Nossa foto de hoje mostra em uma vista pouco usual a Praça do Lido vista  da varanda da casa dos Irmão Bernardelli, nessa época já ameaçada de demolição.A casa uma das pioneiras no bairro, construída antes mesmo da Av. Atlântica ter suas obras iniciadas e a Av. Copcabana nesse pedaço ainda vasto areal, era notada de longe nas fotos até o final dos anos 20, quando com o aumento das construções na Av. Atlântica e o fim da pendenga judicial que bloqueva a ocupação de grande parte do Posto II; começou a ser escondida e passar desapercebida.
Com a morte de Rodolpho Bernardelli em 1931 e a avançada idade de Henrique os boatos sobre a venda ou demolição da residência começaram, principalmente com as obras nos terrenos fronteiros para a construção de um grande cinema na Praça do Lido no final dos anos 20, cinema esse que nunca se concluiu e é praticamente desconhecido, só sendo visto em algumas fotos de Malta que acompanhava a construção de suas fundações.
Com a morte de Henrique em 1936, era dada como certa a demolição da casa, que ficou fechada por muitos anos, gerando inclusive na comunidade de Copacabana um pouco comum, naquela época, desejo preservacionista da residência, que foi debatido pela imprensa, inclusive a revista Beira-Mar, os moradores queriam preservar a casa, não só em lembrança aos dois brilhantes artistas, como também pelo significado que a casa tinha em relação à ocupação do bairro, era desejos de muitos que nela fosse instalada uma escola.
Mas os apelos foram em vão e no final dos anos 40 a casa em relativo mal estado foi a chão pelas mãos da Construtora Corcovado, a que mais destruiu o bairro no período. No feio e impessola conjunto de prédios que domina um dos lados da Praça do Lido em contraste com o bom gosto do Art-Noveu e Déco presente nos prédios das outras duas faces, pretendia o dono da construtora fazer a maior cobertura da cidade, para morar com sua mãe, mas um crime passional ( gay ) pois fim e esse empresa e a cobertura dividida.
Na nossa foto a casa parece já estar má conservada, falta um balaústre da varanda que ficava entre as duas torretas. No meio da praça temos o Restaurante Lido, demolido nos ans 50, e o Ed. Ribeiro Moreira, um clássico déco da cidade. Ao lado o Palacete São Paulo ( antigo Palacete Lido ) e o Ed. Império, hoje demolido. O Ed. Petrônio ainda não tinha sido construído.