Até Quando?

Há 09 anos e quatro dias fazíamos um post, nas consequências de uma tormenta, tão forte como a da noite passada e madrugada.

Se naquela época vivíamos o boa-oba da Copa e em breve olímpico, o oba-oba do PMDB Fluminense que rapinava o estado debaixo da ilusão do “Milagre Econômico da Era Lula”, hoje estamos vivento o legado, legado este que este site alertou aos cariocas inúmeras vezes que receberíamos e seria dolorosamente pago.

Hoje vivemos a falência política em todos os níveis, onde a tal “Nova Era” não passa de mais um fanatismo de lado de assembleia, colhemos os frutos da polarização política  e o nosso inútil ( como seria também o outro) prefeito é o retrato desse Binário político burro que vem corroendo o país.

Se antes tínhamos o falso carioca, hoje temos o falso homem público, o Bispo não passa de um homem privado defendendo os interesses sórdidos de seu tio, da sua estelionatária igreja e de grupos políticos/empresariais com que ainda possa barganhar.

Nunca a cidade esteve tão abandonada, nem no crepúsculo administrativo da Adm. Saturnino Braga tido até então com o pior administrador que passou por esta sacrificada urbe, serviços básicos como poda de árvores, limpeza de galerias pluviais e coleta de lixo de limpeza pública estiveram tão negligenciados. A cena mais comum é vermos bueiros e bueiros com sedimentos até suas grelhas, em quantidades que muitas vezes chegam a 90% dos ralos de um quarteirão. Órgãos eficientes como a GEO-RIO, RIO-LUZ, RIO-ÁGUAS, COMLURB estão praticamente inoperantes, a companhia de limpeza urbana virou moeda de troca política, tudo muito diferente de quando sua espinha dorsal passava intacta de administração por administração.

Depois de outros 3 temporais desde logo depois do Natal, nada era resolvido, galerias permaneceram entupidas, árvores não foram podadas para aliviar seu peso, ou quando foram fora aleijadas e desequilibradas por gente que não é do ramo (a FPJ  está extinta), encostas não foram vistoriadas e a fiscalização de construções ilegais (no asfalto e na favela) e a de posturas continuaram inexistentes.

A múmia que se diz prefeito demorou horas para aparecer quando a cidade mergulhava no caos, minimizou com o discurso de púlpito a sua ineficiência, não teve coragem administrativa de vir a TV as 6 da manhã e decretar feriado na cidade, e agora volta a TV diante de requebros evasivos novamente tirar de si parte da responsabilidade do caos.

É inegável que o Rio vem acumulando uma sequencia bizarra de gente não interessada, ou interesseira na sua administração, do socialismo moreno de Brizola, chegando ao balcão de negócios de Cabral, Dudu&amigos; mas nunca tivemos alguém tão deconectado com a realidade da  cidade como o Sr. Marcello Crivella, um patético boneco de cera que chegou ao poder graças a outra figura patética, representante de outra seita.

O Rio vem resistindo, pois afinal é a Mui Leal e Heroica Cidade de São Sebastião, mas até quando, até mesmo seu povo se brutaliza e emparvece a cada dia, nem parece que uma vez o Carioca gerou um personagem de Walt Disney…

Tempos estranhos……..

 

Na foto a Rua dos Arcos, antes de desaparecer para nada…

 

14 comentários em “Até Quando?”

  1. Boa tarde. A grande maioria dos eleitores do Crivela nessa ultima eleição foi formada por pessoas que não queriam ver eleito o então queridinho do Projac a nivel estadual que virou agora queridinho do Projac a nivel federal. Eu mesmo faço parte do grupo dos que assim votaram. Dada a alternativa macabra não me arrependo. Mas que o “prefeito” é uma piada não há a menor dúvida.

  2. O Rio está perdido. As cenas registradas durante o enterro de um traficante de drogas poucos dias atrás são um exemplo perfeito e acabado daquilo que se tornou esta cidade. Esse estado. Esse país. Centenas de pessoas manifestando LIVREMENTE a sua admiração e apoio a um criminoso da pior espécie. Pessoas que sabiam exatamente o que estavam fazendo. Poderes politicos e o judiciário tomados por quadrilhas. Boa parte das pessoas da chamada “elite cultural” carioca é formada por “progressistas” de miolo mole sempre dispostos a utilizar a sua influência para ajudar a difundir idéias sórdidas e imbecis assim como ideologias jurássicas diretamente de dentro da bolha em que vivem, completamente afastados do mundo real. Décadas de destituição cultural, moral, ética, educacional, etc…cobram o seu alto preço.

