no interior do parana, ele conheceu estes produtos, eu tenho um chassis destes comprei em ctba, troquei a el-84 saida de som, pega muito bem, mais não tenho a caixa e nem o dial.
        abraços!!

      2. Não pode ter sido fechada em 1984 ou 85, pois estive lendo uma revista Veja de 1988 (o que me motivou a procurar sobre essa empresa) e vi uma propaganda de um aparelho KS dessa fábrica. Inclusive o endereço no anuncio apontava esse na Av. Vicente de Carvalho.

      3. Que pena. Trabalhei de 70 a 75 na SESA. Era uma grande empresa
        Com milhares de empregados. Lamentável
        O que a Brasilinvest e Sansão Woiler fizeram com a empresa. Ainda hoje tenho contato com colegas que trabalharam na empresa na mesma época.

  3. Nos tempo de estágio de engenharia eu frequentei muito a região e conheci a fábrica ainda em oeração. Creio que não durou muito depois disso assim como diversas outras pela Suburbana e Maria da Graça. Circulava-se bastante bem por ali naqueles tempo mas o começo da decadência já acontecia.
    Realmente a ocupação irregular e o banditismo que tomou conta do Rio de janeiro acabou com toda a indústria ali instalada. O desemprego cresceu e uma coisa foi alimentando a outra como já sabemos. Triste

  4. Ainda lembro desta fábrica desse jeito aí. Faziam aqueles antigos telefones pretos, que vinham com o logo das letras SE no miolo do disco.
    O visual dos subúrbios, por conta da ocupação mais densa e sem controle, ficou “poluído”.
    Acho que alguns subúrbios pioraram, realmente; tiveram uma decadência, como os da região da Leopoldina, a Ilha do Governador e muitos outros da Zona Norte. Contudo, a região de Jacarepaguá e os mais distantes como Campo Grande melhoraram bastante a partir de uma urbanização mais intensa nos últimos trinta anos.

  5. André: Havia uma outra fábrica da General Eletric no subúrbio
    carioca mas não me lembro onde. Você sabe ou eu estou enga-
    nado.

  6. O separador de rede elétrica do bonde que aparece perto da luminaria, não está fixando a rede ? Parece que tem um fio passando por cima dos trilhos.Não será a foto do incio dos anos 60 quando ainda circulavam os bondes?

    1. Lahire, se vc está falando dos objetos junto ao cabo que sustenta a luminária eles era isoladores retangulares que ficavam no cabo de aço conduzindo os fios da rede no poste até os isoladores no topo da luminária, que conduziam a energia para outro isolador interno junto ao bocal.

  7. Andre eu me referia àquele com formato de um pássaro voando,entre o globo de luz e pequenos isoladores perto do poste, muito tipico das redes de bonde.Me pareceu que estava segurando um fio que está mais nítido no lado direito da foto logo acima de um cabo de aço.
    Por outro lado,muitas vezes, eles retiravam os fios mas deixavam esses separadores do bonde pendurados em alguns pontos da linha que não mais existia.

    1. Sim, existe um par desses até hoje na Rua Mem de Sá perto da Cruz Vermelha, acho que não há mais rede de bondes nessa foto.

  8. Lembro-me de ter feito um teste de admissão na Standard, mas não tenho a mínima lembrança de onde ficava ela. Ainda hoje, não consigo andar em Vicente de Carvalho nem me localizar ali. Já fui ao Carioca Shopping, mas de carona. Não sei voltar lá.

  9. Helio, pegue a linha 2 do metrô (led verde) e desembarque na estação Vicente de Carvalho. Há duas saídas: saia pelo lado direito. Desça a rampa, que dará na Av. Vicente de Carvalho, atravesse o sinal e ande um pouquinho sentido Vila da Penha. Aí chegarás ao Carioca Shopping. Ponto de referência: Atacadão, antigo Carrefour. Assim como na Usina, o Carrefour não suportou os assaltos.

    1. Bruno ,Cabe uma ressalva: O Carrefour de Vic.Carvalho fechou por falta de competitividade.Com a abertura do Carioca Shopping, em que tinha como uma das lojas âncoras: o hipermercado Sendas/depois Bon Marchê(atual Extra), o conforto e os preços competitivos do concorrente, o Carrefour não aguentou o tranco.
      Era seu cliente. A qualidade de seus produtos ficou cada vez mais sofrivel (dizia-se na época-antes de fechar- que as mercadorias vencidas ou quase a vencer em outras lojas-principalmente da Barra da Tijuca- eram mandadas para lá).Dei várias sugestões- algumas colocadas em práticas- fui chamado para conversar com o Diretor (assim era chamado o responsável pela loja) pelas sugestões dadas.Depois recebi uma cesta de produtos-muitos importados em agradecimento.
      Creio que o Carrefour de Vic. de Carvalho nunca foi assaltado.

    2. Trabalhei na standard de 1973 ate 1985. Foram anos grandiosos! Foi a melhor empresa que ja trabalhei toda a vida. Uma pena que faliu… boas lembrancas.
      Trabalhei no Departamento Financeiro. Gostaria muito de ter noticias de amigos daquela epoca, mas nao tenho como encontra-los.

      1. Sou jornalista e irei lançar uma revista entre o Natal e o fim di ano distrubuída gratuitamente nos condomínios de classe médi ae alta da Vila da Penha.
        Tenho uma coluna de memórias e gostaría de saber se quer dar uma entrevista para nossa revista. TEmalguma foto da épocada Stande elétrica?
        Abraços,
        Alessandra Alves

        1. Trabalhei em telecomunicações nesta época. Nossa tele era a TELMA – Telecomunicações do Maranhão, que comprava equipamentos da SESA e o pessoal da área técnica vinha implantar os equipamentos. Nós, técnicos da TELMA éramos treinados na fábrica e telerj. Acredito que tenho algumas fotografias em arquivo. Caso interessem algumas cópias é só pedir.
          Forte abraço,
          Juarez Cavalcante

          1. olá, gostaria de perguntar se por algum acaso vc conheceu alguém chamado WATSON, mais precisamente WATSON ZIFF DE ARAUJO, ele é meu vô e gostaria de saber mais sobre ele, fiquei sabendo que ele trabalhou ai na Standard elétrica em 1973, no mesmo ano de sua trágica morte. se por algum acaso vc souber sobre meu vô por favor entrar em contato, pelo e-mail, jonathandeborges@gmail.com, por favor.

          2. Olá Jonathan Borges De Araujo,eu trabalhei com seu avô de 1970 até dia 15 dez. de 1973 dia do acidente! fomos muito amigos e conheci tbm. sua avó Sra.Ide e os filhos(que eram crianças na época!!!!)meu e-mail é zeroizoliveira@hotmail.com frt. abç e entre em contato!!!!!!

          3. Trabalhei com o Watson, em 72/73, ele tinha uma variant azul e conheci tambem a esposa dele Ide e as crianças. Como ele morava próximo à SESA algumas vezes saímos para viajar a serviço e passávamos na casa dele. Ele trabalhou no departamento 7.000 ( transmissão de microondas) CC 713, na época, nosso superintendente era o Sr. Carneiro e o diretor do depto sr. Armando Medeiros. Minha relação com ele foi apenas funcional, mas ficamos conhecidos. Essa é uma parte da lembrança que tenho do Ziff.

          4. Se puder me enviar fotos da SESA ficaria muito grato, estou tentando reunir ex funcionários da SESA no face e gostaria de colocar fotos da empresa
            grato meu e-mail é magamafi@gmail.com

        2. olá, gostariaa de perguntar se por algum acaso vc conheceu alguém chamado WATSON, mais precissamente WATSON ZIFF DE ARAUJO, ele é meu vô e gostaria de saber mais sobre ele, fiquei sabendo que ele trabalhou ai na Standard elétrica em 1973, no mesmo ano de sua trágica morte. se por algum acaso vc souber sobre o meu vô por favor entrar em contato, pelo e-mail, jonathandeborges@gmail.com, pf

        3. Eu tenho uma foto ,mas no “GRESE”, o gremio da Stander. Eu trabalhei na Stander em 1969/1970 e toda sexta tinha baile no Grese, inclusive participei do concurso de belesa que eles promoviam todo ano e fiquei em 3° lugar. 2° princesa, toda metida. Eu tinha 18 anos.

      2. Minha mãe e meu padrasto trabalharam lá, sei que minha mãe tem algumas fotos antigas, mas não tenho certeza se são na fábrica ou algum outro lugar que trabalhou, fotos com alguns amigos de trabalho, quando li seu comentário, lhe perguntei se ela lembrava de alguem do setor financeiro, mas ela me disse que o maior contato que tinha era com o pessoal do departamento pessoal (RH)

          1. Eu também trabalhei, você é a Maria de Jesus? Caso seja ou não estou mandando um grande abraço.

      3. Maria, trabalhei tb neste periodo na ENGENHARIA e depois em PROJETOS. Foi uma escola, com toda a dificuldade da época. No orkut vc encontra muita gente dessa grandiosa Empresa. Formou a base da telefonia que hoje temos no Rio de Janeiro (TELERJ/TELEMAR e hoje é OI.

        1. Olá! Trabalhei na standard e Sesa Rio Telecom No período de 1986 até 1990. Iniciei no almoxarifado com Sr. NILO SCANTAMBULO.
          Passei pelo NAVIO e depois para Dpto. COMPRAS.
          La trabalhei Com GIL MARTINS E WILSOM PEIXOTO..Alquem tem noticias? Nesse tempo ja estavamos testando sinal de celular via satelite.oa Prototicos seriam usados por caminhoneiros em teste.Mas o governo não investiu em torres de repetição.

          1. Vi seu post sobre a Standard. Vc trabalhou com Luiz Alberto? Lembra da Engenharia de Componentes? Sulpício ? Eu trabalhei lá.

      4. Maria,
        Também trabalhei na Standard – Vicente de Carvalho, 1975/1979 no Departamento de Engenharia Industrial com Dr. Catão e depois no Deptº de Manutenção com Sergio Santos.
        Também sinto muitas saudades daquela época, dos amigos que não tive mais notícias, Sergio Santos….., dentro outros.
        Quando saí da Standard, casei e fui para África/Luanda. No ano de 1982 retornei ao Brasil e trabalhei 3 meses como temporária no Departamento Financeiro.

          1. Flavio Lisboa, também trabalhei de 79 a 84 e lhe conheci, criei um grupo no Face chamado “Eu trabalhei na SESA” e se quiser fazer parte do grupo e só entrar e solicitar. Um grande abraço Engenheiro

      5. Prazados,
        Meu Pai trabalhou na Standard por mais de 25 anos. Ele se chama Nilson Carolino. Se alguém o conheceu e quiser saber como entrar em contato com ex-funcionários, me mande um e-mail que vou ligar vocês a um grupo que se encontra periodicamente.
        Abraços.
        Marcelo carolino

        1. Meu meu pai, Murilo Montenegro trabalhou lá, lembro dele falando muito de um chefe chamado Sérgio…. Infelizmente meu pai faleceu, mas gostaria muito de conhecer quem trabalhou com ele. Adoraria ouvir boas historias dele!

          1. Alessadra,
            Trabalhei na Sesa com o Sergio Santos na Eng. Industrial e depois na Eng. de Manutenção. Conheci um outro Sergio Galm.
            O Sergio que vc procura trabalhava em que departamento?

          2. Meu nome é Sergio de Holanda Cavalcante, trabalhei na Standard (SESA), na época do grupo ITT entrei na fábrica em 16/04/1979, trabalhei com o Sergio Galm no setor de pentaconta, meu gerente era o Manolo e o coordenador Rianelli, foram anos maravilhosos na minha vida, aprendi muito e fiz vários amigos que nem sei por onde eles andam. Hoje preciso saber do CNPJ da Stander pois tenho que preencher um documento que exige este nº, se por acaso alguém tiver por favor me mande. Obrigado
            Sergio de Holanda Cavalcante (Moro em campo grande-RJ)

          3. Nossa!
            Conheci o seu pai (Murilo Montenegro)…estou muito feliz!
            Meu nome é José Robson, na época tinha 16 anos, trabalhei com Sr. Juratan (setor de correspondência) e na Diretoria com as Sras. Marlene Mattos, Marisa Marques Rubin, Iara e a Dona Diva.
            Estou muito feliz!!!

