Praia de Botafogo

Nessa foto possivelmente do final dos anos 60 podemos observar as areias da artifical Praia de Botafogo chegando aonde hoje só há água e arrocamento.
A praia feita no governo Lacerda, por aterro hidráulico vinha a preencher uma revindicação de alguns moradores de Botafogo, que queriam uma praia num dos lugares mais poluídos da Baia da Guanabara, desde tempos remotos, onde a cidade não gerava nem um centésimo da carga de resíduos de hoje. Há anotações desde o séc. XIX da putrefação das águas no local devido a falta de correntes marítimas. Que fazia da enseada um ótimo porto, como os barcos do Iatch Club comprovam até hoje.
Tanto que, diversos planos abordaram a solução de maneiras diferentes, desde o aterro total da enseada, passando pela abertura de canais de renovação via praia vermelha, no Plano Agache até a construção de um parque e uma via de trens expressos, isso por volta de 1908.
Curiosamente na época que Lacerda construiu a praia, a enseada vivia uma de suas fases de maior poluição, eram recorrentes os despejos de esgoto pela velha elevatória da City junto a Av. Pasteur, isso por que só poucos anos antes que se levou o extravasador da Z. Sul não oceânica para o costão do Pão de Açúcar, tavez acreditava-se que com o emissário submarino, que estava começando a ser construído, a situação iria se resolver.
Mesmo com o pequeno efeito das correntes a praia sofreu modificações ao longo desses mais de 40 anos, sendo o mais notado o fim da faixa de areia que ficava junto ao arrocamento no início do  Aterro, no trecho do Morro da Viúva, faixa de areia essa que vemos na nossa imagem de hoje.
Há alguns anos devido ao perigo de desabamento e também da invasão da água do mar nas pistas e calçadas nas raras ressacas que atingem o local a prefeiura começou os trabahos de aterro hidraúlico para repor a faixa de areia no local. Mas uma ação movida pela Associação de Moradores de Botafogo junto ao MP obstou os trabalhos sob a alegação que o enseada é tombada. O resultado é que cada ano a erosão no local aumenta, já tendo ocorrido desabamentos da calçada junto a ciclovia e por desconhecimento não só dos moradores, como dos promotores bem como da ineficiencia da prefeitura em provar com images que ali existia areia e a praia é artificial acidentes poderão ocrrer em próximas ressacas

15 comentários em “Praia de Botafogo”

  1. O Conde queria acabar com a praia e fazer ali um gramadão/calçadão para eventos. A alegação dele era justamente que a praia era artificial e que sua construção já havia sido uma intervenção na enseada.

    1. Acho que ela seria mais útil como gramadão e área de lazer, mesmo nos melhores sonhos de uma baia 90% limpa ali seria um dos piores lugares para se banhar, tendo outros que teriam condições muito melhores de mar como a Praia Vermelha, que mesno atualmente tem seus dias de água limpa, a do Flamengo ea da Urca.

  2. A aparência de imundicie desta praia é permanente. Apesar da beleza da paisagem, não tenho coragem nem de pôr os pés na areia. Lamentavelmente a praia do Flamengo não fica muito atrás.

  3. Acho que a imagem é mais antiga, fim dos anos 50 talvez. Não havia o viaduto e o Ed. Coral estava em construção. Talvez esse trecho de areia tenha sido engolido pela construção das pistas do Flamengo.

    1. A praia nunca existiu antes do Lacerda, talvez só no séc XVIII e início do XIX, os seus últimos vestígios desapareceram com Passos, e a na foz do Rio Berquó o bolsão de areia sumiu com a construção da piscina do Guanabara e a Park-Way do Pasmado

  4. Impressionante como ningéum vai para esta praia, só serve para pelada e eventos musicais. Acredite se quiser, fui outro dia, ví água incrivelmente limpa, havia até uns pequenos peixes !!!

  5. Rouen
    Já tinha bebido quantas doses qdo viu peixes? ))
    Márcio
    Acho que pela primeira vez discordarei de vc, a praia do Flamengo não é mais limpa? Não tem o óleo e derivados das embarcações de Botafogo, até porque vemos infinitamente mais banhistas na do Flamengo.

    1. Evelyn, pra ver os peixes vc. precisa ir até a água! D epreferência num dia em que ela esteja clara. Mas, acredite, eles existem. Caminho (com menor frenquencia do gostaria) por ali e posso assegurar que a sujeira que vem da água é bem maior que a deixada na areia pelos “banhistas”. Tanto que a “imundície”, dita por um de vocês, é quase restrita à baira da água. Noutro dia li num jornal que a areia da Praia de Botafogo não era das mais poluídas (embora não se possa dizer o mesmo da água). Não tenho visto há algum tempo, mas a Comlurb costumava limpar a areia com caminhões especiais. Tenho fotos de diversas épocas que mostram a água transpartente! E a classificação de “própria ou impróia” ao banho todas as praias da Zona Sul recebem eventualmente. O que precisa ali é despoluir a baía!

  6. Lembro-me que nadei nessa praia no início dos anos 80, e tinha muitas crianças nessa época, frequentei do
    Aterro do Flamengo, e era bem cheio, mas hoje só admiração mesmo, imaginem daqui à 20,30,40 anos, como será?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 3 + 12 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...