Nessa foto possivelmente do final dos anos 60 podemos observar as areias da artifical Praia de Botafogo chegando aonde hoje só há água e arrocamento.
A praia feita no governo Lacerda, por aterro hidráulico vinha a preencher uma revindicação de alguns moradores de Botafogo, que queriam uma praia num dos lugares mais poluídos da Baia da Guanabara, desde tempos remotos, onde a cidade não gerava nem um centésimo da carga de resíduos de hoje. Há anotações desde o séc. XIX da putrefação das águas no local devido a falta de correntes marítimas. Que fazia da enseada um ótimo porto, como os barcos do Iatch Club comprovam até hoje.
Tanto que, diversos planos abordaram a solução de maneiras diferentes, desde o aterro total da enseada, passando pela abertura de canais de renovação via praia vermelha, no Plano Agache até a construção de um parque e uma via de trens expressos, isso por volta de 1908.
Curiosamente na época que Lacerda construiu a praia, a enseada vivia uma de suas fases de maior poluição, eram recorrentes os despejos de esgoto pela velha elevatória da City junto a Av. Pasteur, isso por que só poucos anos antes que se levou o extravasador da Z. Sul não oceânica para o costão do Pão de Açúcar, tavez acreditava-se que com o emissário submarino, que estava começando a ser construído, a situação iria se resolver.
Mesmo com o pequeno efeito das correntes a praia sofreu modificações ao longo desses mais de 40 anos, sendo o mais notado o fim da faixa de areia que ficava junto ao arrocamento no início do  Aterro, no trecho do Morro da Viúva, faixa de areia essa que vemos na nossa imagem de hoje.
Há alguns anos devido ao perigo de desabamento e também da invasão da água do mar nas pistas e calçadas nas raras ressacas que atingem o local a prefeiura começou os trabahos de aterro hidraúlico para repor a faixa de areia no local. Mas uma ação movida pela Associação de Moradores de Botafogo junto ao MP obstou os trabalhos sob a alegação que o enseada é tombada. O resultado é que cada ano a erosão no local aumenta, já tendo ocorrido desabamentos da calçada junto a ciclovia e por desconhecimento não só dos moradores, como dos promotores bem como da ineficiencia da prefeitura em provar com images que ali existia areia e a praia é artificial acidentes poderão ocrrer em próximas ressacas