SS Argentina na Praça Mauá 1948

Faremos uma micro-série interligada com o Saudades do Rio – O Clone sobre os navios de cruzeiro da Moore-McCormack Lines que navegava dos EUA para América do Sul se utilizando de seus navios o SS Brazil, SS Uruguay e o SS Argentina desde os anos 30 até os 60 ( http://fotolog.terra.com.br/sdorio:769 até http://fotolog.terra.com.br/sdorio:778 )
 Vemos o SS Argentina, incorporado ao serviço transatlântico pela M McCormack em 1928 e que também foi um dos navios que prestou valorosos serviços aos aliados transportando tropas e cargas na Segunda Guerra, até 1946, quando foi devolvido ao serviço civil tendo que passar mais de um ano para ser reconvertido a um luxuoso transatlântico, e só voltando a fazer a sua rota, apelidada de “good neighbor fleet” em janeiro de 1948, 6 anos após ser tirado dos serviços civis.
A carreira de transatlântico foi interrompida no dia 2 de Janeiro de 1942 quando foi requisitado para servir como transporte de guerra, tendo feito inúmeras missões indo por exemplo até a Austrália transportando tropas, e conseguindo terminar a guerra ileso ao contrário de inúmeros transatlânticos que sucumbiram aos submarinos e a aviação naval do Eixo.
Há uma curiosidade sobre o SS Argentina, pois bem ou mal foi ele que iniciou a história da TV no Brasil, pois em 1948 ele trouxe a primeira carga de aparelhos e equipamentos para as primeiras transmições no Brasil.
Na Guerra da Coreia ele novamente foi convocado para operar como cargueiro, porém essa reserva de uso nunca foi posta em prática ficando em serviço civil até 1963, quando foi aposentado, sendo desmontado como sucata no ano de 1964.
Saindo do tema naval e indo para o Rio vemos a praça Mauá com urbanismo que prevaleceu até a construção do viaduto da Perimetral, os jardins imaginados no período Passos, foram dando paulatinamente espaço para o asfalto a fim de melhorar o tráfego num dos lugares de saída do Centro antes das construções dos túneis e viadutos que mudaram a partir dos anos 60 o trânsito de ligação entre as Zonas Norte e Sul na cidade.
Mas  a densa camada de árvores no fundo da imagem demonstra o sucesso dos planos de Passos para urbanizar a cidade, pois onde os jardins ficaram preservados podemos ver o que foi imaginado pelo grande prefeito e sua equipe.
No meio da foto vemos um dos curiosos postes de iluminação exclusivos da Praça Mauá com 3 grandes luminárias pendentes, também exclusivas, que permaneceram em serviço até os anos 70 e como eles destoavam dos postes em estilo francês instalados no início do séc. XX.
 Agradecemos ao amigo Carlos Ponce de Leon Paiva o envio dessa imagem.
Pedimos desculpas por ficarmos fora do ar por problemas nos nossos servidores da madrugada de Domingo até o final da tarde de Terça.

12 comentários em “SS Argentina na Praça Mauá 1948”

  1. Meu pai foi aluno no Allieds School, na Maxwell Air Force Base, em Montgomery, Alabama ,USA, entre out/67 até junho/68.
    Estivemos com ele nessa época, tendo eu estudado no Lanier High School, ginásio público muito conhecido.
    Quando retornamos em junho/68 , viemos no SS Argentina, com paradas no Haiti e Ilhas Virgens.
    No Haiti não quero voltar nos dias de hoje, mas nas Ilhas Virgens, bem que gostaria.
    Saudade não tem idade!

    1. Tumminelli, pelo seu comentário, percebo que você é “dos meus”, ou seja, contra essa ditadura dos carros praticamente todos em prata. Lembra-se da profusão de cores dos anos 70? Isso valeu até um artigo do Bob Sharp, no “Best Cars Web Site”.
      Abraço.

      1. Concordo com vocês esse festival de carros pratas, grafites e pretos é uma das coisas mais cafonas dos últimos anos e reflexo da mentalidade tacanha do brasileiro que acha que o carro é um investimento.
        Carro é igual geladeira, só que custa mais caro prá comprar e muito mais para “manter cheio” mas desvaloriza como qualquer bem de consumo durável, e olha que a geladeira não tem que pagar IPVA.

        1. A mentalidade não é do brasileiro! Em outros países é igual! Em Portugal eu tirei até uma foto pra comprovar. Acho que no Japão é que gostam de cores exóticas (lembram daqueles carros roxos que apareceram há alguns anos)?

  2. Olá,
    estou trabalhando na produção de um documentário sobre a história da capoeira no Rio de Janeiro, estou pesquisando fotografias da Lapa antiga.
    Gostaria de saber se você teria alguma??
    Ou sugestão??
    Obrigada,
    Juliana Albuquerque

  3. Muito boa foto. Ainda dá para ver a fiação aérea do bonde….. Sempre gostei desta vista do Porto com os transatlânticos atracados. A Perimetral estragou bastante isso.

  4. Navegué en Enero 1963 desde NYC hasta Buenos Aires, en primera clase, con mi familia en el SS BRASIL.
    Genial Barco!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 8 + 6 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...