Onde e quando estava o "Corvo"


Hoje temos uma pegadinha.
Onde Lacerda, mais conhecido como O Corvo, estava, qual era a situação para tanta confusão ??
Lacerda, estava na Av. Atlântica na noite do dia 31 de Março de 1964, quando o poder federal, ocilante e apagado dos últimos dois anos abandonou a velha capital rumo ao Rio Grande do Sul para dar seus últimos suspiros. Nesse momento o Rio passava a ser dos golpistas e a nova liderança era articulada, Lacerda já sem os tanques que lhe davam proteção possivelmente estava indo visitar o futuro presidente, que finalmente saia das sombras, depois de alguns dias praticando escaramuças com a linha telefônica de seu vizinho, o Gal. Castelo Branco.
Não estamos no quarteirão entre Paula Freiras e República do Peru, mas sim entre Santa Clara e Figueiredo Magalhães, a confusão deste edifício com os famosos Golden State e Golden Gate, é sua origem, todos representantes da primeira linha de apartamentos Cariocas dos anos 50, contruídos pela Pereira Bokel.
O prédio pode ser visto aqui nos dias de hoje: http://g.co/maps/unauz

10 comentários em “Onde e quando estava o "Corvo"”

  1. Bom dia a todos: A Ana já identificou o prédio vejo lá atrás um
    caminhão com os soldados da poícia do exército onde eu servi , possivelmente do batalhão da Barão de Mesquita, dan-
    do cobertura á passeata de comemoração ou recebendo apoio
    a favor da revolução de 1964. Talvez um comício na zona sul.

  2. Onde e quando ” o Corvo” estava, eu não sei. Só sei que aqui e agora, está fazendo uma falta dos infernos! Brizola, Benedita, Garotinho, Garotinha, Cabral…O Rio não merecia, e não merece. É impressionante a tradição deste povo em escolher o que há de pior para entregar o comando do Estado.

    1. Tem toda razão, Roberto. Ele faz muita falta ao Rio e faz muita falta ao Brasil. Como oposição, era anos-luz à frente dessa oposição amorfa que temos hoje. E como governo, foi o maior administrador público que tivemos neste País.

  3. Quase certamente essa foto do corvo é posterior à noite de 31 de março de 1964.
    Na noite da “revolução” ele estava em mangas de camisa, entrincheirado no Palácio Guanabara com um lenço azul no pescoço e uma metralhadora na mão,acompanhado de vários malucos idem,com toda a PM em volta.
    O Jango estava no Palácio das Laranjeiras com 2 tanques no portão do Parque Guinle.
    Até a notícia dada pelo Abreu Sodré (segundo à esquerda na foto) que o General Kruel aderira à “redentora” com todo o 2º exército (S. Paulo) eles ficaram lá.
    Essa foto deve ser da noite de 1º de abril,depois do Jango heroicamente se mandar e eles devem estar indo ao apartamento do General Castello Branco.
    (Se colocassem o Jango e o Lacerda num barril e rodassem ladeira abaixo,sempre ia ter um canalha por cima)

  4. Não era o edificio 2016 na Atlantica não!Não tem o hall de entrada à direita.Eu morava lá na epoca, e no primeiro andar rsrsrrs.No mesmo predio morava o Magalhaes Pinto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 15 + 7 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...