          4. Alessadra boa noite. trabalhei na standard na mesma época do seu pai tenho alguns contatos com pessoas que também conheceram o seu pai. faremos um encontro de fim de ano no dia 13/12/2015, no shoppig 3000, na av. meriti, com estr. do quitungo, a partir das 12.00 horas. algumas pessoas que trabalharam com ele no faturamento estarão lá. apareça. meu e-mail: paulo.49lagame@yahoo.com.br

          5. se for o murilo instalador, tive o rivilegio de trabalhar e jogar futsal com ele. muita luz para ele, meus sentimentos, grande cara.

          6. Oi Alessandra, eu trabalhei com teu pai no faturamento muitos anos, nao sei se voce vai lembrar mas estive na sua casa quando estava gravida e comi um tabuleiro inteiro de lasanha, rsrsrsrs, como estao vcs Geovana, tua mae teu irmao, senti muito quando soube da morte dele

        2. Meu nome é José Robson, trabalhei na Standard na década de 80 e 90, quando entrei tinha apenas 16 anos (trabalhei 2 anos)
          sinto saudades das pessoas daquela época
          e-mail:jr.nasci@yahoo.com.br

        3. Criei um grupo no face chamado Eu trabalhei na SESA, se puder passar para o pessoal que quiser participar, fique a vontade.

          1. Eu preciso recuperar meu tempo de contribuição.. Fui no inss e não encontraram o tempo que trabalhei na SESA, de 72 a 74, como faço.. ( tenho a carteira com as anotaçoes…)

      6. OLÁ, SOU DO RECIFE E COMPREI UM LINDO APARELHO DE TELEFONE DA STANDART ELETRIC, ME INFORMEI AQUI SOBRE ELE E GOSTEI BASTANTE DO LÍ, PORÉM AO MESMO TEMPO TRISTE DO MOTIVO DO FECHAMENTO DA FÁBRICA. BOM, IREI CONTINUAR LENDO SOBRE ESTA MARAVILHOSA FÁBRICA E SEUS LINDOS APAREÇHOS.OBRIGADA.

      7. Maria
        Trabalhei na Standard ( ITT) em 1974/75…, no departamento de Transmissão de Microondas – cc.713- Dpto. 7000, e não consigo descobrir onde posso obter documentos da épóca para efeito de aposentadoria… No INSS não apareceu nada..
        Se for possível me ajude a encontrar algo..
        Desde já, obrigado
        Eli.

        1. A firma última onde consegui meus documentos foi a ALCATEL em São Paulo,inicio da via ANCHIETA,trabalhei na SESA entre 1970 e 1973 Deto 7000 com Brentar,Catão…

          1. caro Paulo Sergio,trabalhei na Sesa/sp.-Tronco oeste- Embratel entre 1970 até 1972 e 1973 a 1975 na Sesa Rio com o sr. Armando Luiz Medeiros e enfrento o mesmo problema da Maria pois não consigo comprovar este tempo de trabalho.vc. tem como me ajudar?-frt. abç

        1. Fala Lagame, você não tem aparecido nos encontros, os quais foram feitos na casa do Bambino.
          Um grande abraço.

      8. amiga trabalhei nessa grande empresa no periodo de 1973 ate 1993 minha esposa tb trabalho no departamento financeiro com NILSON CAROLINO…..eu fui presidente da comissão de fabrica….meus contatos 21 995428415 abraços

      9. Olá Maria!
        Eu também fui prestigiado por ter trabalhado neste empresa também. Trabalhei lá de 1989 à 1991. Eu tinha na época 16 anos e trabalhei com Sr. Juratan no setor de correspondência e depois fui para na diretoria e lá tive a oportunidade de trabalhar com as:
        Sras. Marlene Mattos, Marisa Marques, Iara e Dona Diva. Fiquei muito feliz por ter trabalhado lá. Espero poder rever as pessoas com quem trabalhei lá.
        Um grande abraço!!!

      10. Trabalhei lá na SESA entre 1974 abril e Dez de 1976, na Auditoria Interna, realmente era uma empresa maravilhosa se bem me recordo, para sair foi muito dificil e por pura imaturidade, fiquei muito triste com o caminho que percorreu não merecia.
        Você sabe como posso localizar o RH é que estou precisando resgatar dados para minha aposentadoria, se puder ajudar ficarei muito grato.

        1. Olá Paulo!
          Você se lembra de mim?
          Fui secretaria do Dr. Nilson Carolino , Sérgio Costa e trabalhei com o Sergio Galm.
          Que bom conseguir me comunicar com alguém daquela época . Já que você comentou que ainda tem contato com o Barroso, Alquinda e Salgado,gostaria de ter noticias deles . Queria saber se você também tem contato com a Bilga, Hélio Guedes,Sérgio Costa,Fernandes, o Pele . Tenho muita saudades daquela nossa época, principalmente do danado do Barroso com as brincadeiras dele. Você tem noticias do Pio Bailom?
          O meu email já está aí poderemos nos comunicar.
          Espero manter contato com vocês.
          Mande lembranças aos meninos, Tchau!

          1. fala luiz pereira, tudo bem ? só agora vi o seu e-mail. como vai vc. nós temos um encontro marcado para o dia 13/12/2015, no shopping 3000, na av. meriti com estr. do quitungo. de um pulo lá se puder. estarão lá o bambino, andrade, barroso, reinaldo, antonio conceição, eliane, luzia, telma, roro, frederico, carlinhos da tesouraria, odilon, pedro ivo, nelson tocotoco, salgado, gabriel, denise, e outros.

          2. Niete, boa noite. tudo bem? claro que lembro. vc é prima do dijavan. como vai tudo l egal? no nosso último encontro, falamos sobre vc, se alguem tinha contato com vc. tenho contato com todos que vc perguntou. no dia 13/12/2015, faremos o último encontro desse ano, que será no shoppig 3000, perto da onde era a Standard. passe o seu e-mail, ou o seu zap zap para mantermos contato. meu cel é(21) 995028740. um grande abraço. o meu e- mail: paulo.49lagame@yahoo.com.br

          3. Boa noite
            Gostaria de contato com a Conceição.
            Meu nome é Hugo Carolino e sou neto do Nilson Carolino
            caso alguém tenha e possa me fornecer ficarei grato.
            Fiquem todos com Deus

      11. Trabalhei em São Paulo, São Carlos e depois em São Paulo de novo de 79 a 82 quando venderam para o Brasilinvest e acabaram com a SESA. Fui até gerente regional sul. Boas lembranças.

    3. Na época em que funcionava a Standard, A área do Carrefour pertencia á antida MESBLA ( apenas depósito) e foi alugada totalmente pela Standard. Veja o que que gerava de empregos não só na região , mas em todo RJ.
      E os ratos consumiram tuda. Fiquei na Standard até o . E o tiro de misericórdia na empresa foi dao por Fernando Collor, lembram do confisco? o Deptº médico da empresa ficou lotado quando Zélia fez o anúncio. Outra ratazana.
      Abraços

      1. Trabalhei lá( estagiário) meu chefe era uma frances jean..lembro bem crachá dele era amarelo… em 1989/1990 na engenharia aplicada na Sesa rio que fazia parte na standard, vi muitos colegas sairem…o Collor com fim da ciranda financeira( open/over )
        acabarm de vez…mas já estava para acontecer…quando ela foi comprada com intuito de sumir..dizem que era boa quando uma grande empresa de tele americana estava de frente.Saudades!

      2. luis tb trab la gostaria de um contato 21 995428415…..eu fui presidente da comissão de fabrica e dirigente sindical trab no periodo de 1973 ate 1990

      3. Beleza?? Grupo do bem… de ex-funcionários Standart.
        Trabalhei lá em 1989 / 1990 – no Arquivo do Departamento Pessoal e meus chefes eram: Nicéia e Nourival, grandes pessoas. e tinham várias meninas legais como: Eliana, Eliane, Lucy Moreno, Carmen, Mirian, Iara, Sandra, Silvia muito maneira e era funcionária da Folha de pagamento e o Werneck.
        Lembro também do Sebastião e Conceição lá de baixo de um setor que parecia ao lado da Enfermaria.
        Nesta época era triste pois mandavam uns duzentos embora numa sexta feira e ajudava a datilografar as rescisões.
        Parte boa, eu organizei todas as fichas de registros de empregados por ordem alfabéticas ficou tudo ajustado e a Alcatel assumiu o comando, na época só restou o Nourival lá no endereço AV. RIO BRANCO O NUMERO NÃO LEMBRO ERA AO LADO DA GALERIA EMPREGADOS DO COMÉRCIO.
        UM ABRAÇO A TODOS.
        Lembro também das meninas do PENTACONTA, Graça e da cantina pra comer pizza e o Restaurante A, só comida boa. compravamos uma cartela de ticket mensal e dividiamos por colegas do D.P.kkk

    1. Bicho, o prédio da fábrica da Gillete ainda está lá em Benfica, milagrosamente sem invasões que a transformem em uma nova favela carioca, destino que teve sua vizinha, a fábrica da CCPL.
      Mas suas atividades encerraram há tempos.

      1. Á QUEM INTERESSAR POSSA, PARA RESGATAR DOCUMENTOS PARA APOSENTADORIA. AS FICHAS DE REGISTROS DE FUNCIONÁRIOS FOI ORGANIZADA PELA NOSSA EQUIPE (CESAR, SÉRGIO,SILVIO)
        PARECE QUE A EMPRESA (ALCATEL -EM SÃO PAULO )ASSUMIU A STANDARD. FICOU TODA ESSA PARTE BEM ORGANIZADA, FAVOR TENTAR CONTATO ATRAVÉS DA FUESE,
        NÃO SEI SE AINDA ESTÁ LOCALIZADA EM FRENTE A FÁBRICA NA VICENTE DE CARVALHO, TENTE TAMBÉM O SETOR DO MINISTÉRIO DO TRABALHO (MASSA FALIDA – CENTRO – RJ) BOA SORTE -SÉRGIO MATOS

          1. Alessandra, bom dia. Meu nome é Paulo Lagame, conheci bem o seu pai, que trabalhava no setor de faturamento, onde o chefe era o Nilson Cruz. Todos eram gente boa. Saudades. Nós eramos felizes e nào sabiamos. abraços.

        1. Pessoal
          Trabalhei na Standard ente 1974 e 1984.
          Falaram no nome do Sérgio Santos, ele é gerente de manutenção do Teleporto, no Centro do Rio.
          Sobre a documentação para aposentadoria, podem procurar a Alcatel, neste mesmo prédio (Teleporto), que eles são os responsáveis pela conservação. Eu consegui cópia dos meus lá. procurar o RH.

