Nossa foto de hoje, da primeira metade dos anos 50 mostra uma interessante vista aérea de um bom naco da Z. Sul e que trás detalhes bem interessantes.
Na imagem vemos praticamente todo o Humaitá, partes da Lagoa, notadamente a região da Fonte da Saudade, um trecho de Botafogo e os fundos do Posto III e IV em Copacabana, apesar do tecido urbano estar praticamente consolidado, com grande parte das vias existentes, prédios de apartamentos e aterros é notável a ausência ou a presença de itens diferentes de hoje.
Em primeiro lugar salta os olhos a grande favela da Macedo Sobrinho que galgava as encostas do Morro da Saudade, como a ausência de qualquer barraco no topo da Vitória Régia bem como na vertente de Botafogo do Morro de São João. Ou seja, o que se removeu no final dos anos 60, voltou pelo populismo dos anos 80 em outros lugares.
A fot na sua parte inferior direita também mostra o urbanismo consolidado da Praça da Piaçava construída nos anos 30 como conclusão dos aterros que criaram boa parte do Jardim Botânico e Fonte da Saudade, vemos a distrubuição bem lógica das pistas entre as Ruas Humaitá, Jardim Botânico e Avenidas Borges de Medeiros e Epitácio Pessoa, distribuição esta perdida com a construção do sistema de viadutos do Túnel Rebouças.
A região do Humaitá, apesar de ser bem horizontal já contava com prédios de apartamentos bem altos, quem messe trecho acompanhavam o eixo da via principal. Já na região da Fonte da Saudade só havia construções baixas dando uma proporção considerável a hoje achatada rua Fonte da Saudade, mais ao longe a região da Praia Funda mostrava o início de seu processo de verticalização junto a nova Av. Henrique Dodsworth.
Já Copacabana apesar de contar com a massa de prédios tão caracterísitica, possuia longe da orla muitos intervalos entre os prédios, notadamente acima do eixo da Rua Barata Ribeiro e também um grande vazio junto ao Bairro Peixoto, englobando toda a área entre as Ruas Tonelero, Décio Vilares, Siqueira Campos e Henrique Oswald, onde em breve surgiria o prolongamento da Rua Figueiredo Magalhães, e as Ruas Ministro Alfredo Valadão ( arruada parciamente como um pedaço da Travessa Sta. Margarida) e Joseph Boch, além do feioso e impactante conjunto do Shopping Center Cidade de Copacabana do qual já mostramos o prospecto ( http://www.rioquepassou.com.br/2006/02/07/vendendo-o-shopping-da-rua-siqueira-campos-1961/ )