A Praia do Leme, Revista da Semana

domingo-no-leme

Esse recorte da revista da Semana demonstra muito mais a movimentação no entorno do Bar da Brahma que propriamente a praia.
Com a abertura do Túnel Novo e o estabelecimento da linha de bondes até a Praça do Vigia e a construção de um Restaurant, pela Light, arrendado pela Brahma começou a ser de bom tom frequentar as terraces do Leme.
Anúncios em várias publicaões, inclusive no Jornal O Copacabana convidavam todos a comparecer ao local, onde havima sempre festividades e eventos como esses:
HOJE NO LEME!!!! Das quatro da tarde às 10 da noite grande pescaria de arrastão em canoa, caça ao tesouro, banho em moringas, corridas diversas duelo original e pau de sebo. Edição de 05 de Julho de 1908
ANIMAÇÃO NO LEME – COM AS CONDIÇÕES METEREOLÓGICAS BOAS HAVERÁ BATALHA DE CONFETE E TIROS DE PISTOLA AUX FLAMBEAUX.  Edição de 19 de Julho de 1908
E vendo as fotos tudo leva a crer que essas imagens podem ter sido tiradas em um desses eventos, pois a Av. Atlântica, mesmo em sua primeira versão de 6 metros ainda não havia sido realizada, os bancos estão na frente do bar em um chão de terra batida.
Além desses eventos, o restaurant era palco de diversas homenagens, almoços, lanches, drink´s às autoridades ou pessoas importantes que visitavam o bairro. E seu funcionamentoi noturno atraia à noite a juventude dourada, de automóvel que partia em corridas do Leme até Villa Ypanema em grande arruaça perturbando os moradores. Tudo isso no início do séc XX.
Imagens de Malta mostram o bar se espalhando pelas areias com mesas e cadeiras e também a existência de rinq de patinação tão bem fotografado pelo bisavô do Roberto Tumminelli.
Essas imagens do recorte sintetizam o que acontecia no local no alvorecer do séc XX.
 
Agradecemos ao Carlos Ponce de Leon de Paiva o envio do recorte

7 comentários em “A Praia do Leme, Revista da Semana”

  1. Belo Registro!
    André, pelo visto jovem é jovem em qualquer época! rsrs
    “à noite a juventude dourada, de automóvel que partia em corridas do Leme até Villa Ypanema em grande arruaça perturbando os moradores”
    será que essa passagem: “Imagens de Malta mostram o bar se espalhando pelas areias com mesas e cadeiras”, foi o início das barracas de vendedores nas praias?
    abraços

  2. Registro muito interessante. Quanta formalidade para frequentar um evento na beira da praia.
    Como tudo mudou.
    Vendo estas fotos ficou pensando como meu avô, com quem por tanto tempo convivi, vivenciou tudo isso pois morava em Copacabana desde 1889.

  3. Revista da Semana !!! Foi meu primeiro contato com as coisas do Rio Antigo, pois trabalhava em um lugar que tinha a coleção de todas as Revistas da Semana, e eu ficava me deliciando lendo as reportagens da época e vendo as fotografias, que eram muitas ! Parece que naquela época eles tinham prazer em fotografar tudo que acontecia ! Assim surgiu meu interesse, que perdura até agora, pelos fatos&fotos do Rio Antigo , interesse que este site do André ajuda a perpetuar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 10 + 9 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...