  3. Ótimo resumo de toda a confusão que vivemos nessa cidade. Até quando a cidade e o carioca irão sofrer com a falta de competência e corrupção da administração pública.

  4. Sou brasiliense, mas adoro o Rio. Queria perguntar aos cariocas se vocês acham que a decadência do Rio de Janeiro teria sido evitada sem a (a meu ver) desastrosa mudança da capital federal.

  5. Respondendo a pergunta, creio que o Rio perdeu muito ao deixar de ser capital, afinal estava viciada em dinheiro federal, assim como hoje e o DF, com TJ e policia sendo bancada pela União.
    Apesar disso creio que pior ainda foi a fusão do antigo estado do Rio e Guanabara, isso sim acabou com a cidade ficamos presos aos interesses do interior. Sem contar, que o Rio sempre foi um ente autônomo: Distrito neutro, DF e no final Guanabara. Porém a culpa desta zona que o Rio hoje é e de todos.

  6. Eu sempre digo e afirmo que os militares foram “prematuros e inadequados” quando promulgaram a Lei da Anistia e deixaram o poder em 1985, permitindo que o Rio chegasse nesse estágio de destruição. A história já provou que o país não pode permitir que partidos de esquerda sejam ativos é torna-los proscritos é medida de suma importância. desde então o país esteve à mercê de aventureiros, traficantes, e quadrilheiros de toda a espécie que levaram o Brasil à esse estado de coisas. Crivella pertence a uma organização que “segundo rumores”, é especialista em extorquir dinheiro de fiéis, beócios, e portadores de algum tipo de anomalia genética que lhes tolda o raciocínio e a cognição, e que beneficiada por uma suspeita legislação que a “isenta de impostos”, estende seus tentáculos em todos os setores da política nacional. Mas em 2016 a alternativa à prefeitura era pior, já que se o candidato adversário saísse vitorioso teríamos o tráfico de drogas nas escolas, traficantes na GM, haveria concurso para professores municipais que fossem obrigatoriamente gays, sapatatões, travestis, fanchonos, e assemelhados, já que a ideologia de gênero seria obrigatória, bem como o hino de facções criminosas entoado diariamente. Além do mais “Marielle” seria a chefe da Casa Civil…

  7. Nos dias atuais, nenhuma nação enfrenta uma especificidade de fatos tão críticos e únicos como os que estamos vivenciando no Brasil, onde a minoria mais depravada e homicida da história domina a maioria inerte que aceita o fato sem reação. A covardia da população encontra-se nas raízes culturais e respalda-se no modelo político, onde as multinacionais corrompem ainda mais os já depravados políticos que, por sua vez, compram a aquiescência do povo ignorante.
    Quando analisamos a ideologia destes delinquentes do governo, constatamos suas tendências psicopáticas e uma predisposição para a depravação, dominação e defraudação. Estes exemplos acabam por refletir-se no comportamento da população que replica os desvios morais dos políticos. Além disso, o povo foi responsável pela permanência do governo comunista no poder, durante décadas, quando endossaram as ideologias socialistas e trocaram a liberdade por esmolas.

  8. A rua dos Arcos sempre foi mal cuidada enquanto existiu e a fala de manutenção já era comum no passado. Em tempo: Bastante oportuno esse tópico e bem objetivo. Já tem muito tempo que não comento em blogs de memória por várias razões e a principal é a falta deles. Além deste, o Saudades do Rio é o único que resta mas infelizmente está se perdendo por não ser em tempo real em uma era onde a velocidade da informação é fundamental. Em por causa disso os comentaristas se afastando.

  9. Tudo já foi dito , mas o grande culpado é o povo do Rio que gosta mesmo é de festa feriado futebol mulher cerveja show na praia e assistir aos programas da rede Globo.
    Esse é o perfil dos politicos e do carioca oriundos das favelas que não sabem ler escrever e foram incentivados pelo governo Lula a consumir
    e a odiar aqueles que sustentavam a sociedade com seus impostos ideias e estudo a verdadeira classe média que não existe mais.
    Caos total, e derrocada da sociedade.
    Não há mais retorno.

    1. A culpa é dos políticos! Não sou obrigado a saber de política, por isso mesmo voto para alguns me representarem em todas as esferas. O Brasil está uma merda pois, prefeitos, governadores e presidentes, não estão nem aí para o povo.

Deixe uma resposta para Raul Félix de Sousa Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 10 + 8 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...