          1. Paulo Marques, Bom dia.
            Meu nome é Sergio de Holanda Cavalcante trabalhava no C.Q. sentava ao lado da Irene/ Paulo Rieppe/ Veiga/ Jorge/ Paulão/ Nico e outros amigos / Rianeli e Manolo.
            Acho que a Alcatel saiu do prédio do Teleporto!!!
            Saudações amigo.
            Me ligue (21) 99974-1754

        2. Boa informação que veio na hora certa. Imagine que ontem o INSS informou-me que eu não tinha vinculo com a Standard.
          Apesar de ter apresentado a carteira profissional assinada, agora preciso de outros documentos que provem ter trabalhado de 1967-1975.
          Foi uma grande surpresa esta informação, e bem na ora!
          Atenciosamente. Neli

        3. Boa noite. Gostaria que me confirmasse o endereço onde posso encontrar as documentações dos funcionários porque também estou precisando de alguns documentos para minha aposentadoria da Empresa Standart Eletrica S.A (SESA). Trabalhei nos idos de 1971/1972. Obrigado se vc conseguir me ajudar. Antonio Royse (21) 999126856

    2. TRABALHEI NA STANDARD EM 89/90, NO SETOR DE ARQUIVO DO DEPARTAMENTO DE PESSOAL, MINHA CHEFE ERA NICÉIA,
      NOURIVAL E COLABORADORAS LUCI MORENO, ELIANA (PADRE MIGUEL), ELIANE(SÃO JOÃO MERITI), WERNEK, CARMEM DE ÁGUA SANTA, MIRIAM, SANDRA(RAMOS)E TINHA CONTATO COM A ENGRAÇADA DA SILVIA DE FOLHA DE PAGAMENTO, TAMBÉM TRABALHEI NO GALPÃO 6 (ARQUIVO CONTABILIDADE), CONHECIA VÁRIAS PESSOAS COMO CONCEIÇÃO (TRABALHAVA PERTO DA XEROX CENTRAL E ZAIDE (JURÍDICO – QUE MORA EM VILA COSMOS), TINHA AMIZADE COM SANDRA E CIA DO PENTACONTA.

  10. Outra opção para o Helio, caso queira ir de carro, seria pegar a Av Brasil e seguir a pista de subida até o Trevo das Margaridas. Depois da entrada para a Dutra pegar a alça para o retorno; não entrar em Irajá e nem para quem vai para Vista Alegre, seguir fazendo o retorno. Um pouco antes da pista da Av Brasil sentido centro há uma entrada à direita, que corresponde a Av Meriti. Seguir sempre nesta pista, passando pela fábrica de cimentos Irajazinho e, um pouco depois, chegará ao Largo do Bicão. Continuar seguindo pela Av Meriti, que desembocará na Pça Aquidauana e no Shopping Carioca.

  11. O Lahire tem razão quanto ao cabo, mas parece que apesar de na direita da foto existir um chevrolet ou um pontiac não
    tenho certeza , os bondes não mais circulavam.

  12. De 1968 até 1970 andei muito por esta fábrica pois fazia reparo de todas as máquinas copiadoras de marca Xerox lá instaladas. O endereço era Praça Aquidauana nº 7

  13. Além da fábrica da Standard Electrica em Vicente de Carvalho, existia a fábrica dos aparelhos de som e TV da Zenith no subúrbio de Ramos, a fábrica de lâmpadas da General Electric era localizada em Maria da Graça, a Remington ficava em Guadalupe, na Av. Brasil.

  14. Amigos, esta fábrica caiu em decadencia primeiro por motivos politicos(1964), e mais tarde,devido a implantação dos sistemas digitais, que deram fim ao “sistema pentaconta Americano” que usavam bobinas para cambio de linhas telefônicas. André, informação interessante é que nesta avenida, (outrora Estrada de Vicente de Carvalho), passou um ramal da Estrada de Ferro Rio D’ouro, que ligava esta estação até o matadouro da Penha, próximo a praia de Maria Angu.

    1. Sim. A Standard era ligada a ITT. Mas chegou a fabricar válvulas eletrônicas.Além de fabricar telefones, produzia rádios, aparelhos estereofônicos e televisores de categoria de 1º mundo. Caiu para o Brasil dos Idiotas (tanto de direita, como de esquerda).

  15. Mantenho um Perfil do Orkut denominado “VILA KOSMOS. Que lugar!” A Praça da foto é chamada Aquidauana, e situa-se no bairro da Vila Kosmos. Esse ponto é divisório de três bairros de acordo com o Decreto Municipal 3.158 de 23 de Julho de 1981, do Prefeito Júlio Coutinho: toda a Praça Aquidauana pertence à Vila Kosmos; o local da antiga Standard Eletric pertence à Vicente de Carvalho; o lado contrário da Standard Eletric, na Avenida Meriti, e da esquina do atual HSBC e em direção ao Largo do Bicão pertence ao bairro da Vila da Penha. Portanto essa fotografia foi feita da Vila Kosmos, visualizando a Standard em Vicente de Carvalho.

      1. Visite o Facebook VILA KOSMOS, que é mais completo, com um grande acervo de fotografias antigas, referentes à Região.

  16. Carlos Alberto Ramos comentou,
    Muito boa a foto,
    Será que alguem teria a Foto da Av. Vicente de Carvalho com os trilhos da E.F. Rio D’ouro?
    Aproveitando, do Matadouro da Penha e da Estação de Trem de Inhaúma?
    Grato a todos.
    melekhavraham@gmail.com

    1. Sim! Visite o Facebook VILA KOSMOS, que é mais completo, com um grande acervo de fotografias antigas, referentes à Região.

  17. MEu avô trabalhou anos nessa fábrica. Ele disse que um belo dia chegou pra trabalhar e simplesmente estava fechado, sem nenhum aviso prévio ou algo que o valha.
    MOstrei essa foto pra ele ele quase chorou!

  18. JOSE LUIZ AZEREDO FALCÃO
    EX FUNCIONARIO DA STANDARD ELECTRICA DE VICENTE DE CARVARIO.RJ
    MATRICULA:28.647 ENTRADA EM 02 DE SETEMBRO DE 1972 A 1986.
    FOI ESTRAVIADO A CARTEIRA DE TRABALHO COM ANOTAÇÕES
    DO TEMPO DE SERVIÇO PRESTADO! ESTOU QUERENDO UM DOCUMENTO PROVANDO O TEMPO DE SERVIÇO PARA O INPS.
    ESTOU MORANDO:RUA SÃO FIDELIS N:47
    EM SÃO JOÃO DA BARRA
    BAIRRO:GRUSSAI
    CEP:28200-000
    ESTADO:RJ

    1. Estou com um cliente que trabalhou na Standart Eletrica no período de de 1969 a 1972, não sei como localizar o endereço do setor de Recursos Humanos para pegar uma declaração de tempo de serviço, pois a CTPS do cliente Sr. JORGE BARBOSA TAVARES FOI EXTRAVIADA, (EX FUNCIONÁRIO)SE PUDER POR FAVOR ME AJUDE, FICAREI MUITO GRATA. ABRAÇOS
      SONIA. Meu e mail para contato é: easmn@ig.com.br

      1. Frente ao atual Carioca Shopping, na Avenida Vicente de Carvalho, onde localiza-se uma Loja denominada Fábrica de óculos, aos fundos dela, fica a sede da FUESA (Fundação dos Empregados da Standard Elétrica): procure o Sr Ermínio.

      2. Paulo Marques respondeu em janeiro 8th, 2014 às 16:10:
        Pessoal
        Trabalhei na Standard ente 1974 e 1984.
        Falaram no nome do Sérgio Santos, ele é gerente de manutenção do Teleporto, no Centro do Rio.
        Sobre a documentação para aposentadoria, podem procurar a Alcatel, neste mesmo prédio (Teleporto), que eles são os responsáveis pela conservação. Eu consegui cópia dos meus lá. procurar o RH.

    2. Tente pegar as guias de recolhimento do imposto sindical. Vária empresas que encerraram suas atividades enviaram esses comprovantes para o Sindicato dos metalúrgicos do RJ. Lá na Rua Ana Nery em Benfica, e eles tem isso arquivado para essas eventualidades.Tente e tenha sucesso.

  19. Caro JOSE LUIZ AZEREDO FALCÃO (Comentário 25): Compareça à FUESE (Fundação dos Empregados da Standard Elétrica) instalada na Avenida Vicente de Carvalho 872, frente ao Carioca Shopping e converse com o Srº Hermínio (Administrador) antes que a Transcarioca faça a demolição do prédio, previsto para Julho de 2011, e talvez possa obter ajuda necessária. Caro CARLOS ALBERTO RAMOS (Comentário 23): conheça o meu Blog http://vilakosmos.blogspot.com/ , além do meu Orkut VILA KOSMOS. Que lugar! e poderá ver fotos que o surpreenderá. Abraços!

    1. Olá, trabalhei na SESA de 1967 a 1975 no departamento de Instalação e Manutenção, com o Armando Medeiros, Brian Sutton, Dr Gibbs e outros.
      estou precisando de documentos. Será que o prédio já foi derrubado? Há outro endereço?
      abçs Nel

      1. NELI.
        TRABALHEI NA STANDARD MAIS OU MENOS NO MESMO PERIODO. ESTOU LEMBRANDO DO SEU NOME, À ÈPOCA TRABALHEI COM VOCE NA ESTAÇÃO DE TIRADENTES. VOCE TRABALHOU LÁ?
        SAUDAÇÕES LUCIA

  20. Caro JORGE SILVA (Comentário 20): eu tenho uma(s) fotografia(s) da década de 1920, da antiga e desconhecida empresa denominada SOCIEDADE ANÔNIMA HILPERT que veio á falência e teve toda a sua área adquirida por Guilherme Guinle em 15/03/1928 da massa falida, sendo certo que poderá notar toda uma área desabitada, a Vila Komos inexistente (tudo mato!!!) e o moro do Juramento, praticamente sem uma onstrução. Conheça o meu Blog http://vilakosmos.blogspot.com/ e o meu Orkut VILA KOSMOS. Que lugar! e poderá comprovar o que ora afirmo. Abraços!

  21. trabalhei nesta empresa de 1975 a 1983, area de T.I.
    grande empresa , mas devido a falta de incentivos para uma multi nacional,foi para o buraco e fechou.
    todas as grandes fabricas de suburbios cariocas fecharam.
    cito algumas General electric em Maria da Graça. klabim em del castilho, nova america em del castilho ,tintas coral em del castilho,
    Kibom,elevadores schindler,azeitonas beira alta,sabao portugues, em Sao cristovao ,, existem tantas, O R.J. fechou aproximadamente 50.000 industrias de todos os portes. em 15 anos aproximadamente. que caos!!!!!!!

  22. 1 – A Kibon transferiu a Fábrica localizada na Vde. de NIteroi para S.Paulo. A razão fundamental, é que com a melhora dos meios de transporte, (Via Dutra, Carretas maiores, refrigeração automotiva mais confiável) já não fazia mais sentido manter 2 unidades de produção no RJ e SP.
    2 – A Remington, não resistiu ao impacto da informática. Não dá para comparar uma máquina de escrever mecânica com um processador de texto.(computador)
    3 – O fechamento da S.A. Moinho Inglês teve 2 vertentes.
    3.1 – Os proprietários em Londres desistiram do Brasil. Exploraram as industrias até a exaustão e então, quando a recuperação era tecnicamente inviável, as venderam em bloco para um grupo financeiro. (Deltec – Bahamas)
    3.2 – A DELTEC “loteou” o grupo, vendendo o Moinho localizado na Gamboa para a firma Serva Ribeiro.
    A Serva Ribeiro era um dos muitos braços da Dominium de Café Solúvel e aí começou a decadencia.
    A Dominium exportava Café soluvel para os EE UU e começou a fazer concorrencia a General Foods americada, obrigando o fechamento de pelo menos uma fábrica nos EE UU.
    O governo americano começou a presionar o governo brasileiro, o qual começou a pressionar a Dominium com medidas econômicas, começando o desabamento do grupo todo.
    4 – Sempre foi característica da GE, atuar em linhas onde podia ser monopolista ou quase. Assim foi com motores, medidores de energia, reatores, transformadores, vernizes, fios magnéticos e finalmente lampadas.
    Quando a concorrencia aumentava, ela fechava a fábrica. Esta é a historia da monumental Maria da Graça.

    1. Sobre o item 3.2. por você mencionado. Trata-se do que a imprensa chama escândalo. É um evento praticamente esquecido. Voltando a esse assunto encontrei a afirmação: “A DOMINIUM e a VIGOR, em três anos de operação, representam 12 por cento do mercado americano de café solúvel”. A DOMINIUM estava incomodando. E nós aqui no Rio, por tabela, ainda perdemos o Moinho Inglês!

