Av. Copacabana, Posto IV

andredecourt's photo de 08/07/05

Luiz Darcy em seu fotolog (http://fotolog.terra.com.br/luizd) colocou uma foto de sua primeira casa, numa ainda tranquila rua Barata Ribeiro, além da foto faz uma viagem nostálgica aos arredores, citando casas comerciais, os restaurantes e cinemas.

Muitos desses “marcos” do bairro resistiram às décadas de 50,60 e 70 só desaparecendo com a decadência acentuada que a cidade entrou nos anos 80.
Não resisti e resolvi colocar uma foto, também dos anos 40, dos “fundos” da casa do amigo.
Na foto vemos a Av. Copacabana no quarterião entre a rua Raimundo Correia e Travessa Angrense, mais ou menos na primeira metade da década de 40, na foto destemunhamos a remoção do canteiro central da Av. Copacabana e a troca da pavimentação dos paralelepípedos para asfalto.
As casas ainda dominam a nossa visão, essa região do posto IV só começou a ter os prédios construídos um pouco depois de finda a Segunda Guerra, sendo a grande maioria da segunda metade dos anos 50.

Comments (13)

Marcelo Almirante 08/07/05 16:47 …
Segundo a Revista Municipal de Engenharia, foi por volta do ano de 1939 que são retirados os refúgios centrais, com os posteamentos de iluminação, das avenidas Atlântica, Nossa Senhora de Copacabana e Barata Ribeiro. Foto sensacional. Casas lindas, além do simpático bonde.
jro 08/07/05 16:47 …
Agradeço ao amigio a bela viagem que esta imagem proporciona!!!!
:-)))))))))))))))))
:-))))))))))))))))))))))))))
jro 08/07/05 16:48 …
Tá vendo só?
Me dei mal também:
AMIGIO
:-)))))))))))))))))))))))))))))))
andredecourt 08/07/05 16:50 …
Hehehe, viu só !!!
jban 08/07/05 17:31 …
Pô André.. postou tarde hoje. Me deixou na ansiedade o dia inteiro para ver o seu post. Assim não dá !! :-)))))
Bela Foto !! Foi um Rio que passou em minha vida …
Luiz D´ 08/07/05 17:32 …
Fantástica foto, André!
Seu arquivo tem coisas sensacionais.
É incrível ver esta Av. N.S. de Copacabana com pouco movimento, com muitas casas, com pouca gente.
Meu pai, pegava o ônibus ou o bonde para a cidade, nesta época, aí em frente. Como ía muito cedo, só havia uma outra pessoa naquele ponto, todos os dias. Sempre se davam “bom-dia”, mas nunca trocaram mais que esta saudação.
Tempos depois, comprou seu primeiro carro. Ao ir para o trabalho, passa diante do ponto, oferece carona ao seu “parceiro” de condução.
Se tornaram grandes amigos, inseparáveis.
E eu e meus irmãos ganhamos um “tio” que nos acompanhou por muitos anos!
http://fotolog.terra.com.br/luizd
mzj 08/07/05 17:42 …
Eu gosto do Rio, fui fecundado no Rio, nasci em BH, mas minha infância é marcada pelo Rio que eu sentia o cheiro, sentia na pele seu calor, o barrulho, ou melhor o ronco da cidade que me fazia dormir, e ao despertar, era o ronco de novo a me chamar. Que férias inesquecíveis !!!
Rio eu gosto de vc.
eduardo bertoni 09/07/05 04:36 …
André,
Você merecia ser mais velho como o Luiz e eu.
Você merecia ter passado a infância nesta Copacabana maravilhosa, segura, calma, apesar dos pesares da época, principalmente a falta d`água.
Foi um tempo muito feliz!
Bom FDS, amigo,
Bertoni
http://fotolog.terra.com.br/outromundo
AG 09/07/05 13:02 …
Eu só acredito que isso aí é a Av.N.Sa. de Copacabana porque é o André que está dizendo. Não sei se eu rio ou se eu choro. Vou alternar: de meia em meia hora eu rio; o tempo inteiro eu choro.
Luiz D´ 10/07/05 09:07 …
André,
Você sabia da réplica do Metro em Conservatória?
Veja o comentário lá em http://fotolog.terra.com.br/luizd
Karina 10/07/05 10:54 …
André
é uma viagem no túnel do tempo, bem interessante!!
Diz para o AG, recordar é viver e não chorar!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 6 + 14 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...