andredecourt's photo de 06/03/05

Foto do largo da Carioca em 1870, a única construção que se mantém intacta às gigantescas modificações que essa parte da cidade sofreu é o convento de Santo Antônio no fundo.
Do lado esquerdo vemos o Chafariz da Carioca, esse o terceiro instalado no local projetado por Grandjean de Montigny, ainda se mostrava bem utilizado pela população, ele foi demolido na administração do prefeito Alaor Prata, com a desculpa de facilitar o acesso dos bondes e carros do largo à rua 13 de maio.
Já a direita temos o maciço prédio colonial do Hospital da Ordem 3 da Penitência do Carmo, um dos primeiros hospitais da cidade, demolido na administração Passos, pois obstruía a chegada da rua Uguaiana no Largo, bem como ficava no meio do traçado da alargada rua da Carioca.
No meio vemos as escadarias rumo ao convento, bem como não aparecendo o famoso bar do Necrotério, ponto famoso dos boêmios na época, freqüentado por médicos, estudantes, pinguços, caixeiros, e alguns membros da confraria da Colombo que não eram muito frescos.
O bar tinha esse pitoresco nome, porque no sub-solo do hospital era o necrotério e sua saída exatamente neste beco.

Comments (20)

antigos 06/03/05 09:44 …
Desculpe a falta de criatividade…
Maravilha a fotografia.
Abraços…
Waldenir 06/03/05 12:13 …
Este chafariz deveria ter sido remontado em algum outro lugar da cidade,como foi feito com o pórtico da AIBA no Jardim Botânico.Continuaria útil e preservaria mais uma obra do Grandjean no Rio.
Alvaro Gabriel 06/03/05 13:30 …
Não deixe de ler um livro delicioso do Lima Barreto chamado O Subterrâneo do Morro do Castelo da Editora Dantes. É exatamente sobre os “segredos” que o Lima Barreto criou durante as escavações de toda essa área do centro do Rio. Ele, através de sua coluna no jornal e usando as notícias reais das escavações, costurou um verdadeiro romance folhetinesco que merece ser lido.
Aliás para quem gosta do Rio como ele já foi a Agir lançou no final do ano passado o livro Toda Crônica, em dois volumes, organizados pelas pesquisadoras Beatriz Rezende e Rachel Valença.
Simplesmente imperdível.
Celso Serqueira 06/03/05 14:57 …
Melhor foto do Chafariz da Carioca que eu já vi até hoje. Agora entendo a posição da fonte.
Abraços, Celso
JBAN 06/03/05 17:28 …
A degradação do local é impressionante, daquele conjunto colonial tão importante restou apenas o convento de Sto Antonio. Foram várias intervenções que criaram essa pocilga que é o atual Largo da Carioca. Um deserto de pedra portuguesa e aqueles respiradouros horrorosos do Metrô. O que é aquele predio do BNDES e da Petrobrás, sem falar na pirâmide pseudo-Maia da Catedral…
caffaria 06/03/05 17:57 …
O problema da preservação do patrimônio histórico e artístico do Rio passa pela criação tardia do ISPHAN. Somente na década de 1930 foi criado o Departamento Nacional do Patrimônio Histórico e, a partir de sua criação, os processos de tombamento começaram a acontecer de modo ainda muito tímido. Pela concepção da época, apenas os imóveis que tivessem tido participação muito peculiar na história da cidade seriam alvo de tombamento; entenda-se: palácios da antiga corte, prédios públicos onde tomaram lugar eventos especiais da história do Brasil e igrejas coloniais de notável importância. Acontece que, a partir dessa mesma década do século passado, começou a acontecer de modo cada vez mais veloz a ocupação vertical da cidade e a consequente demolição dos imóveis antigos, a maioria com dois ou três pavimentos. Na Europa, existem órgãos responsáveis pela preservação do patrimônio histórico que remontam ao século XVIII.
aragorn_br 07/03/05 06:23 …
Quanta coisa bonita que nós já perdemos nesta cidade, e mesmo assim ela continua maravilhosa.
{:^)
