andredecourt's photo de 20/02/08 

Nossa foto mostra o Largo da Glória na primeira metade dos anos 20.
A disposição do urbanismo é a mesma ainda criada no período Passos, mas já notamos sutis transformações, transformações essas feitas para aumentar a capacidade de fluxo das vias.
A estátua de Cabral ainda se encontra em seu lugar original, mas os lampiões que existiam em sua volta já foram retirados para alargar a pista, e a inluminação pública nesse local já se dá por luminárias presas junto aos cabos da rede de bondes.
Nas próximas décadas o Largo da Glória era um dos maiores gargalos da saída do Centro rumo a Zona Sul e vivia constantemente engarrafado, o problema foi parcialmente solucionado com o aterro da Praça Paris que criou novas pistas externas e nos anos 40 com a diminuição de todos os jardins do local, o que acabou levando a Fonte Ramos Pinto para entre as galerias do Túnel Novo no início dos anos 50.
Ao fundo vemos o Outeiro da Glória, com algumas construções demolidas posteriormente para facilitar a visão da igreja e onde foi construído o acesso projetado por Lúcio Costa e o Hotel Glória, recém construído.
 

Comments (6)

tumminelli 20/02/08 09:25 …

Por pouco não fazemos post duplo. Região bonitra mas abandonada, uma pena…
🙂

caucaia1 20/02/08 09:34 …

Fui batizado ali em cima, onde meus pais casaram.

rodperez 20/02/08 09:39 …

e qual vai ser nossa próxima excursão?
hehe

derani 20/02/08 10:03 …

E a fonte Ramos Pinto está hoje em dia em petição de miséria…

claude_photos 21/02/08 04:07 …

Outro dia “excursionei” por TODAS as ruazinhas deste morro , é um passeio muito agradável, sem bem que com muitas manobras do carro .

jban 21/02/08 17:42 …

O Outeiro da Glória é um passeio muito interessante. Quando morava no Catete andava muito por aí.