Baile do Clube Sírio-Libanês 1972 – Briga de Cadeiras


 
Nosso post de hoje é uma homenagem ao atual Carnaval, que emporcalha e sitia a cidade, feito para favorecer uma mega empresa de bebidas e frequentado por gente que não gosta de carnaval. Se espalhar por aí que na Antártida se você abraçar pinguim vai pegar gente, ficar doidão e poder tocar um zaralho vai todo mundo para lá!!
 
Bons tempos que esse tipo de baixaria se dava atrás de espaços fechados, deixando o resto da cidade respirar.

7 comentários em “Baile do Clube Sírio-Libanês 1972 – Briga de Cadeiras”

  1. Boa tarde e Feliz Carnaval a todos.
    Carnaval é, talvez para mim, a festa mais bonita que há.
    Não sou o mais apropriado para falar sobre o tema, porém, acredito de que o velho Carnaval como dos dias dessa foto, já acabaram faz tempo.
    Depois que criaram coisas como o tal do bloco da Preta Gil, e outras coisinhas mais, os velhos blocos como o Escravos da Mauá, dentre outros, perderam de seu esplendor perante o grande público, principalmente o jovem e o de fora do RJ.
    Infelizmente o Carnaval sempre foi considerado uma festa problema como esses acontecimentos da foto, fruto de uma série de coisa, inclusive bebedeira.
    Agora, se em 1972 já dava problema, em plena época do Governo Militar e numa época em que não se bebia uma terça parte do que se bebe hoje, imagina o desse ano como será.
    É torcer para que tudo ocorra na santa paz, embora saiba de que infelizmente não será assim.

  2. As brigas em bailes de carnaval eram frequentes. No Club Municipal na Tijuca, o caminhão do Choque de P.M ficava estacionado durante o período em que o baile acontecia. A violência era bem menor naquele tempo, as leis eram mais severas, e eram efetivamente aplicadas, sem contar que o consumo de drogas era menor. Mas tem gente que não pode nem ouvir falar daqueles tempos mais tranquilos, seja por desconhecimento, seja por “influência de terceiros”, seja por não ter vivido naquele tempo, seja por convicções políticas, seja por ser comunista, ou mesmo todos os motivos ora apresentados.

  3. Ah………… Eu adoro o carnaval!!!!!! Dá um prazer danado ver até onde o ser humano pode chegar. As pessoas bebendo, se drogando, fazendo suas necessidades no meio da ria. O cheiro inebriante de urina com suor. Uma delícia esta manifestação do povo brasileiro mostrando a sua essência.
    Ontem à noite, no Leblon, vi estas cenas, mas fiquei triste por um pequeno poste e uma cesta de lixo, que foram arrancados. Mas também para que uma cesta de lixo?

  4. Nessa época era comum o “Sabe com quem está falando?”. O problema piorava quando eram dois fazendo essa mesma pergunta. Aí as cadeiras voavam…

  5. O que mas curti foi a cadeira da madeira estilo de escolas primárias de idos tempos. Hoje em dia seria tudo daquele plástico molenga branco, não seria a mesma coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 4 + 2 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...