Rua Siqueira Campos junção com a praça projetada e prolongamento da R. Figueiredo Magalhães


No início do mês, na nossa Pegadinha mencionei o caos urbanístico e a precariedade do arruamento, nossa foto de hoje mostra isso. O fino canteiro com esquálidas árvores era para ser uma praça, a Praça Projetada que por anos constou nos PAs de Copacabana que seria anexa a já construída Vereador Rocha Leão, de formato ameboide, passando por oval e chegando por fim ao triangular. Isso até a duplicação do Túnel Velho, quando  foi unificada com a Vereador Rocha Leão.
O fundo vemos os edifícios Maranguape e Piancó, projetos irmãos e na escola modernista dos Irmãos Roberto, composto por apartamentos duple, como vários outros edifícios realizados pelos arquitetos como forma de baratear a construção, num dos seus ítens mais caros à época, os elevadores, que totalmente eletromecânicos encareciam exponencialmente quando acima de 5 paradas, algo que não acontecia nesses edifícios.
Após eles a sequencia de terrenos vazios, tomados de capim, monturos de terra e varais usados pelas lavadeiras, no meio dos terrenos vemos um veículo muito interessante, misto de jardineira e carroção. O fundo da imagem é tomado por edifícios do lado impar da Rua Tonelero, como o Manchester, típico balança construído pela Construtora Corcovado, na esquina com a Santa Clara, o edifício que vemos em construção ao fundo é o de número 200 da Santa Clara o o mais velho deles, identificado pela cor mais escura é do 246, construído em 1942 com sua “garagem anti-aérea”.
Os prédios baixos são todos da Rua Décio Vilares e quase todos estão ainda de pé, exceto ao colocado no Piancó, que condenado pelas obras de duplicação do Túnel Velho foi ao chão em 1986, pois corria risco de desabamento.
Vemos também o velho prédio de número 247 da Rua Siqueira Campos, que por décadas resistiu a expropriação para o alargamento da rua, e que talvez tenha sido um dos motivos da duplicação do túnel em galerias sobrepostas.
 
Piancó Maranguape

7 comentários em “Rua Siqueira Campos junção com a praça projetada e prolongamento da R. Figueiredo Magalhães”

  1. Se não me engano meu irmão morou no Maranguape. Cada apartamento tem um quartinho no térreo ou subsolo, não sei ao certo, ele usava como depósito. Na quadra da praia da República do Peru existe um prédio com apartamentos duplex, possivelmente construído com esse objetivo de economia, que desconhecia. Estudei na escola Pedro Álvares Cabral, que fica atrás desse prédio. As janelas de algumas salas de aula ficam coladas a um resto da pedra do Inhangá.

      1. Não sei de que data o senhor está falando. Meu irmão provavelmente morou lá próximo de 2000, e estudei na escola citada nos anos 1960,

  2. Aquela região Túnel velho nunca foi “nobre”. Até hoje os imóveis, o arruamento, a frequência, e a atividade econômica deixam a desejar. Oficinas mecânicas, carros mal estacionados, e até mesmo o Shopping é precário. Nem as instalações do 5° Juizado Especial Cível, que poderiam dar “um quê” de refinamento para o local e seu entorno, foram suficientes para impedir o funcionamento presença de um bingo clandestino no térreo do daquele Shopping no ano passado. Aliás, na parte alta da Siqueira Campos, a cerca de 20 metros da boca do túnel do lado direito, funcionava também uma casa de jogo, igual a muitas outras de Copacabana. A presença das da favela da Ladeira dos Tabajaras deve contribuir para o depauperamento do lugar. Quanto à foto, não conheci a Siqueira Campos nesse tempo. Mas lembro bastante dali na época dos Trolley-Bus, já que em 1965 eu ia com minha mãe quase diariamente de Botafogo à Copacabana “via túnel Velho”.

  3. Quem seria Shelves Shalim escrito no muro com a data de 02/12/1961?
    Interessante o assim chamado jardineira e carroção. Bem antigo mesmo.
    E viva os edifícios!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 8 + 4 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...