Zeppelin, Castelo e Feira de Amostras, anos 30

 
Hoje teremos mais uma das surpreendentes imagens de Ferreira Júnior, que nos foram enviadas por seu afilhado Sidney Paredes.
 
O dirigível Graf Zeppelin sobrevoa o Centro, mais precisamente a antiga Ponta do Calabouço, no Castelo, numa foto que nos oferece detalhes surpreendentes.
Inicialmente podemos ver a praticamente vazia esplanada, além do Ed. Standart vemos mais apenas 3 prédios, um na Beira Mar, outro na Av. Pres. Wilson e o mais antigo de todos, na Praça Estados Unidos, na confluência, que ainda mantém, num pequeno trecho por força do prédio o traçado do Plano Agache, das Av. Churchil e Rua de Santa Luzia.
Ao fundo vemos os brinquedos que acompanhavam e pouco conhecida Feira de Amostras, bem como o teto de alguns pavilhões. Feira essa que se espalhava entre onde hoje estão localizadas as Avenidas Gal. Justo, Mal. Câmara, Trevo dos Estudantes e Praça Salgado Filho. Sem contar as pequenas e desconexas ruas entre as Gal Justo e a Mal. Câmara.
Ecos de outra exposição podem ser vistos também na foto, na figura da cúpula de vidro do Antigo Pavilhão dos Estados da Exposição de 1922, na época já servindo ao Ministério da Agricultura, ao seu lado vemos a cúpula da capela da Santa Casa.
A foto também nos dá alguns detalhes do mobiliário urbano, como o poste de três luminárias pendentes, igual aos utilizados na Praça Mauá, na outra ponta da avenida. De presença fugaz na esquina com a Beira Mar, pois em imagens de pouco tempo para a frente esses postes foram substituídos por outros com 3 grandes globos, que permanceram até os anos 70. Vemos também um ônibus da Viação Excelcior e bem ao seu lado um cidadão, sentado nas amuradas da Av. Beira Mar, vendo  tempo passar.

8 comentários em “Zeppelin, Castelo e Feira de Amostras, anos 30”

  1. Até tu, Brutus ?
    A foto é sensacional e peço aqui permissão para reproduzi-la no “Voando para o Rio”, citando a fonte é claro.
    A imagem em alta permite ver os muitos detalhes. A foto é riquíssima. Parabéns ao Sidney por compartilha-las conosco.
    O que é aquela cúpula por trás do Pavilhão dos Estados ? Um dos torreões do Mercado Municipal ?

  2. Já não há mais espaço para cravar facas no prezado JBAN…
    O arquivo, repito, é estupendo.
    O que mais invejo é não estar no lugar daquele cara sentado na mureta. Ficaria o dia todo ali apreciando o panorama.

  3. Ontem alguem viu o documentario sôbre o Rio, de Humberto Mauro filmado em 1948 que o Canal Brasil exibiu?
    Perderam! Muito bom!
    A estrada do Alto da Boa Vista, com o bonde ao lado e famílias passeando nos belos jardins.
    As praias do Leblon e Ipanema tranquilas.
    As pessoas passeando no Corcovado, eles de terno elas de chapeu e tudo.
    Vale a pena pedir ao Canal que repita a exibição.E gravar.

  4. O ônbus Light tinha o apelido de jacaré. Outra curiosidade é que ele não tinha faróis. Os chassis eram importados fabricados pela Guy, na Inglaterra e a carroceria era montada ao chassis nas oficinas da Light em Triagem.
    O prédio na Av. Pres. Wilson é o de n° 194 atualmente, sendo um dos dois prédios do TRE-RJ. O prédio principal, mais moderno, é o de n°198. Os dois prédios pertencem ao INSS que o emprestou ao TRE-RJ, que aliás, é o único TRE do Brasil que não possui um prédio próprio. Mas nem tudo está perdido: o Paespalhão cedeu um terreno nas cercanias do prédio do Teleporto para a construção da nova sede do TRE-RJ.

  5. Muito atento o JBAN, com seu comentário sobre a cruz suástica no leme do Zeppelin!
    Certamente essa é uma imagem muito rara, não só por clicar um dirigível, mas por flagrá-lo pairando sobre nossa cidade, com o símbolo nazista, ela que ficou sempre tão distante do conflito mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 6 + 15 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...