andredecourts foton från 2005-09-14

Nessa bela foto podemos ver que o Perimetral já está sobre a praça Mauá, e se dirige à Av. Rodrigues Alves, aparentemente apesar dos tabuleiros já estarem prontos até aí, aparente as obras não começaram na Rodrigues Alves não vemos nem um só pilar sendo levantado.

De resto a foto nos mostra uma região com um aspecto muito melhor que o de hoje, os prédios bem pintados e a aparência de uma área viva, não a abandonada região de hoje.

Comments (25)

Rafael Netto 2005-09-14 08:52 …
O trecho que se vê na foto, é completamente diferente do restante da Perimetral. É totalmente de concreto e chega até a ter uma arquitetura “estilosa”, enquanto o restante do elevado tem vigas metálicas e pilares retos. Pela foto se percebe que ele foi feito antes e de forma isolada do restante do viaduto. Você saberia as razões disso? Alguma “obra piloto” experimental? Ou talvez aquele esquema do Metrô de Copa, “inaugurado” antes de estar pronto só para promover políticos?
andredecourt 2005-09-14 09:00 …
O tipo de construção deve ser porque ele começou antes, ficou a cargo de outra empreiteira, ou por especificações técnicas do trecho, essa foto também é do tempo do governo da Guanabara do Chagas Freitas
1carromulher1 2005-09-14 09:04 …
Hj em dia qdo se passa ai na hora do rush e engarrafamento na certa com uma porrada de gente vendendo biscoito de polvilho “globo“ em cima do viaduto, se passar de madrugada é assaltado!!!
PS. Tem uma camera lá quase chegando na Praça XV, q nao serve pra nada.
backup 2005-09-14 09:22 …
Fala meu brother.
Sim!… Uma aparência muito bonita, inclusive!
Quando tinha o mercado de peixe, sob a Perimetral, e eu servia na Ilha das Cobras, pela manhã, indo para o trabalho, sempre tinha a farda respingada por aquela água de peixe por causa do carro que lavava as pistas com jatos… Ah! Eu ficava muito pê da vida!
Abraços ae,
🙂
fotocity 2005-09-14 09:32 …
É uma pena a existêcia da perimetral porque bloqueia a visão do mar e dos belos galpões do porto. Mas não é isso que impede uma revitalição da área. Em NY várias áreas portuárias foram revitalidas (não todas) e lá tem uma perimetral na mesma situação que essa.
jban 2005-09-14 09:39 …
Como aquela área era bem melhor do que hoje em dia !!!! A degradação ecônomica somada ao estrago que uma obra desse tipo causa ao seu entorno é impressionante. Hoje a Av Rodrigues Alves é um lixo !!! Lembro bem de passar por ali, ainda guri, com meu pai ao volante. Nós íamos contando os armazéns, que são (ou eram) numerados, com grandes números pintados na parede.
Lefla 2005-09-14 09:51 …
Pouquíssimo verde, até o teto do navio sobressai. Esse deve ser o Ana Nery, pelo menos parece, mas não me arrisco a afirmar que é.
Isso aí parece uma obra de Odorico, fizeram uma parte enorme e pararam na Rodrigues Alves. Se viesse um português aqui e visse uma foto dessas iria, certamente, fazer uma piada. Ou então escreveria um poema “O Viaduto Interrompido”.
Aliás, sem querer falar nisso mas, será que o Valerioduto foi Interrompido??!! Ou encontrou outra saída… isso ng saberá!
Luiz D´ 2005-09-14 10:35 …
Belíssima foto!
Ali à esquerda o prédio da então Imprensa Nacional, hoje sede da Polícia Federal.
http://fotolog.terra.com.br/luizd
photomechanica 2005-09-14 11:15 …
Engraçado ver todos os guindastes perfilados.
dopraca 2005-09-14 12:08 …
A foto está belíssima. Lembrei do cais do porto de Lisboa, de onde do “mar” pode-se ver mto bem as edificações da cidade, sem a barreira de concreto que é a Perimetral.
Marcelo Almirante 2005-09-14 13:15 …
Belo panorama.
Rafael Netto 2005-09-14 13:24 …
Parece também que os armazéns nessa época ainda não eram ligados uns nos outros. Agora é praticamente um “trem” só da Praça Mauá até a Rodoviária.
