O post de hoje contará com essa imagem enviada pelo Renato Libeck tirada do mirante do Corcovado em uma das suas vistas mais famosas, a Enseada de Botafogo e a entrada da barra.
A Park-Way da orla de Botafogo entrega que estamos já nos anos 50 bem como o Morro da Viúva praticamente já envolvido pelos prédios, a orla de Botafogo aparentmente não estava com os horrorosos “balanças” embora as pessoas possam estar encobrindo prédios com o Coral, Rajá e Belair.
O destaque da foto fica para o sistema de iluminação da estátua, composto por grandes refletores GE-Novalux, que abrigavam lâmpadas incandescentes de mais de 1.500W cada. Dos 16 projetores instalados quando da inauguração do sistema nos anos 30 vemos que ao longo dos anos a quantidade foi aumentando consideravelmente, só para iluminar a frente da estátua temos aí  mais de 20 projetores, fora os que deviam iluminar as costas e os flancos. Feitos de liga de cobre esses enormes refletores eram usados na iluminação de monumentos, prédios públicos, estátuas e praças de esporte. Pouco tempo atrás havia 2 sendo vendidos no antiquário Snob em Copacabana, fico imaginando quem os deva ter comprado.