  23. Trabalhei na Standard por quase 11 anos, entrei para substituir uma recepcionista de licença maternidade, e acabei ficandi, fui secretária de compras, na época dede Gil Martins, Leo sopoa de letras, etc.., sinto saudades deste tempo.
    Cpnheci gente muito bacana lá, alguns ainda encontro, por acaso, seira legar fazer um encontro com antigos funcionários, temos e assunto
    Abraços.
    Denize Lima

  24. Fabricas/Filiais que existiam no Suburbio(algumas que eu me lembro):
    * Standard Eletric – Vila Kosmos-Av.Vic. de Carvalho(atual Carioca
    Shopping)
    *Lustrene- Vila da Penha-AV.Vic. de Carvalho (atual PARMÊ)
    *Bausch & Lomb – Vicente de carvalho(ao lado do Juramento)
    *Brasividro –
    *Mesbla (filial)/*Ultragaz -Av.Vic. de Carvalho (atual ATACADÃO /
    antes hipermercado Carrefour e C&C-CASA E CONSTRUÇÃO)
    *Cia Nac.de Tecidos Nova América-(1925/1991)-Del Castilho (atual
    Nova América-shopping center)
    *General Eletric – Maria da Graça (desativada?)
    *Remington – Guadalupe
    *Klabin- Del Castilho – creio que o espaço foi integrado ao Norte
    Shopping
    *Tintas Coral – Del Castilho
    *Kibom – Mangueira
    *Cortume Carioca – Penha
    *Móveis Circular – Penha Circular

    1. Tinha em Vicente Carvalho, no.730
      Mesbla – fabrica de paraquedas para o exercito Brasileiro
      Ponto Frio
      Ultragaz
      Kabi
      Silvania – fabrica de lâmpadas
      Tinha uma fabrica de Colchões tb.
      Tinha um relógio em uma torre (caixa d’água)
      Um campo de futebol (palmeirinha) do Sr. Wilson
      A STANDAR ELETRICA era nesse endereço antes de se transferir para a praça Aquidauana, no.7

    2. Uma época em que o Rio de janeiro,principalmente os bairros tinham uma importância enorme,dava gosto viver ai.

  25. Que saudade!
    Se por acaso alguem tiver noticias do Durval que trabalhou na Standard dos anso setenta ate fechar, no setor de contabilidade, por favor me contatar.
    Obrigada

  26. Trabalhei na Standard, que depois virou SESA rio de 1987 até 1994 como testador fazendo implantações de centrais telefônicas PC-1000.
    Foi uma época inesquecível, um dos melhores empregos que tive, infelizmente perdi o contato de muitos colegas que gostaría de reencontrar. Foi muito triste ver a fábrica definhando até seu fechamento, lá dentro era quase uma cidade com muitos funcionários indo e vindo, um grande restaurante e agência bancária. Quem trabalhou lá não se esquece do aprendizado que era e das amizades que fizemos. Um grande abraço a todos os companheiros que trabalharam na Standard, bons tempos que não voltam mais.

    1. Fernando, também trabalhei no departamento de instalação como instalador até 1990. Tenho contato com a eléia eo rogério. Bons tempos que passei na empresa que agradeço por ter me estruturado na vida. até hoje guardo o cartão dado pelos companheiros quando me casei. E-mail luislino@oi.com.br
      Abraços

      1. tb trab no setor de manutenção e instalação de centrais privadas…..com os gerentes carlinhos patinha luis carlos mattos seu antonio seu vctor

    2. Apesar de ter trabalhado na Standard Eléctrica daqui de Itajúba/MG, digo o mesmo que o Fernando. Melhor empresa, saudade de muitas pessoas que vieram do Rio para cá. Trabalhei ainda muito jovem, mas tenho muitas histórias da época que me faz feliz, e agrada a todos que me ouvem. Foi uma tristeza só, quando fechou.

    3. Faz um contato comigo: juarezbcavalcante@yahoo.com.br
      Tenho alguns contatos do pessoal de instalação e testes (acredito ainda ter em arquivos guardados). Tenho certeza ter do Azuir e Carlos Alberto-CQI. Outros preciso pesquizar.
      Forte abraço,
      Juarez cavalcante
      São Luis-MA.

      1. Juarez,Trabalhei no Departamento de Instalação (pc mil),não cheguei a viajar. mas queira o contato de alguns companheiros.
        Ildo, Xaxo, fumaça. Elihu e outros mais.
        e-mail luislino@oi.com.br,
        Abraços.

    1. Eu trabalhei na Standart Eletric no período de 1975 a 1978 e estou precisando pegar declaração do tempo de serviço. Qual o endereço e telefone do local onde seu pai pegou os documentos dele.
      Foi meu primeiro emprego e trabalhei na área da Instalação PC-1000B com sr.Pimentel
      abraços

    1. Reinaldo, espero que v. e sua família estejam bem. Gostaria muito de encontrar o Dr. Roberto Batista de Pinho (Departamento Jurídico). Já trabalhei com ele e sinto muitas saudades. A nossa vida é tão breve e precisamos resgatar o que nos faz bem, o que nos traz alegrias. Se estiver ao seu alcance… sei que faria isso por mim!
      Obrigada e saúde.

        1. Boa tarde, Theodoro Alves Filho, fico muito feliz em saber que tenha lido a minha mensagem, estou enviando a voce o meu contato para que possa me ajudar a reencontrar o Dr. Roberto, mas antes gostaria de lhe agradecer sua especial atenção
          984807694. Hoje estou residindo em Icaraí -Niterói.
          Theodoro até breve.

      1. Que bom saber que vcs formaram essa corrente de comunicação. Do Juridico lembro bem do Dr. Pareto. Eu Trabalhava na Presidência. Mas após 5 anos preferi dar um tempo
        Para ter a segunda filha. Saúde para todos! Sônia Schanzer

  27. UM grande abraço a todos ex -funcionario da minha familia ( contato 2655-7665)
    Reinaldo 1985 a 1991 / Roberto1968 /1990 / Rene 1967 /1991 ( principalmente a galera do controle de qualidade Fabricação) Serginho , Horlando , Reynier , Edson, Jorge , Neiva, Romildo, Mauricio contato>

  28. trabalhei na empresa de 1970 na 1975. Doces lembrancas da equipe de trabalho e da torcida de mais de 3 mil funcionarios na copa de 1970 e 1974. Reencontrei colegas na ITT em Lagos, Nigeria, quando trabalhei naquele pais na Embaixada do Brasil. Bons tempos.

  29. Minha mãe trabalho nessa fábrica no final dos anos 70 até início dos 80, era no setor de controladoria de inventário, meu padrasto também trabalhou nessa mesma época na fábrica, eu cheguei a morar em Vila Kosmo para poder ficarmos mais próximo da empresa, logo depois que minha mão saiu, nos mudamos para outro bairro.
    Eu ficava numa especie de escolinha ou creche em frente à fábrica, na av vicente de carvalho, lembro bem desse local, mas não muito do interior, sei que minha mãe tem umas fotos que até são de amigas de trabalho, mas não tenho certeza se foram tiradas na Standard..
    aliás, nos anos 80, antes de falir a standard eletrica virou stardard eletronic, talvez pelo advento dos telefones de tom ela tenha mudado o seu nome, não sei e teve até uma filial ou coisa parecida em jacarepaguá, próximo de onde vivo hoje, sendo que esse prédio de jacarepaguá, não durou muito e logo depois foi utilizado por um colégio e que deixou abandonado novamente até que finalmente foi abaixo e virou condominio
    hoje no local, como já disseram, tem o carioca shopping.
    é triste ver como as grandes fábricas e empresas antigas não duraram muito, talvez por conta dos problemas financeiras, talvez pela dificuldade pelo crescimento da cidade, em termos de logística etc…
    as empresas que consigo lembrar rapidamente são:
    CCPL
    Gillete
    GE
    Standard Eletrica
    Curtume Carioca (até onde sei construcao abandonada – ou já deram algum fim?)
    Brahma
    Cia de tecidos nova américa (onde hj ta o shopping de mesmo nome)
    Kibon (que saiu da mangueira veio pra jacarepagua e agora não sei onde ta)
    infelizmente, não é só empresas que acabam, essas correm o risco do problema financeiro e então colapso das mesmas… dificil é casarios antigos, predios importantes serem destruidos em nome da modernidade, jogarmos fora nossa história e cultura, creio que a modernidade deveria vir da seguinte maneira, em novas construções em novas regiões, o ruim é que teríamos a cidade dividida entre o velho e o novo, mas pelo menos teríamos a história preservada ao vivo e a cores.

  30. Reinaldo seu sobrenome é Scantamburlo?? Se positivo, aqui é o Zeca, trabalhei no controle de qualidade, comecei como estagiário. Um grande abraço a você e a todos os ex-funcionários guerreiros.

  31. trabalhei na general eletric em maria da graça, nos anos , 67 71, estou a procura de alguns amigos daquela epoca.trabalhei no sealed -beam, silibim, no setor de farol de carros, com o chefe juvenal e sidoneo. disse:

    quem souber noticias , ou as pessoas que trabalharam naquela epoca, favor entrar em contato.

  32. trabalhei na general eletric em maria da graça, nos anos , 67 71, estou a procura de alguns amigos daquela epoca.trabalhei no sealed -beam, silibim, no setor de farol de carros, com o chefe juvenal e sidoneo. disse:

    esqueci de deixar meu nome ; me chamo elizabete .

  33. Tenho boas lembranças desta fábrica pois eu era o técnico da empresa Xerox responsável por todas as máquinas copiadoras, e não eram poucas, alugadas nesta unidade fabril da Standad Elétrica. Fiquei lá por um bom período por volta de 1970. Nesta época ela estava mais voltada para a telefonia com o sistema pentaconta.
    Seus diversos endereços eram Praça Aquidauana nº 7 (entrada principal) mas também atendia na Av. Vicente de Carvalho nº 781 (seleção de pessoal) e Av. Meriti nº 897 (Dep. de Compras).

  34. OLÁ GENTE!!!
    ESTOU PRECISANDO DE AJUDA, TRABALHEI NA STANDARD NO ANO 1974, MINHA CARTEIRA FOI ESTRAVIADA, PRECISO RECONHECER ESTE TEMPO PARA APOSENTADORIA, NÃO SEI ONDE.
    SE ALGUÉM PUDER ME AJUADAR FAVOR ENVIAR PARA PAULOBECAP@GMAIL.COM.
    ABRAÇO A TODOS!!!
    PAULO

  35. Muitas saudades de todos os amigos que conquistei na Standard / Sesa no periodo que trabalhei no Laboratório Eletrônico, tive o previlégio de jogar na seleção de futebol de nossa empresa, fica dificil relacionar todos aqueles que convivi os 11 anos (1981 a 1991), mas deixo o meu telefone e email, caso alguem queira entrar em contato para matar-mos a saudade, fique a vontade.
    telefone 7892-5395 / id. 8*30460
    email: braulio.bratec@oi.com.br
    beijos e abraços a todos.

  36. Como presidente de Associação dos Moradores de Vicente de Carvalho, tenho orgulho deste bairro que já foi um grande polo industrial da zona norte empregando na epoca mais de 30.000 trabalhadores, sóa SE empregava cerca de 6.000, tinhamos a BAUCH LOMB, tivemos a primeira industria de ferramenta da America Sul a BRASO na Av.Vicente de Carvalho, tivemos a NADIR FIGUEIREDO e as unicas que se encontraõ em atividade e a KABY S/A e a FLORISDAMA, hoje temos o CARIOCA SHOPIM, nosso bairro ia até Vila da Penha e engoblava também a Vila Kosmos, (como o nome diz era Vilas em Vicente de Carvalho), não existia o IPASE e o bairro terminava na Praça Marco Aurelio.