A modernização do transporte marítimo deve ter sido a principal causa da degradação dos armazéns do Porto. Hoje em dia a maior parte da carga é transportada em containers, que não precisam de armazéns e ficam lá na região do Caju. Os armazéns antigos parecem estar todos abandonados. Só são usados aquele onde fazem eventos, e o último, em frente à Rodoviária, que parece ser uma “sede social” do sindicato dos estivadores.
betotumminelli 2005-09-14 13:30 …
Ai está uma aula de como se estraga um lugar.
:-))
jason_1900 2005-09-14 14:22 …
É isso aí que o Rafael disse: da época dessa foto para cá, os armazéns se tornaram um conceito obsoleto no transporte marítimo – agora feito em contêineres. Daí a degradação…
Por fim, a Perimetral tapando a luz se encarregou de desvalorizar todos os terrenos e construções na área ao redor de suas pistas.
Gostei do comentário do Jban: no carro do meu pai, até chegar na Avenida Brasil, eu também ia no carro do meu pai “contando” os armazéns…
AG 2005-09-14 14:29 …
Nostalgia por nostalgia, não custa nada lembrar que era aí, nesse prédio branco com uma torre, com a entrada em pórtico, que ficava a nossa Ilha de Ellis. Aquela famosa que o Poderoso Chevão fica de quarentena quando chega da Itaália.
Não dava para ver a estátua da Liberdade mas os imigrantes de vários países saltaram em terra nesse mesmo lugar, cheios de esperança, de energia e de curiosidade sobre sua nova pátria; a “terra do futuro”.
Muito se deram bem. Outros foram assaltados, cinco minutos depois, ali ao lado na Praça Mauá.
Pena que essa belíssima foto não tenha sido postada no dia 25 de junho, Dia do Imigrante.
Quanto à Perimetral (aliás que bela aula o André está nos dando ) eu fico sempre na dúvida se essa era a melhor solução viária para ligar o centro à Av. Brasil e. mais tarde às linhas vermelha e Amarela. Acredito que sim. Pena que a “solucionática” criou uma triste “problemática”. Pelo menos para mim, nada degrada mais uma cidade que vias elevadas passando pelo meio de suas avenidas.
Um horror !
Rafael Netto 2005-09-14 15:30 …
Podia ter sido pior sim… se tivesse saído do papel aquela Av. Norte-Sul que o Decourt postou há algum tempo. Outros projetos viários incluíam vias expressas nas vertentes de Santa Teresa.
A solução pode não ter sido muito agradável, mas bem ou mal o elevado foi construído em uma região industrial. Muito pior seria um elevado cortando a Rio Branco por exemplo, ou através de uma área residencial – como foi feito no Rio Comprido e também no Minhocão de SP.
rick 2005-09-14 16:31 …
andre de que ano eh essa foto?
sabe quando passo ali, vejo aqueles armazem
abandonados, acho que o que esta em melhor conservacao eh o moinho frances
fico olhando os detalhes bem acabados…
agora chegando mais a frente vejo a nova construcao da prefeitura referente ao Samba
Construcao feia, fria e sem vida…
Onde esta a arte do Passado?
rick 2005-09-14 16:32 …
digo moinho fluminense…
Mauro_AZ 2005-09-14 18:20 …
Cuidado, Rafael, com essas ideias de elevados cortando a Rio Branco… Algum politico louco pode ler e gostar.
piolim 2005-09-14 20:51 …
caramba… inté arvre tinha
rodperez 2005-09-15 00:36 …
é uma merda e tudo mais… mas qual seria uma boa alternativa?
rbpdesigner 2005-09-15 03:15 …
essa imagem está excelente
belo panorama!
[]s
brites 2005-09-15 09:51 …
Ainda pior ficou com o Mergulhão sem qqr sinalização! aquilo virou uma verdadeira armadilha para quem ainda não se acostumou com os acessos e passa por lá de carro! Feio, sujo, escuro e labiríntico!
Bom fds!
prfragoso 2005-09-15 10:10 …
Até que havia arborização, Lefla; só não sei se hoje ainda existe, porque com a perimetral sombreando tudo nem dá pra gente observar esses detalhes.