Aterro do Russel, período Passos


Nossa foto de hoje do início do séc. XX mostra em detalhe a complexidade das obras realizadas no período Passos, onde a cidade se transformou de forma radical, ganhando a fisionomia básica que possui até hoje, pois estas importantíssimas reformas nortearam e norteiam o crescimento da cidade até hoje.
Se na velha Cidade as obras eram de abertura de novas ruas, criação de um grande porto e demolição de morros que atravancavam a ligação para o Norte, nos bairros mais novos era o litoral retificado para permitir a correta comunicação para o Sul.
Gargalos estruturais como o velho Largo da Glória e o complicado tráfego do Catete estavam sendo resolvidos não só com o alargamento de ruas, como a própria do Catete, mas também retificando o recortado e imprensado litoral, nesse ponto com o Outeiro da Glória praticamente se debruçando sob a Guanabara.
Nesse flagrande encardidos operários em mangas de camisa descarregam terra vinda em carroções para preencherem o arrocamento provisório já realizado. O mais curioso da imagem é o teleférico para transporte de materiais na frente da Praia do Russel, até o outro lado quase já no Flamengo, certamente uma forma de agilizar o carreio de pedras e terra sem ter que contormar o Outeiro, complicando mais ainda a circulação na Rua do Catete que também era revirada nessa época.
É curiosa a ausência de qualquer obra na frente da City, a qual vemos ainda na beira d’água com seus muros e pier, fica aqui a especulação se havia algum embate da prefeitura com a firma inglesa ou só era uma estratégia de obra, pois nessa época os resíduos mais pesados produzidos pela elevação do esgoto eram colocados em barcaças e jogados fora da barra.
A foto quando vista em alta resolução mostra detalhes do precário barracão de ferramentas, do passar borrado de um bonde a burro no antigo litoral e ótimos detalhes dos carroções, barris e demais ferramentas,  além do solitários poste telegráfico no meio do canteiros de obras, alinhando com a antiga linha de meio-fio que aliás pode ser visto junto aos pés dos dois operários na esquerda da imagem, acredito ser a foto de autoria de Malta, embora esteja sem assinatura

10 comentários em “Aterro do Russel, período Passos”

  1. Que beleza ver essa foto em alta!
    Pela época, muito desses trabalhadores deviam ser ex-escravos ou filhos deles.
    Por mais transtornos que pudessem trazer essas importantes obras quase não deviam afetar o dia-a-dia da cidade, com uma população tão pequena então.

  2. e o perimetral vai ser derrubado…. pena que tiveram que destruir tantos predios da expo 22 incluindo a frente do forte do calabouco para a passagem do “progresso”…

  3. Caro André Decourt,
    Como não consegui seu endereço de email deixo aqui uma importante mensagem:
    Navegando no Google Earth tropecei por um mero acaso com uma coleção preciosa de fotos do Rio entre 1970 e 1971.
    São de um senhor chamado GSZENDRODI que está com 91 anos e está querendo deixar suas fotos como legado na internet.
    Entre no perfil dele no panoramio (http://www.panoramio.com/user/2579745) e navegue em sua coleção de fotos do Rio categorizada por bairros. Estou por lá há horas e estou realmente impressionado com a viagem no tempo proporcionada pelas lindíssimas fotografias deste Hungaro-Brasileiro-Norte Americano.
    Sou assíduo dos fotologs FRA, em especial do seu.
    Obrigado pela atenção.
    Ivan T S

    1. Ivan, estou entrando em contato com o Sr. Gyorgy, para obter autorização de uso das imagens.
      Muito obrigado por compartilhas sua descoberta, de fato, em rápida passada de olhos há muita coisa boa dos anos 60 e 70

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 3 + 15 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...