  37. Me dá tristeza até hoje quando passo pelo local onde é hoje o Carioca shopping que era a Estandard Eletric. Sinto saudades desse tempo que não volta. Gostaria de reencontrar colegas de trabalho dessa época. Fui inspetora de controle de qualidade de linha no Petaconta e Pabx onde se fazia componentes pra central telefonica (fiaçao de quadros. reles, miscelaneas etc). Pdode entrar em contato pelo e-mail: lourdinhasc@yahoo.com.br.

    1. Lourdes
      Tenho também nostalgia dessa época, mas o mais importante foram o convívio, as boas amizades e a própria empresa. A melhor forma de manter viva essa chama é criarmos uma pagina no face book e ir adicionando os amigos. Posso até começar essa iniciativa. Trabalhei na SESA, é assim que a chamavamos, de 1972 a 1978, me aposentei pela Telemar.

    2. trabalhei na Sesa Rio standard Eletronica ,lembro muito bem do penta conta , eu era fiadora de painel, sinto saudades da Eunice , luciene ,Beth , Daniel e outros mais que esqueci o nome. era muito bom, que pena que a fabrica fechou, de vez em quando sonho que estou dentro da empresa esperando uma vaga pra trabalhar de novo lá. gostaria de rever alguém de lá.

    1. Por favor, gostaria de compartilhar no face com os irmãos da SESA. Convivemos durante as décadas de 70 e 80 testando PC 1000 e PC 32. Eu na TELMA e a galera na SESA.
      Forte abraço,
      Juarez Cavalcante
      São Luis-MA.

  38. Meu pai trabalhou na Standard Eletrica quando pertencia ao grupo americano ITT. Ele foi daqueles que se formaram no SENAI se especializando como Ferramenteiro, profissional super valorizado na época. Lembro pequeno que tínhamos uma boa condição dentro da classe média e que meu pai também trabalhou antes na GE lâmpadas que ficava ali ao lado da favela do jacarezinho e depois na Eletromar na época que pertencia ao grupo Westinghouse em Del Castilho na antiga Estrada Velha da pavuna, onde ele me colocou para estagiar como técnico mecânico após finalizar meu curso técnico e engatei engenharia mecânica. Lembro que tinha um clima social excelente na empresa, fiz grandes amigos, tinham as sextas dentro da própria empresa num local reservado para o pessoal se distrair após expediente (tinha campo de futebol,churrasqueiras, barzinho) , na hora do almoço (tinha uma sala de jogos com totó,sinuca,ping pong e TV), chamado de “QUIOSQUE” , o pagode que lotava sempre as sextas -feiras como happy hour, vinham pessoas de fora inclusive de outras empresas (convidados pelos próprios funcionários) e dali sempre saíamos para a noitada em alguma danceteria da região e zona sul. Era muito maneiro. Como os colegas colocaram, no Rio da década de 70, 80 tínhamos grandes empresas entrenhadas na região metropolitana, principalmente na região Norte, onde empregavam pessoas de todo Rio.
    Empresas que pagavam bem na época: Gilette (tinha uma fábrica na Dutra – hj é um galpão de armazenamento das drogarias Pacheco e outra ao lado da CCPL esqueci o bairro), Remington, White Martins e etc

  39. trabalhei na SESA, nos anos 79 a 81, como testador, grande escola.
    Hoje estou aposentado e vivo em Vitoria (ES). Cursei outros cursos na área eletrica, e fui trabalhar em área porturia.

  40. Estagiei na Standard em 1986, depois fui efetivado no Controle de Qualidade na parte de Eletrônica, saí de lá em 1989, fiz muitos amigos, me lembro da hora do almoço, quando a turma lotava os restaurantes, um grande abraço a todos, principalmente a Marisa, o Reinaldo Scantamburlo, o Marcelo Makoul e o Zé Floriano. Me chamavam de ZECA.

  41. O meu nome e Iran Mendes da Silva .
    Trabalhei durante 18a nesta magnifica fabrica, que saudade , Alcancei ai o cargo de Chefe de faturamento depois Gerente de Credito e Cobrança.
    Gostaria de manter contato com antigos colegas para matarmos saudades.
    hms1950@hotmail.com

    1. E ai Iran. Fui seu funcionário no Faturamento. Trabalhamos com o Agostinho, Glauce, Beth e etc. Lembra? Depois fui para a area de informática no CPD e depois sai. Abraços. Bom te encontrar.

  42. Minha trabalho alguns anos na Standard Elétrica e ficou até o seu encerramento aqui no RJ.
    A fábrica foi transferida para MG e depois disso não sabemos o que aconteceu ou quanto tempo durou.
    Coloquei essa informação somente para justificar a saída da fábrica do Rio Janeiro para Minas Gerais e não pelo motivo descrito pelo autor:
    “Não consegui apurar as razões de seu fechamento, mas podemos especular a obsolescência da planta, impostos pesados, decadência dos subúrbios fomentada pela indústria da invasão e do tráfico de drogas etc…”

  43. Minha mãe trabalhou alguns anos na Standard Elétrica e ficou até o seu encerramento aqui no RJ.
    A fábrica foi transferida para MG e depois disso não sabemos o que aconteceu ou quanto tempo durou.
    Coloquei essa informação somente para justificar a saída da fábrica do Rio Janeiro para Minas Gerais e não pelo motivo descrito pelo autor:
    “Não consegui apurar as razões de seu fechamento, mas podemos especular a obsolescência da planta, impostos pesados, decadência dos subúrbios fomentada pela indústria da invasão e do tráfico de drogas etc…”

  44. Boa noite pessoal,
    Me chamo Luana e meu pai trabalhou durante algum tempo nas empresas Remington e Pelican.Depois que eu nasci ele se mudou do Rio para Minas e nunca mais soube mais nada de ambas.Agora ele estava precisando saber se elas ainda existem e quais seriam os endereços aí no Rio.Peço agradecidamente,quem souber o endereço me informar.Obrigada

  45. Gente… eu também trabalhei na SESA Rio! Foi meu primeiro estágio da escola técnica e após 1 ano fui efetivada no setor de Engenharia de Pentaconta.. de 88 a 89. Meu primeiro emprego.
    Fiz muitas amizades por lá. Moro próximo ao Shopping e me lembro dessa época tão boa.
    Lembro que fui ao show do Paul McCartney no Maracanã depois do trabalho com a galerinha de lá.. muito legal!

    1. Oi tb fui estagiário na engenharia aplicada…me lembro do Mauricio, jean Pierre sipionn meu chefe..muitos colegas..trabalhava corrigindo as plantas em papel vegetal..rsrsr com gilete e caneta…boas lembranças…

      1. Bom dia Marcos e Cristiane,
        Meu nome é Hugo trabalhei na SE 1970-1980 na Engenharia Pentaconta, seção “circuito”, ao lado da Engenharia Aplicada. Conheci um Jean Pierre mas não sei si seu sobrenome era Sipion. Era um francês de mais ou menos 30 anos, de barba. Era ele que conheceram ?
        Em 1980 saí do Brasil pra Franca onde moro, perdí notícia da SE, porém não esquecí o Brasil nem aquela época.
        Foi bom ler as lembranças.
        Ninguém criou um groupe no face ?

  46. Prezado Sr.: Como ex-funcionário da ITT Data Services Divisão da Standard Eletrica necessito da cópia da minha ficha no livro de registro de empregados na década de 70. Estive lendo vários comentários de outros usuários com a mesma dificuldade de acessar estas informações para efeito de comprovação de tempo de serviço na entrada do processo de aposentadoria. Será que não existe algum órgao ou uma junta comercial que preste esta informação? Desde já, agradeço a consideração.

    1. Nelson P Soares. Tente no Sindicato dos metalúrgicos do Rio de Janeiro lá na Rua Ana Neri, pegar as guias de recolhimento do Imposto Sindical. Eles tem um arquivo com vária empresas que encerraram suas atividades e se estiver lá eles lhe darão uma cópia acompanhada de uma declaração que tem valor para a previdência. Tente e boa sorte.

  47. Fiquei grande feliz em ver no Google uma linha que continha em Negrito Standart Electric ITT.
    Meu Pai, trabalhou 33 anos na No Depto. 4000 – Engenharia.
    Eu Trabalhei 2 anos apenas. no Depto. 9000 Pentaconta.
    Hj confesso não me sinto confortável quando caminho nos corredores do Shopping Carioca.
    Ali foi meu berço de profissão.
    Nada que sei até hoje posso comparar, aquela multidão na hora de saída, hora almoço e quando havia serões…
    Os portões da avenida Meriti e da Estr. Vicente de Carvalho, Meu Deus! Quanta gente feliz ali trabalhou!!!!
    Bem. como li aqui nos depoimentos, as fábricas viraram shoppings, estandart Electric , E Fabril Nova America. e por aí vai!!!
    Seria tão bom que os shoppings virassem fábricas e os antigos cinemas voltassem como antes.
    Não sou velho, apenas vivi um tempo quue éramos mais felizes, mesmo sem esta tecnologia de hj.
    tenho 63 aninhos rsrsrs

  48. Trabalhei na Standard Eletric em 66/68, no inicio da expansão Rio de Telefonia. Conheci a equipe de técnicos francese onde o Jean Pierre, fazia parte, gostaria de entrar em contato com o pessoal daquela época, como o Luiz Mendes, Sheila, Lauzita, Sergio, Regina, Marilda e sua irma e outros, se possivel os franceses que la trabalharam – em especial o Robert Arnt.
    T.Lucia Pinto
    e-mail telupin@ig.com.br
    Tel. 21-9871.0363

  49. Olá,
    me chamo Walidelise,trabalhei na Standard do ano de 82 á 84,gostaria de ter contato com os colegas que trabalhavam no setor de máquinas de bobina de telefone.
    Abçs,
    Wal.

    1. Olá a todos. Meu nome é Raimundo Marins e falo aqui de Salvador, Bahia. Estou finalizando uma publicação sobre o guarda Pelé, um PM que atuava no trânsito aqui em Salvador e foi muito famoso pela década de 1970 no Brasil e no exterior em razão de uma propaganda feita para empresa de aviação Cruzeiro do Sul. Os que tenham cerca de 50 anos ou mais devem se lembrar com certeza. Ele se apresentou em todas as capitais brasileiras em 1974 e aí no RJ foi na avenida V. de Carvalho. Pesquisando, descobri que ele ganhou um prêmio chamado Zero Defeito, através da Standard Eletric. Preciso muito saber se alguém possui, ou sabe quem tenha, informações a este respeito, especialmente sobre a entrega do prêmio. Pelé se apresentou na Vicente de Carvalho em setembro de 1974, tenho inclusive algumas fotos de jornais da época nas quais acredito que tenha funcionários da empresa da época. Alguém pode me ajudar. Contatos por favor pelo e-mail rrmarins@gmail.com. Forte abraço a todos.

  50. Vera Lucia, você deve ter conhecido meu Pai (Nilson Carolino). Outro dia escrevi neste canal de comunicação, com o objetivo de aproximar as pessoas, mas, pra minha surpresa, a não ser que ninguém tenha lido mais esses contatos, não me enviaram qualquer resposta. Lamento, só queria contribuir pra felicidade de meu Pai e de muitos e muitos amigos que ele fez na STANDARD.
    MEU E-MAIL: MARCELOCAROLINO@ZIPMAIL.COM.BR

    1. Nilson Carolino, não me recordo do setor, mas o conheci. Trabalhei no Deptº de Instalação e utilizava quase todos os setores do parque industrial. CQ, expedição, faturamento, linha de produção. me casei quando trabalhava lá, e guardo até hoje o cartão que recebi de quase toda a STANDARD, chefes, gerentes, operários diretores. Este espaço não esconde o sentimento de quem trabalhou lá. Basta comparar os depoimentos. A Standard está ligada à vida e à família de cada um que passou por ali. Abraços. Email luislino@oi.com.br

    2. MARCELO EU SOU MARIDO DA conceição secretaria a anos do seu pai…….como estão todos sua irmã MARCIA SUA MÃE…..DONA ALCIR….