Lefla 07/03/05 08:37 …
Finalizaram, tem pouco tempo, a restauração da Capela de São Francisco das Chagas (ou da Penitência), ao lado da Igreja de Santo Antonio. É uma das coisas mais lindas do barroco brasileiro, TODA em ouro, afrescos belíssimos. O Cristo do altar é totalmente inusitado, tem asas, e está voando. Sob ele, São Francisco, de joelhos, aparvalhado. Entramos, eu e uma amiga, antes mesmo de abrir, pois estava à meia-porta, com a beata que guarda o lugar. Desde o final dos anos 70 aquilo estava em restauração. Pois bem, restauraram. Não sei se está aberta todos os dias, mas vale visitar um dos poucos lugares que tvz vc não conheça no Rio. Ficou fechada por 20 anos. Vale cada dia despendido com a obra. Tem uma velha, que serve de guia (um nome esquisito, tipo Orlandina, Setembrina), que leva vc dizendo casa coisa. Realmente uma jóia no Centro do Rio. Tão preciosa que dá medo pelo lugar onde está e pela galera que hoje frequenta o Convento (Marcelo Rossi e Cia). No convento estão também os filhos nati-mortos da Princesa Isabel e alguns outros membros da Família Real e Imperial, mortos ainda crianças.
Lefla 07/03/05 08:39 …
Ah, o Cristo é inusitado e foi motivo de polêmica à época. Diziam que Cristo não tinha asas e que não era anjo! Sobreviveu a visão do Cristo Alado.
Alvaro Gabriel 07/03/05 08:54 …
Obrigado, Lefla. Vou correndo lá ver isso. Não sou do ramo (nem físico nem filosófico) mas me amarro nas coisas que o Rio ainda tem de melhor.
Grande dica.
lucia 07/03/05 12:45 …
Na hora daquela foto eu ainda estava no meu estado normal… :O
Vamos repetir, sim.
eu também gostei. Só vamos fazer mais organizado… sem ter que levar os convidados pro supermercado debaixo de chuva… :)))
Bj
rodperez 07/03/05 14:32 …
Fantástica essa foto!
quanto mais antiga, mais interessante
prfragoso 07/03/05 14:45 …
André,
Esta foto pra mim foi uma surpresa, pois achava que o dito chafariz ficava localizado entre as ruas 13 de Maio, e Senador Dantas, onde outrora estava edificado o Tabuleiro da Baiana…
A não ser que esse seja um outro, tendo em vista que você disse: “esse, o terceiro instalado”… Dissipe essa dúvida.
Abs.
Paulo Fragoso.
andredecourt 07/03/05 16:12 …
De fato é o terceiro instalado, no mesmo lugar…
O tabuleiro foi construído quando um conjunto de prédios, incluso o da velha Imprensa Nacional foi demolido, o largo da Carioca deve nos últimos 100 anos ter aumentado de tamanho umas 5 vezes, com seguidas demolições
eduardo bertoni 07/03/05 16:29 …
Esta foto é muito boa!
Esclarece um montão de dúvidas.
Que local lindo era este , não é?
Abs
Bertoni
http://fotolog.terra.com.br/outromundo
rockrj 07/03/05 17:59 …
Muito bonito este recanto com a fonte, pena que foi demolido…se precisavam do espaço, deviam te-la transferido para outro local…
Tem ou tinha uma casa no terreno da PUC, projetada pelo Grandjean de Montigny.
Waldenir 07/03/05 19:22 …
Tem mesmo,aliás,é a casa do próprio.Geralmente,há exposições na casa durante a semana.
nemsodecao 07/03/05 19:33 …
“Olha lá, Tizuka, esse Pereira Passos deveria ter-se chamado `Pereira Chutes`, já que mandava tudo abaixo sem lá muito critério… :P” Flô
Rafael Netto 07/03/05 21:11 …
Pra mim a pior fase do Largo da Carioca não é a atual, e sim a fase de antes do metrô. Só vi uma foto da época (tem mais por aí, Decourt, Tuminelli???) mas lembro que era um grande estacionamento (como a Pça Marechal Âncora na mesma época) e também tinha movimento de carros da Uruguaiana para a Cinelândia (ou seria o contrário?)
Hoje, bem ou mal tem até uns jardinzinhos… se são bem cuidados/frequentados é outra história…
rodperez 07/03/05 22:59 …
ei andré!!
dá uma olhada aqui: http://www.mre.gov.br/portugues/ministerio/estrutura/galeria_ministros/
Várias ruas do Rio!!