Av. Copacabana, início dos anos 40

andredecourts foton från 2007-01-29

Av. Nossa Senhora de Copacabana

A imagem de hoje, infelizmente de qualidade inferior nos mostra a hoje tumultuada Av. Copacabana em uma época que a sua movimentação e realidade eram completamente diversas.
A foto aparentemente da primeira metade dos anos 30, mostra uma avenida arborizada, pouco movimentada, com canteiros centrais e ocupada nessa parte totalmente por casas.
O trecho pela curva que a avenida faz certamente é o próximo à Rua Santa Clara, que manteve muitas das antigas residências até o início dos anos 50.
É impressionante constatar a farta arborização por “Cássias Grandis”, e mais surpreendente relembar que nos anos 50 quase todas elas morreram envenenadas pela poluição ou por comerciantes que não as queriam na frente de seus estabelecimentos, dessa arborização incial restam pouquíssimos exemplares, hoje árvores de grande porte, mas muito fragilizadas.
Com a morte delas, por décadas a Av. Copacabana foi uma das vias mais áridas da cidade, nos anos 40, 50 e 60 aparentemente não houve nenhuma preocupação com a rearborização não só da Av. Copacabana mas como da cidade em geral, todos os conjuntos arbóreos são de antes ou de depois dessa época, tendo o Rio voltado a ter uma arborização mais sistemática no Estado da Guanabara.
Mas, voltando a Av. Copacabana, no final dos anos 60 e início dos 70 inciou-se uma tentativa de rearborização com Oitis, mas o indice de vandalismo era altíssimo e poucos exemplares dessas tentativas sobreviveram estando hoje passando dos 12 metros em sua maioria. Nos anos 80 nova tentativa, de forma insistente. Mas na época, numa avenida dominada pelos camelôs poucas sobreviveram, era comum ver as mudas serem torturadas pelos ambulantes, que certamente preferiam ficar com a cabeça no sol escaldante.
O projeto Rio-Cidade foi uma esperança para a rearborização da avenida, mas seu projeto errou desde replicar um quarteirão utópico por toda a extenção de uma via tão cheia de particularidades, projetando que entre dois postes de iluminação haveriam 3 árvores, mas elas não poderiam ser movidas um milímetro para qualquer lado, o resultado é que em muitos lugares golas de árvores não puderam ser implantadas.
O projeto num arroubo de soberba, ainda planejava que todas as árvores existentes, sobreviventes de décadas de poluição e maus tratos fossem retiradas, o que era um absurdo, pois ia deixar a avenida mais árida ainda, fora que as árvores escolhidas pelo arquiteto, conhecidas como “pata de vaca” eram completamente inadequadas para as características da rua.
O resultado é que 95% das novas mudas morreram, atrasando em pelo menos uns 4/5 anos a implantação de árvores realmente adequadas a via, que sem dúvida nenhuma é o Oiti. Hoje a Av. Nossa Senhora de Copacabana ainda tem um deficit de pelo menos 350 árvores, mas a situação melhorou muito dos anos 80 para agora.
Foto: Cadernos do Edmundo

Comments (11)

Luiz D’ 2007-01-29 07:51 …
Para mim seria impossível identificar que trecho é da Av.N.S.de Copacabana.
Aliás, impossível até de identificar que é a própria N.S. de Copacabana.
natureco 2007-01-29 08:48 …
Será que ainda restou algum exemplar dessas casas antigas em toda a avenida??
edubt 2007-01-29 10:06 …
Ótima!!!!
Tem ela em alta?
:-))))
Derani 2007-01-29 11:21 …
Difícil imaginar que um dia já foi assim…
bemaia 2007-01-29 13:12 …
Difícil é ver a cena que vimos hoje de manhã, que começou pertinho daí. Fico muito triste ao ver a nossa cidade completamente abandonada.
alo_helo 2007-01-29 13:14 …
É inacreditável, que rua gostosa, como as pessoas vivem mal hj em dia!
Adorei a história da árvores, tão mal tratadas. Pensar que em Paris elas tem chip de identificação!
AG 2007-01-29 16:58 …
A ocupação habitacional de Copacabnana é uma das coisas mais estúpidas que se pode conceber em qualquer planejamento urbano. A lei que imperou foi a da cobiça. Dizer-se que em algum momento esta cidade teve uma autoridade a defendê-la é o mesmo que contar a lenda de “Sérgio Dourado; um Benfeitor e Herói.”
ricardo lafayette 2007-01-30 06:31 …
sei não andré, pode ser o trecho logo após a républica do peru. a reta vem desde a siqueira campos e nessa época, já havia sido construída a abertura da pedra do inhangá, inclusive com os trilhos dos bondes.
jban 2007-01-30 08:38 …
conjuntos arbóreos ??
Mais um verbete no dicionário Decourt.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 10 + 12 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...