    3. MARCELO VC ESTA ENGANADO EU RESPONDI A VC ….MINHA ESPOSA FOI SECRETARIA DO SEU PAI……CONTATO 21 995428415 THEODORO

    4. Lembro do seu pai. Eu era secretária do James Sexton e depois do Sr. Frederick Gibbs. me lembro bem dos colegas Catão, Andrea, Ronald Meyer. Depois fui para o setor financeiro na American Express e morei na Nigéria onde reencontrei o Thompson, o inglês que chefiava a Engenharia. Foi uma época rica para o Rio de Janeiro e para os funcionários da Empresa.

  51. trabalhei de 75 a 81, começei em bonssucesso, vicente carvalho e alguns bancos do brasil em equipamentos 18E, saudades desse tempo. se alguem dessa epoca aparecer por aqui, estou no face, robson matos e meu email é robsonangramatos@yahoo.com.br. abraço a todos.

    1. TD BEM CONHECI VC EU TRABALHAVA NA MANUTENÇÃO E INSTALAÇÃO…VC TRAB COM O JORGE HOFF…..CONTATO 21 995428415 THEODORO

  52. Tenho alguns contatos com companheiros da SESA que trabalharam nas implantações das centrais PC 1000 e PC 32 no Maranhão e Pará.
    JuarezCavalcante
    São Luis-MA
    Tel: 98.8113.9395
    98.9117.4149

  53. Alô rapaziada que trabalhou na SESA( Standard Electrica S/A, meu nome é Paulo Lagame, trabelhei na Standard de 1969 à 1985 no setor contabilidade industrial c.custo 204, onde tive varios chefes, como: Odilon, Pio baylon, Sergio Galm. Foi uma época muito gostosa, pois quando entrei eu era um jovem de apenas 19 anos, morava na zona sul e não conhecia nada da zona norte, que depois adorei, pois tinha tudo do que eu gostava como samba, pagode e futebol.Aprendi muita coisa na Standard, mas o que eu mais aprendi, foi conviver com gente sincera e honesta, que me passaram muitas coisas boas.Tenho muitas saudades daquele tempo. Tempo bom que realmente não volta mais. Ainda tenho contatos com algumas pessoas, daquele tempo, como o Barroso, Alquindar,Pedro Ivo ,Salgado,Reinaldo Mouta(frances) Telma, Antonio Conceição,Nelson toco-toco,Camilo e muitos outros amigos. Satisfação em descobrir este espaço. Estou à disposição dos amigos. Meu e-mail paulo.49lagame@yahoo.com.br e meu cel: 21 72062358. Abraços à todos.

    1. Paulo, meu pai trabalhou no financeiro.Murilo Montenegro, nao sei se vc conheceu, infelizmente meu pai faleceu , mas eu iria adora saber e ou ouvir historias antigas dele.

  54. Minha mãe trabalhou muito anos nessa fábrica, e na minha infância fui tratado por um pediatra chamado Doutor Floriano, que atendia filhos dos funcionários…Saudades

  55. Trabalhei na fábrica na década de 1970, na Engenharia de Testes e no Laboratório. Era técnico de eletrônica na época e aprendi muito por lá. Excelente empresa,muitas saudades daquele tempo. Um abraço a todos que participaram naquela empresa.

  56. Trabalhei na Standard Eletrica na seção de manutenção no período de 1969, foi pouco tempo pois morava em Alcantara- São Gonçalo e naquela época era bem difícil ir e vir todos os dias. Mesmo assim foi ótimo local de trabalho.
    Quem tiver informações mais recentes de onde eu possa conseguir a ppp para aposentadoria que entre em contato com meu
    Email-jairoignaciodasilva@hotmail.com.
    26/08/2013

  57. Que pasa?!!!
    Trabalhei na SESA de 1975/1992,matricula 32104.
    Quem pode me informar a respeito de um mal elemento chamado “RENE” que era Supervisor de Testes no departamento de instalação?
    Desde ja agradeço.
    Celio

  58. LI ESTES COMENTARIOS COM LAGRIMAS DE MUITAS SAUDADES
    TRABALHAR NA STANDARD ELETRICA
    FOI SO ALEGRIA QUANTAS AMIZADES QUE COM CERTEZA JA NAO ESTA ENTRE NOS
    TUDO QUE E BOM DURA POUCO
    BOM EU TRABALHEI DE 1970 A 1976
    CALPAO 01 SESSAO TELEFONES
    O MEU LOCAL É SALA FRIA BANHO DE OURO
    SE VC LEU E QUIZER PODE MAR
    E-MAIL
    ATE PELO WEB SITE MALVINAS VC ME ACHA

  59. Bom dia .
    Tenho um gerador ONAN STANDART ELETRICA S.A e acho que é da década de 50/60.
    Alguem poderia me dizer quando eles começaram a ser fabricados ?
    Tenho a plaqueta de identificação mas não diz o ano de fabricação.
    cordialmente
    Alexandre

  60. Meu nome é Dora ,esta fabrica Standat Eletrica foi meu primeiro emprego,antes era rádio e TV meu pai José cosmo nepomuceno era técnico ,eu trabalhei nos anos 72até 77 tinha lindAS amizades ,hoje olhando a foto,fiquei muito emocionada e todas as recordações vieram a mente,conheci meu marido nesta fábrica é muita emoção,trabalhei no setor de produção ajuste de relé se alguém quiser entrar em contato, meu endereço eletrônico é Dora_nepo@hotmail.com o mesmo para facebook.

  61. Saudosa Standard Elétrica S/A.
    Trabalhei nela de maio de 1969 a junho de 1984, iniciando na instalação, DEP.7000. Trabalhei após, no setor de Treinamento que inicialmente ocupava as dependencias da Fábrica e depois foi para um prédio na Jacaré e mais tarde para as dependência da Faculdade Estácio de Sá.
    Fico triste com a derrocada de nossa industria e ver onde eram fábricas, sejam nacionais ou multinacionais que empregavam milhares de pessoas gerando riqueza, hoje são shoppings que apesar de garantirem alguns empregos (poucos) não geram riqueza para o país.
    Está equivocado quem diz que era um simples prédio, na realidade era um senhor parque industrial do setor de telefonia que fabricava desde o aparelho telefonico até centrais de grande porte. Tenho muito orgulho de ter lá trabalhado ajudando a implantar mais de 500 mil novos telefones só no Rio de Janeiro e formando centenas de técnicos por este Brasil afora para planejar a implantação e garantir a manutenção de tão grandioso parque telefonico. DDD e DDI foram as grandes inovações da época. Tenho saudades de meus colegas de trabalho, alguns mantenho contato aquí em Campinas outros não sei onde se encontram.
    Se alguém souber, meu email é rmedias@hotmail.com.

  62. Trabalhei na Standard Elétrica por 3 anos. Nesta época desfilei com amigas pela fábrica, lembro-me que vestimos uniforme, e fomos desfilar no Estádio Célio de Barros.Tiramos fotos, e depois também desfilamos em abertura de jogos, não me lembro onde, mas sei que tinha muitos gringos,(acho que foi na Urca) e tiramos fotos também. Gostaria de saber se existe algum arquivo dessas fotos da época de 70.Desde já agradeço, Bianca.

  63. trabalhei na Standard Elétrica de 74 a 78, saudades enormes dessa época, trabalhava na fiação de formas p/ estações telefõnicas,primeiro em Vicente de Carvalho depois em Vigário Geral, gostaria de saber sobre os colegas que viveram essa fase.

  64. Prezados Colegas,
    Trabalhei na Standard Elétrica de 1979 a 1985. Trabalhei na implantação de centrais telefônica do tipo PC-32, PC1000-A/B e diversas CPCT´s ( PABX). Estou precisando do PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciario ( antigo SB-40) para apresentar no INSS para compor tempo de aposentadoria. Alguém sabe o contato do RH da Alcatel para eu entrar em contato. Agradeço.

  65. Standard ,,invictus,,colorado,,admiral etc… graças a taxa de impostos alta , a falta de incentivo do governo estas indústrias que geravam empregos eram orgulho do pais,foram obrigadas a fecharem as portas demitindo milhares de profissionais ..hj o pais se rende as porcarias vindas da china o pais não tem capacidade de concorrer com as empresas eletrônicas
    pela falta de incentivo e investimentos que podiam ser feitos no passado.

  66. Tambem trabalhei na standard por 10 anos , gostaria de saber o CNPJ da empresa. se alguem puder me ajudar agradeço muito.

  67. boa noite gente !
    voltei ao passado também lendo os comentários . trabalhei com juratam borges dos santos no setor de correspondência junto com os colegas Wagner e paulo .
    sinto saudades destes colegas eramos muito unidos . se alguém souber algo deles por favor podem ligar para meu telefone .
    21-995893303
    meu e-mail : marcio_luiz45@hotmail.com
    obrigado a quem poder ajudar !
    cordialmente Márcio Luiz!

    1. Olá Márcio!
      eu acho que me lembro de vc!
      Sou José Robson, trabalhei também com o Sr. Juratan, Wagner, Paulo, Leandro e cia. Estou muito feliz em poder estar falando com vc vou deixar o meu contato (77)3451-3040 / (77)9932-0579
      meu caro amigo pode entrar em contato ok. Espero poder rever todos em breve.

  68. Reinaldo, espero que voce e toda família estejam bem, gostaria de pedir uma ajuda para saber notícias do Dr. Roberto Batista de Pinho – Dep.Jurídico, ele foi meu querido chefe e sinto muito a sua falta e se alguém souber do médico que cuidava do meu filho, Dr. Floriano (Pediatra) ficaria muito feliz, ele era muito bom com a minha família. Pretendo em uma época oportuna rever todos voces, Deus há de nos ajudar! Cris

  69. Sou genro de um funcionário Francês que atuou em gestão nesta empresa.
    Estou fazendo uma pesquisa sobre os motivos reais do fechamento desta saudosa
    e importante empresa. Peço a quem tenha alguma informação sobre o assunto: “MOTIVOS DO FECHAMENTO DA STANDARD ELÉTRICA ” por favor respondam.
    Quanto ao funcionário : Sr Andrea Lo prestti (in memorian). Obrigado

    1. Trabalhei na Standard até um mês antes do encerramento das atividades. Na época em que fui admitida na empresa, em 1989, a empresa já passava por mudanças, demitindo boa parte de seu efetivo. A informação que nos passavam na época é que a empresa havia sido comprada por um grupo espanhol, Alcatel, que na época adquiriu também outras empresas aqui no Rio. Com a compra da empresa, a ideia seria encerrar as atividades em todas as indústrias que haviam sido adquiridas e manter em atividade somente uma unidade em Jacarepaguá.
      Isso é o que eu me lembro. O encerramento foi em 1993, há 21 anos atrás.

  70. AMIGOS COMO FOI BOM LER ESSAS LINHAS ACIMA POIS RECORDAR É VIVER E QUEM TRABALHOU NESSA MARAVILHOSA CIA SABE DISSO ESSA FABRICA FOI UMA ESCOLA DE VIDA. TRABLHEI NO PERIODO DE 1973 ATE 1992…E MINHA ESPOSA TB …..MEUS CONTATOS 21 995428415

  71. IA ESQUECENDO FUI PRESIDENTE DA COMISSÃO DE FABRICA E REPRESENTANTE NO SINDICATO DOS METALURGICOS POR 5 ANOS

    1. Theodoro, eu trabalhei na SE no período 1970-1980. Depois, moro na Franca. Nunca mais tive noticia da SE. Como voce trabalhou praticamente até o fim, pode contar pra nós porque a SE fechou en Vicente de Carvalho em 1993. Só sei que foi a Alcatel, uma empresa frances que comprou a SE por ultimo em 1989.
      Obbrigado (Truong Ba Hung, sou francês mas de origem Vietnamita)

      1. Truong Ba, era assim que todos o chamavam, terei certeza de ser você na confirmação de:
        *Trabalhava na Eng. de Produto, se não me engano Depto.7000
        *Jogava tenis de mesa e pegava na raquete no modo clássico
        *Nas olimpíadas interna o time da engenharia de produto, Karl Walter, você, eu, e o melhor de nós que não lembro o nome, mas era campeão carioca (carioca é o indivíduo nascido na cidade do Rio de Janeiro)
        Trabalhei de 1967 à 1983.
        Grande abraço

        1. Wilson, sou eu Truong Ba. E você, foi você que comprou meus móveis quando fui embora do Brasil ? Nos últimos 3 anos voltei ao Brasil para as férias de agosto, porque minha mulher é brasileira.

