Maracanã e Maracananzinho, início dos anos 70

Nossa foto de hoje mostra uma pequena parcial do Maracanzinho e do Maracanã, nos tempos de SUDEG ADEG, com os dois equipamentos esportivos ostentando o aspecto após as reformas efeturadas no Governo Carlos Lacerda onde muitos detalhes do estádio, inconcluso desde sua “inauguração” em 1950 foram finalmente terminados, como o revestimento externo em pastilhas, ajardinamento das áreas internas, alguns dos banheiros etc….
Vale lembrar que o complexo nunca foi executado como foi projetado como podemos observar já em dois posts ainda nos tempos do fotolog em 2004 ( http://www.rioquepassou.com.br/2004/04/18/maquete-do-maracana/ ) por inúmeros motivos, mas certamente tendo com o primordial a endêmica descontinuidade administrativa, tão presente em nossos políticos.
Foi com Lacerda que o estádio ganhou a sua cromática clássica, o azul emoldurando o verde, graças ao uso de pastilhas azuis por de cima do concreto que permanecia nú, 12 anos depois do estádio “pronto”. Todos os anos de inconclusão como de mal tratos ( de torcedores a governantes) produzem nos dias de hoje uma estrtura doente, que com a desculpa do “maior do mundo” vem sendo perdidamente reformada, enriquecendo muita gente.
Apesar da mítica do estádio, ele tem inúmeros erros de concepção, mesmo para sua épóca, como a enormidade de espaços perdidos, que se somam a problemas de conservação e de adequaçãos às modernas arenas.
Nos últimos 15 anos o que se gatou o que se gasta no estádio era para ter erguido pelo menos uma arena de última geração, a nivel europeu, que se bem conservada e corretamente concluída poderia durar mais que o velho estádio. Mas se gastam tubos em algo que nunca mais será 100% moderno.
Pela posição central defendo a demolição do estádio ( Wembley, Rose-Bowl, Dallas Dome foram demolidos não obstante o que representavam) com a construção de um novo complexo que manteria a forma básica do velho Maracanã como uma tradição. Ou então a escolha de outro lugar, bem servido de metrô e trens para a construção de um novo e enorme estádio, ficando o Maraca como um velho ícone de uma era passada, abrigando jogos internos e tendo sua função de museu aumentada.
Estamos com sérios problemas de spam e a forma de se comentar será radicalmente alterada, possivelmente passaremos a usar um “autenticador de comentários”, algo que nunca gostei, mas com o site está cada vez se difundindo mais, será necessário. Peço um pouco de paciência se seu comentário não for publicado de forma imediata, mas o anti-spam simplesmente devido ao bombardeio ficou inclemente e está bloqueando praticamente tudo. Em breve a solução será posta em prática

27 comentários em “Maracanã e Maracananzinho, início dos anos 70”

  1. André,
    Ótimo o texto como sempre!
    Posso te dar uma sugestão?
    Não sei é do site, mas sempre que você coloca um link e eu clico nele, não abre outra página.
    Tem como mudar isso?
    abraços

  2. Prezado Andre.
    No Pan-Americano, o Maracanãninho sofreu uma reforma que se não digo radical, mas o colocou dentro dos padrões Olímpicos.
    Implantou-se entre outros melhoramentos, o sistema de ar condicionado central e que não sei se depois dessa época o poder público o conservou para sediar outros eventos.
    Gigantescas máquinas(super leves) estão instaladas sobre a abobada da cobertura em nichos existentes no seu circulo. Os condutos de ar foram feitos em fibra de vidro rígida aluminizada que serve tanto para distribuição do ar climatizado no interior do estádio, como também elementos para atenuar o grande problema no local que é a reverberação do som.
    Espero que para essa nova empreitada que são as Olimpíadas não tenham que demolir e construir um novo Maracanãzinho como se está fazendo com o quase setentão Maracanã.
    Obs: Concordo com vc.quanto aos gastos.

  3. Quando o Havelange numa entrevista falou que o Maracanã de-
    veria ser demolido e no local construido um outro estadio, dis-
    seram que ele estava velho, senil. O americano que sabe o que
    o dinheiro representa demoliu como disse o Andre velhos está-
    dios e ergueu novos muito mais eficazes , para obter mais lucro
    e conforto para os torcedores.Mas agora não adianta mais o
    tempo passou e vamos ficar com o velho estádio restaurado sa-
    be-se la como.Devería ser demolido sim e erguido outro na
    Barra da Tijuca menor e mais moderno.

  4. O Maracanã me lembra aquela velha piada do José de Vasconcellos. Durante uma partida de futebol, o sistema de som do estádio chama:
    – Atenção, proprietário do carro chapa 2-39-84. Atenção, proprietário do carro chapa 2-39-84. SUA MÃE MORREU!

  5. O que tem sido feito é uma sequencia de assaltos aos cofres púiblicos. Gostaria que fosse mantida a estrutura externa, pela tradição, e que fosse feita uma reforma completa no interior.
    O Maracanã não é um bom estádio para o públoco que fica muito longe do campo. Pelo tamanho, a atual cpacidade é muito pequena.
    Comentei as gastanças de Garotinhos e Garotinhas aproveitando fotos particulares do estádio inacabado que acredito sejam da inauguração:
    http://cariocadorio.wordpress.com/2009/11/11/o-estadio-municipal/

  6. Acho que o meu comentário não foi postado. Vou tentar de novo.
    Concordo com a necessidade de uma obra definitiva. Acho que a arquitetura extena deve ser preservada. Parece que assim srá feito na obra para a Copa. Só espero que não haja outra reforma para as Olimpíadas.
    As gastanças nos governos Garotinho e Garotinha forma um absurdo.
    A inauguaração foi feita com a obra em construção como pode ser visto nestas fotos particulares no post abaixo:
    http://cariocadorio.wordpress.com/2009/11/11/o-estadio-municipal/

  7. Salvo a estrutura que mantém o anel e sua parte externa, a impressão que se tem é que realmente o Maracanã já foi demolido!

  8. Os puxa-sacos do Cabral dizem que a reforma vai restaurar o “projeto original” e, para isso, vão retirar as pastilhas azuis da época do Lacerda. Só sei que, da última vez que passei em frente, foi possível ver através da “casca” do estádio, o que era impensável das outras vezes. E pensar que depois da Copa, tem a Olimpíada (mais obras à vista).

  9. A ESPN é uma das unicas emissoras de tv paga que faz critica
    contra eses abusos dos governantes, a rede Globo paga , nem
    toca no assunto e quando o faz fica em cima do muro. Mas o
    Maracanã não é o único caso . Em São Paulo vocês devem sa-
    ber vão construir um estádio só pro Corinthians,dizem que se-
    rá construido pela iniciativa privada , dá pra acreditar.

  10. Também o pessoal dos canais ESPN está temerário pelo o uso de dinheiro público no futuro Itaquerão, mas, é papo em outros lugares.

  11. O Maracanã por essência é um grande projeto de engenharia já feito. É uma pena não terem permanecido com o seu projeto original, e acho difícil retornar a ele. Mas concerteza é de tira o fôlego olhar para ele.

  12. Eu ainda acredito em reforma. Ou melhor, acreditava, já que depois da demolição mantendo uma parte pequena que nem permite modernização não se trata mais de reforma. Mesmo assim, todos os problemas da reforma seguem. E os custos astronômicos da reforma são vergonhosos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 14 + 7 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...