Elixir Nogueira – detalhes da fachada

Já postamos um razoável sobre o prédio do Elixir Nogueira, mas o prédio era tão fantástico, no seu frenesi sinistro de Virzi nosso Gaudí, que não podemos de deixar de mostrar essas novas fotos, elas mostram pequenos detalhes da fachada, já no ocaso do prédio, no início dos anos 70, depois de ter sido destombado.
 
As duas primeiras mostram a luminária que ficava por cima das varanda triangular da entrada principal do prédio, como se iluminasse muito acima o grupo escultório principal e sua placa “labor omini vencit”, vemos o detalhes sutis e delicados no fer-forgè

Já a seguinte imagem mostra a perspectiva da calçada de quem olhasse para cima, podemos ver muito bem a transição dos pavimentos inferiores circulares para os superiores retangulares, que na época da construção criou dúvidas se a estrutura conseguiria se manter de pé, vemos a farta decoração em argamassa da fachada, entremeada com elementos em mármore.

Por fim um detalhe das ciclópicas figuras que “seguravam” as platibandas do telhado.

Os outros posts do prédio do Elixir Nogueira podem ser vistos aqui:
http://www.rioquepassou.com.br/?p=2472
http://www.rioquepassou.com.br/?p=2475
http://www.rioquepassou.com.br/?p=2478
http://www.rioquepassou.com.br/?p=2481
http://www.rioquepassou.com.br/?p=7535
http://www.rioquepassou.com.br/?p=7544
http://www.rioquepassou.com.br/?p=7590

10 comentários em “Elixir Nogueira – detalhes da fachada”

  1. Realmente era uma bela construção esses casarões. Uma verdadeira obra de arte.
    Fico imaginando do trabalho que dava para erguer algo desse porte.
    Muito rico em arte.

  2. Oi, André!
    Sou pesquisador da temática “FLAMENGO e MÚSICA” e estou escrevendo um livro sobre o tema. Queria saber um e-mail para contato contigo, pois preciso tirar algumas dúvidas.
    Grande abraço e SRN!!

  3. Um dos maiores crimes contra a cidade foi a demolição desse magnífico prédio. O ano era 1970, o presidente era o Médici e o governador da GB era o Negrão de Lima. Alguém ganhou um “agrado” muito bom pra liberar essa demolição.

  4. Esse Hélcio sabe o que diz e é um homem sensato. Além do mais o primeiro era um carniceiro e o segundo gostava de um dim dim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 12 + 8 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...