  72. Trabalhei na SESA de 1970 à 1979.
    Foi muito bom. Sinto saudades….
    Trabalhei no tronco Sul. Em Porto Alegre, mas seguidamente ia ao Rio de Janeiro fazer cursos.
    Trabalhava com equipamentos de multiplex e de transmissão.
    Minha matrícula era 25.289.
    Abraço a todos.
    Siqueira

  73. Gostaria de saber como fazer para conseguir documentação de período trabalhado na Standard (Vicente de Carvalho), para efeito de aposentadoria.
    Obrigada
    Lucilia

  74. Trabalhei na SESA em 1984 uma passagem rápida , mas fiz vários amigos, meu irmão trabalhou lá também em 1978 , trabalhei no setor de Engª Industrial com o Sr. Francesco Contti, como chefe e o gerente era o Sérgio Santos, trabalhei com o Carlos Matos, Bueno, Galvão, e o Sérgio não me lembro o cobre nome mas era um tipo de supervisor do setor de Pentaconta, só em me lembrar daquelas enormes tabuas cheias de pregos, para passar um monte de fios coloridos conforme o desenho e montar as centrais telefônicas, dava arrepios, pois era pra mais de 5000 fios com vários caminhos a serem traçados, e na linha de montagem no setor em que as mulheres enrolavam as bobinas dos relés e selavam com um plástico a base de acetileno, hoje em dia tudo obsoleto, assim como ficou a fábrica,…. lamentável ver o Rio de Janeiro perdendo fábrica após fábrica, depois fui pra Souza Cruz na Usina da Tijuca a qual também fechou, tudo por causa de cobrança de impostos elevados a partir do Governo Leonel Brizola, daí pra frente várias empresas saíram do RJ e a cidade favelizou-se numa escala estrondosa, com o apoio dos governos ( Projeto Favela Bairro ) Lamentável….

  75. Obrigado por compartilhar essa preciosa foto. Não vivi os anos 60, sou de 69, mas me lembro de ver operários no horário de saída, no portão da Standard Eletric, no início dos anos 80, já perto do fim. Um Rio de Janeiro que poderia ter sido. Uma realidade perdida. Um sentimento dolorido, mas gostoso, de nostalgia.

  76. JOSÉ CARLOS SILVEIRA LINS comentou,
    TRABALHEI NA GE E TENHO MUITO ORGULHO DISSO! COMECEI COMO MANIPULADOR DE MÁQUINAS, PASSEI PARA APRENDIZ DE AJUSTADOR DE MÁQUINAS,DEPOIS AJUSTADOR, DEPOIS AJUSTADOR DE GRUPO, DEPOIS LÍDER DE AJUSTADORES DE MÁQUINAS E POR ULTIMO LÍDER GERAL, E ME APOSENTEI, PARA MIM FOI UMA HONRA TRABALHAR NESTA FÁBRICA! TUDO QUE TENHO E QUE SOU, SOU MUITO GRATO A FAMÍLIA GE! SE ELA VOLTASSE A FUNCIONAR E EU FOSSE CHAMADO EU VOLTARIA COM MUITA GARRA E DETERMINAÇÃO, PÔS SINTO MUITA FALTA! ESTOU MORANDO EM SÃO FIDÉLIS, CIDADE EM QUE NASCI, CELULAR: DA VIVO (22) 997380971 OU TIM (22) 981366182.

  77. vendo esta pagina, e lendo quase todos esses depoimentos, me dá uma saudade imensa, e me faz pensar, como eramos felizes e não sabiamos. Saúde à todos aqueles que trabalharam, e es
    tão vivos, nesta grande empresa que foi a Standard, e a seus descendentes.
    Abraços à todos.

    1. A todos minha gratidão por me permitir participar das histórias de
      cada um relativas a STANDARD ELÉTRICA S.A. nos anos 60.
      Trabalhei de 1964 a 1973 com o Nilson Carolino, com quem mantenho contato até hoje (28/08/2014).
      Na expectativa de respostas.
      Luiz Fernando D. Lycarião da Trindade
      lycarion@uol.com.br

  78. Fiquei muito feliz ao descobrir este fórum. Também trabalhei na SESA, só que na filial Curitiba de 1978 a 1984. no escritório. Conheci muitos funcionários (testadores/provadores, instaladores,
    supervisores de PC-32 e PC-1000) a maioria do Rio de Janeiro e al-guns do Ceará (alunos recém formados da Escola Técnica Federal). Nosso chefe era o saudoso português Francisco Fernando Dias Arribada, que juntamente com os supervisores de instalação Noboru Nojima (PC-32) e Luiz Carlos Pereira Oliveira (PC-1000) compunha a equipe permanente de Curitiba. Éramos uma família e que sempre estava recebendo outros membros provisórios. Foram anos dourados. Um abraço a todos.

  79. Eu tive o privilegio de trabalhar nesta industria de junho de 1960 a janeiro de 1967.
    Exerci varias funções,trabalhei na engenharia de projetos de receptores com Dr Streb um Eng;Argentino,depois trabalhei ajustando o audio do receptor mais famoso da época o stereo Panorama durante 1 ano depois trabalhei como Técnico de TV no final da linha de produção dos TVs mod:700,710 e tv Joia de 11pol.
    Conheci vários amigos,Servulo,(depois gerente da Zenite)Albertofalecido recentemente) Manoel Gama,Carlos de Oliveira(encaregado)Nelson (falecido)Esmael e muitos outros.
    Tenho muitas saudades e boas lembranças do tempo que o Brasil tinha industrias de alto nivel e a Standard era talvez a mais honesta de todas fabricando aparelhos e e peças da mais alta qualidade!
    Aos colegas que estejam interessados em um contato,tenho um blog basta clicar em PU1JFS pois sou radioamador e estou no ar em 3650KHZ diariamente as 7HS e as 19HS

  80. trabalhei na standard no período de 1974 a 1978 no setor de almoxarifado, com João Oliveira, Vikar Lima, José Aurécio, Darcy Albuquerque, Craveiro, João Proença, seu Laurinho, Jorge Lima entre outros.

  81. Apos ler tantos comentarios, nao pude deixar de comentar tambem. Nao trabalhei na Standard mas morava la na epoca e meu irmao e antigo namorado trabalharam la assim que a fabrica foi inaugurada. As pessoas que pensam que os Malls sao sinonimo de progresso, estao totalmente enganadas. Progresso sim e quando existem fabricas que geram emprego e, quanto mais crescem, mais empregados necessitam. Malls nao geram empregos mas sim empregados por temporadas, salario baixo e mudanca constante de empregados.
    Lendo sobre alguns ex-empregados da SE que necessitam de certos documentos para processar suas aposentadorias, nao pude deixar de comentar sobre meu caso: trabalhei de 1956 a 1973 ai no Brasil quando o entao Grupo Halles foi encampado pelo Governo. Dai entao vim para os EUA onde estudei, trabalhei e me aposentei – tudo por aqui. Quando fui ao Brasil em 2007, pensei em iniciar meu processo de aposentadoria dai, pois era um direito que me cabia, ja que havia trabalhado durante 17 anos. Entretanto, foi informada pelo INSS que as leis trabalhistas haviam mudado em 1990 e eu nao teria mais direito, a menos que tivesse minha Carteira Profissional comprovando as datas. Enfim, como conheco bem os dois paises, quero dizer que o Brasil esta muito longe de ser um pais de primeiro mundo. Aqui, o cidadao basta sabero numero do Seguro Social, e ai tudo se resolve, ja que o pais e organizado. Boa sorte para todos os cidadaos brasileiros e que procurem e achem dirigentes melhores para esse pais, pois seus cidadaos sao ineligentes, trabalhadores e a grande maioria honesta. Shirley Walton

    1. Olá Shirley,
      Trabalhei na Standard Elétrica de 1979 a 1982, e só sai da empresa porque queria estudar e como viajava sempre era impossível, então tive que sair. Eu estava dando uma olhada neste blog para ver se encontrava alguma informação dos colegas para conseguir o ppp para minha aposentadoria, quando me deparei com esta informação sua a respeito do seu direito de aposentadoria negado pelo INSS. É um absurdo este INSS, vc tem direito sim e a referida lei não mudou nada para quem já tinha direito adquirido, ou seja já era contribuinte.
      Sugiro que procure um advogado, que seu caso é muito fácil de resolver.
      Att.
      Edson Melo

    1. ola, grande amigo Guarai Gulart, aqui quem direciona é o Antonio Piruinha, ainda está na cobra
      Computadores?, bem para os demais, trabalhei na SeSa, de 1968 ate 1985, ainda estou vivo graças a deus, quer mais contato comigo vide linkdin, Antonio Ricardo Travaglia. na Standard,
      trabalhei com os seguintes nomes como chefia,Jose Luis Mafra, Primo Roberto Barion, entre outros, ví a terezinha, trabalhou na qualidade, muita saudade daquele tempo, quem quiser contato meu e-mail Ricardo.Travaglia@asca.com.br valeu mesmo, abraços para todos.

  82. Gostaria muito de voltar ao passado, quando comecei na stardard em junho de 1968, meu chefe na epoca Juilzo alves perfeito, disse-me vai olhando as mulheres enquanto te arrumo um serviço, pegava as 6.00horas trabalhava no pentaconta, na area de planejamento depois fui trabalhar no pcp
    no navio, com Barion, epoca boa aquela, todas as sexta tinha baile no grese,meu contato está no e-mail acima.

  83. TRABALHEI FINAL DE 1969 A 1976 MUITAS AMIZADES
    A MINHA SEÇAO ERA TELEFONES E TRABALHAVA EM UMA SALA POR NOME DE BANHO DE OURO. TODO MATERIAL QUE IA PRA PROXIMA SALA FRIA ,PASSAVA POR MIM
    SAUDADES SAUDADES MUITA MESMO
    FELICIDADES A TODOS
    Ataides Oliveira

  84. gOSTARIA MUITO DE NOTICIAS DE vICTOR SUPERVISOR DO PENTACONTA,ESPOSO DE EDINA QUE TREBALHAVA NA QUALIDADE,E TAMBÉM DE WILSON DO NASCIMENTO SOBRINHO DE SR.vALDIR E jURANDIR ESSE ULTIMO ERA SUPERVISOR.PESSOAS QUE TRABALHARAM COMIGO.n.
    A STANDART ELECTRIC NOS ANOS 74 ATE 77

  85. Trabalhei de 1963 a +ou – 1990 na Engenharia de Transmissao..Engenharia Mecanica..Engegenharia de Produto,,em tds fui Densenhista Projetista Ewerton Souza Oliveira..Henrique Martinez…Oliverio Verissimo…alguns chefes que tive…Jose Orlando de Carvalho….Hugo Bueno Mendoza…Nadir Feitoza…Albertto…Wilson…Sebastiao Machado… desenhista amigos …Izanir Ribeiro…Grande amiga… tenho Face a 6 an0s..Watsap….Instagran mtenho muitois amigos ..mas so tyenho dois da antiga SESA..,..Grande Empresa…pena que tao roubada e destruida por certo diretores e os malditos politicos..mas vida segue , cada um com seus erros e acertos ..cada um com suas sentencas….Felicidades pra tds…

    1. Sou o filho do Jose Orlando de Carvalho, descobri essa página hoje. Meu pai, infelizmente, faleceu esse ano no dia 15 de maio de 2018.

