Hoje em uma imagem de Malta de 1911 vemos um lugar que não existe mais, o Largo de São Domingos, com sua pequena igreja e “hospício”.
A foto mostra a área já urbanizada pela Adm. Passos como já mostramos no site há alguns anos ( http://www.rioquepassou.com.br/2004/03/10/1558/ e http://www.rioquepassou.com.br/2004/03/16/1581/ ) onde com a abertura da Av. Passos e retificação da velha Rua da Imperatriz o velho largo foi inserido em um novo urbanismo entre 3 vias da cidade a já citada Av. Passos e as Ruas do Gal. Câmara e de São Pedro. Vemos características marcantes da urbanoização de Passos a arborização, farta com oitis, e a iluminação pública, ainda com combustores a gás, dois elementos que faltavam à velha cidade colonial.
Pelos trilhos do bonde e a posição da igreja, nosso fotógrafo estava de costas para um dos imóveis da Av. Passos, no quarteirão entre as Ruas de S. Pedro e G. Câmara, os sobrados que vemos ao fundo na esquerda da imagem pertenciam a Rua do Gal. Câmara. A região ficou desta maneira com pequenas modificações como a troca do pavimento por asfalto e da iluminação pública por eletricidade até o início dos anos 40, quando tudo o que vemos foi destruído para a passagem da Av. Pres. Vargas, uma das vias mais feias da cidade. Possivelmente os sobrados que vemos na esquerda da foto ainda permaneceram por mais alguns anos, decadentes para posteriormente serem demolidos, criando uma das inúmeras cicratizes urbanas de terrenos abandonados que existem nesse trecho da avenida, embora possam estar no local do prédio hoje ocupado pelo DETRAN.