Geraldinos e Arquibaldos

Ontem tivemos o maior público do Brasileirão 2008, 67 mil presentes, sendo 63.000 pagantes aproximadamentes, ou seja, casa cheia no Maracanâ num dos clássicos carioca de maior rivalidade.
Se hoje tal público representa uma Maracanã lotado, nos anos  70, 80 e até mesmo no início dos 90 isso era um público mediano  do estádio.
Um clássico desses nessa época, com a atual boa fase do Flamengo atrairia certamente mais de 100 mil pessoas, o que é hoje impossível fisicamemente.
Com a colocação das cadeiras e a extinção da geral a capacidade do estádio foi drasticamente diminuída, nem parece que já se colocou nele mais de 200 mil pessoas,  em total desconforto, é lógico.
Nossa foto mostra um lotado jogo da seleção brasileira no início dos anos 80, torcedores misturados, e figúras típicas, um com um rádio, outro com a camisa do Flamengo, os que querem aparecer de qualquer jeito, os dependurados fora dos guarda-corpo e perdido na multidão um vendedor de capacete amarelo, certamente da Kibon

11 comentários em “Geraldinos e Arquibaldos”

  1. Para mim o jogo mais problemático foi o Fla x Flu decisivo de 1963. Nunca tive tanta dificuldade de me acomodar na arquibancada.
    O mais perigoso foi a decisão do Carioca de 1966, quando a torcida do Flamengo contagiada pela briga no campo criou momentos de pânico pelas arquibancadas, com todos correndo para todos os lados.
    No Brasil e Paraguai de 1969, o de maior público no estádio, estava nas cadeiras.
    As decisões do Brasileiros de 1980, 1982 e 1983 foram também de grandes públicos, bem como a final do Carioca de 1981.
    Momentos inesquecíveis!

    1. Estive presente nos três jogos da decisão do Carioca de 1981. No último, cheguei atrasado, e mesmo tendo ingresso para a arquibancada, nela já não cabia ninguém. Diante disso, para evitar tumulto, a administração do estádio liberou a entrada dos “retardatários” para a geral. Foi de lá que vi o jogo. Se não me engano, 186.000 pagantes neste dia, fora os “convidados”. Como recordação, tenho até hoje minha faixa de “Campeão Carioca de 1981”, devidamente autografada por Zico, Nunes, Figueiredo, Mozer, Cantarelli, Leandro, Marinho, Vitor, Peu (alguém lembra dele?), e até Manguito, he, he!

  2. Deduzo que o ilustre esculapio Dr. D’ nao compareceu `a decisao do campeonato brasileiro de 1992, quando um alambrado da arquibancada despencou, no lado da torcida do Flamengo, e junto com ele (o alambrado, nao o Flamengo), varios torcedores cairam nas cadeiras, resultando em mortes e ferimentos. Foi o pior acidente da historia do Maracana.

    1. Por acaso neste dia foi a última vez que entrei no Maracanã para assistir a um jogo.
      Acho que os ingressos hoje estão muito caros, o povão da geral não frequenta mais o estádio.

    2. Eu estava presente nesse dia! Por sorte, estava nas tribunas! Mas lembro mt bem, apesar de so ter 6 anos na epoca, qnd a confusao se instalou e um helicoptero pousou em campo!
      Uma pena o acidente, e eh por essa e por outras q um publico gigante como os de outrora nao pode se repetir. A seguranca vem em primeiro lugar. Tb acho q mesmo se houvesse a possibilidade, nao veriamos mais o maraca tao cheio como antigamente. Agora ta todo mundo com medo… Eu tenho orgulho de frequentar o maior do mundo o maximo que posso!
      O fatidico acidente tb nao tirou o brilho do titulo do FLA!!
      E 2008 eh o mengao rumo ao HEXA!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 5 + 8 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...