    2. Trabalhei de 70 a 75 na diretoria e presidência. Mantive contato com varios amigos. Alguns reencontrei nos Estados Unidos e até na Nigéria onde trabalhei na Embaixada do Brasil. Revi Ronald Meyer. George Thompson, Hilde, secretaria do Mafra e tantos outros colegas. Foi uma época de ouro no Rio. Grandes empresas com milhares de empregados. Os gestores da Brasilinvest não tinham como vocação a gestão de grandes indústrias. Estou no Facebook. Sônia Schanzer. Será que alguém tem fotos das festas de Natal? Eram divertidas.

  86. Trabalhei na STANDARD ELÉCTRICA S/A, no ano de 1973. hoje procuro ter alguma informação a respeito da contribuição do FGTS para obter o tempo que trabalhei, para completar a minha aposentadoria,pois perdi toda a documentação da época, e não consigo .
    Peço que por favor me informe qualquer coisa a respeito como: numero da conta da caixa onde foi feito o deposito do FGTS( no meu PIS 10648771382 eu tenho a matricula 31508 ) a STANDARD ELECTRICA foi o meu primeiro emprego. Na época foi efetuada no banco SAFRA na Av. Rio Branco,isto também esta no cartão do PIS. Desde já agradeço qualquer informação meu tel:21 35658974 ou pelo e-mail acima.

  87. Trabalhei na STANDARD ELÉCTRICA S/A, no ano de 1973. hoje procuro ter alguma informação a respeito da contribuição do FGTS para obter o tempo que trabalhei, para completar a minha aposentadoria,pois perdi toda a documentação da época, e não cosigo obter informação meu tel:pelo e-mail acima.

    1. Sueli,
      Acredito que os arquivos da Standard Elétrica ficam com a emprêsa
      Alcatel-Lucent Rio de Janeiro
      Avenida das Américas, 700
      Terceiro Piso – Sala 321 Edifício Cittá Americas
      Barra da Tijuca
      Rio de Janeiro – RJ – CEP: 22640-100
      Brazil
      Tel + 55 21-2563-8200
      (dados em Maio 2015)
      E a ultima emprêsa que comprou a Standard Elétrica (em 1987).
      Pode se informar por ali.
      Truong Ba (funcionario de 1970 até 1980)

  88. Trabalhei no período de: 1975 à 1982, era uma mãe essa empresa, fiz grandes amigos, até os dias de hoje tenho contato com alguns, são eles:Bambino, Andrade, Marcos Pinho, o Lagame eu tive contato até o inicio do ano 2000.
    Não posso deixar de mencionar um grande profissional, na época gerente da contabilidade comercial: Joaquim Castro Filho, um grande abraço e muita saúde.

  89. Trabalhei no setor de Recrutamento e Seleção, junto com a Maria José. O Superintendente de Fabricação na época era o Sr. Raul Simões de Carvalho. No financeiro, Pio Baylon e Sérgio Teixeira Galm (falecido). Diretor de RH, Lauro Otávio de Almeida, Aldo Oziris.
    Me transferi mais tarde para o setor de Segurança, Coronel Jão José Barbosa.
    Trabalhei de 1972 a 1992, a melhor empresa em que atuei. Meu e.mail jwerneckgb@bol.com.br – Saudades deste tempo e das pessoas em que lá trabalharam.

  90. Esta sendo criada uma página no Facebook com o título: SESA RIO Telecomunicações Standard Eletric.Entrem, curtam, compartilhem e postem fotos. É UM MEIO DE REENCONTRARMOS AMIGOS QUE SE PERDERAM COM O TEMPO E MATARMOS SAUDADES. Espero por vcs. Atenciosamente. Maria

  91. Estou presidente da ASSOCIAÇÃO ASSISTENCIAL DOS MORADORES E AMIGOS DE VICENTE DE CARVALHO, e tenho orgulho de ser suburbano, o bairro de Vicente de Carvalho, que leva o nome de um poeta paulista VICENTE AUGUSTO DE CARVALHO, mas que tem a verdadeira familia de VICENTE DE CARVALHO DE OLIVEIRA, até hoje vivendo no bairro, sobre a Estanrd Eletric S/A, e necessario esclarecer que ela foi durante decadas a maior arrecadadora de imposto do antigo Estado da Guanabara, e chegou a ter cerca de 5.000 funcionarios moradores em todo o Estado do Rio de janeiro, foi a finaciadora da estatua de Belini exposta até hoje em frente ao Maraca
    nã, o bairro também inagurou com seu time de futebol o estadio do maracanã em um combinado entre Rio e SP, na verdade Vila da Penha, Vila Kosmos eram uma Vila em Vicente de Carvalho, pois o bairro abrangia uma imensa extenção de terra, so o Largo do Bicão na epoca já tinha esta denominação, mas os hoje bairros da Vila da Penha e Vila Kosmos eram uma vila em Vicente de Carvalho, mas histórias interessante entre em contato e adquira meu livro sobre a historia do bairro de Vicente de Carvalho e de graça.

  92. Amigos acessem a página no facebook SESA RIO STANDARD ELETRIC. Lá vcs irão encontrar postagens e antigos companheiros. Participem e divulguem Obrigada

  93. TRABALHEI NA SESA POR 5 ANOS E TENHO MUITA SAUDADE DA EMPRESA E DOS COLEGAS/AMIGOSÃRMANDO LUIZ MEDEIROS,NEY THIS,WILSON PEIXOTO,PAULO BOTELHO JUSTINO,JEAN PIERRE BERIBOS,MARIO ARONSON,DAVI ANONO,MIGUEL ISIDORO ARONSON,MICHELLE TORNATORE,ORLANDO ELIAS,SERGIO DOMINGUES DA SILVA,RAIMUNDO NONATO DE ALMEIDA,CARLOS MARIO DE ALMEIDA,WATSON ZIFF DE ARAUJO. SETOR DE INSTALAÇÃO DE RADIO/MULTIPLEX.(TRONCO OESTE)FRT. ABÇ A TODOS OS COMPANHEIRO DE SESA!!!!!!

  94. Meu avó tinha um restaurante(churrascaria Campanário) em frente a essa fábrica e até hoje ouço suas histórias.

  95. trabalhei na área de tecnologia de informação (T.I) de 1975 a 1,983 ,amigos da época,jose carlos correa,ernani,mariano,paulo correa,marli,nelson meiga,fidel Garcia(peruano),Marcelo,etc…não me lembro de muitos nomes.
    abraco a todos desta empresa.

  96. Trabalhei la no ano de 1989 e agora fui procurar meu registro no FGTS e não encontrei alguem sabe me informar onde posso recorrer ? E se tiver um face de ex funcionarios eu gostaria de participar

    1. infelizmente isso é uma incognita, tbm estou na mesma situaçao, na caixa nao consta nada e no bradesco ja me estressei e nao consegui nada.

  97. não achei o registro da firma no meu FGTS, trabalhei no ano de 1989 alguem sabe onde posso recorrer, e caso tenha o face dos ex funcionarios gostaria de participar.

  98. Está fábrica foi meu primeiro emprego fui aluno contista do senai e estagiei também lá me lembro bem das festa de fim de ano dos sorteio da área do penta conta. Meu tio foi encarregado geral da ferramentaria e manutenção por vaios anos Wosvaldo Ferreira Dias.

  99. Trabalhei a 1986,fui funcionaria do dario matei. Manolo, marvio, José pereira, paulo cesar, e tambem nilton parafita. Como foi bom trabalhar ai. Tenho saudades desse tempos. Deve ter morrido muito ja. A stard foi a melhor firma que trabalhei. Tempo que nai volta mais

  100. trabalhei de 1967 1 1969, estou tetando me aposentar e não consegui mesmo tendo o ppp e xerox do contrato de trabalho que peguei na alcatel, mas agora não consigo localizar a alcatel pois o inps quer xerox autenticada

  101. A história da Indústria Nacional é bem essa….Pelo final dos anos 80 e início de 1990 muitas fecharam as portas. Culpa de quem? Isso é uma questão que envolve não só um mas inúmero fatores contribuintes. Posso enunciar alguns: 1) Perda do poder de compra do brasileiro decorrente da situação econômica do país; 2) Abertura de mercado abrupta trazendo a concorrência imediata de produtos do exterior; 3) Abertura da zona Franca de Manaus trazendo a concorrência “interna” com inúmeras empresas já instaladas em SP e RJ- Já que empresas de fora se beneficiaram com essa isenção ( CCE – Mitsubish etc); 3) Incapacidade da própria indústria Nacional se adaptar as novas tecnologias, tendências de mercado e condições…. Obviamente isso repercutiu e repercute negativamente na geração de empregos no mercado interno, gerando demanda somente lá fora: a saber mercados emergentes como China, Taiwan, ìndia e até Africa do Sul….Nessa conta nós como consumidores temos produtos mais em conta, muitos de baixa qualidade…mas como empreendedores ou como empregados e empregadores temos uma hércúlea tarefa para tentar reverter isso!

  102. Trabalhei no Penta-conta setores quadro reles e bobinas. galpão 9000
    Sou da época Ribeiro, Marion etc Marcelino (meu Pai) galpão 4000 engenharia.
    hj quando vou ao Carioca Shopping, sempre volto ao passado das lembranças boas que ali formei, aprendi e fui valorizado profissionalmente e humanas. Standart Electric é sinônimo de benção em vida de milhares de familias que ali alicerçaram prosperidades e alegrias.
    Uma grande fábrica!!
    João Batista

  103. Todos os documento da Standar eletrica, Nexans ( Antiga Ficap) , bairro Pavuna proximo a favela da Ficap, rapaz responsavel e Sheton Segurança do trabalho tel. 989242218.

  104. Ex – funcionario Standard eletrica, que estão precisando e documento para
    aposentadoria Documentos estão Nexans ( Antiga Ficap) , bairro Pavuna proximo a favela da Ficap, rapaz responsavel e Sheton Segurança do trabalho tel. 989242218. UM grande abraço para todos Trabalhei muitos anos no controle de qualidade , sou sobrinho Do Roberto supervisor do controle qualidade , sobrinho do Rubinho (Navio) Filho do Rene C.Q.

  105. Olá pessoal! Trabalhei como escriturária de Aldo Isiris e mais tarde substitui Marlene Mattos como secretaria do Sr. Henri João Schaeffer. Me recordo de alguns nomes que foram citados aqui: Pimentel, Nourival, Lea Grinberg, Vera.
    Tambem estou precisando de comprovantes para efeito de aposentadoria. Vi seu comentário, Reinaldo, posso ligar para este celular que vc colocou?
    abraços em todos.

  106. Eu trabalhei na Standard em 1971.
    Só que eu perdi a minha carteira de trabalho e não consigo comprovar diante do INSS.
    Alguém sabe me informar onde encontro registro de trabalhos da Standard?

  107. alessandra bom dia . um grupo de pessoas que trabalharam com seu pai vao se reunir agora dia 8 de junho de 2019 . o endereco . rua cabo herculano 93, vila da penha. as 12 hs. compareca

  108. Trabalhei de 1977 a 1988 quando ela fechou, foi trabalhar em São Paulo em 1987 na Nec do Brasil na época era concorrentes trabalhei até 2001 quando ela encerrou suas atividades no Brasil

  109. fui estagiario de engenharia na fabrica em 1968, setor de treinamento, o chefe era o sr La Rocca, em 1969 trabalhei no setor de vendas na av rio branco 123, com o parola, waldemar mehl,

    1. Bom dia, professor.
      O senhor não se lembrará de mim, mas fui seu aluno na UFF há 25 anos. O senhor nos levava para visitas a estações da TELERJ e, salvo engano, ao Centro de Pesquisas da Marinha. Bons tempos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 5 + 7 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...