foto de andredecourt en 7/02/08 

Uma Copacabana que não existe mais.
Nessa imagem, dos anos 20 vemos a hoje movimentada Rua Figueiredo de Magalhães em sua esquina com a Av. Atlântica. Não há hoje mais nenhum referencial dessa época que tenha permanecido, pois todas as construções foram demolidas ao longo das décadas e mesmo as ruas foram alargadas e modificadas tão intensamente a partir dos anos 60 que seria impossível por elas identificar o local. Restam os morros, se conseguíssemos ve-los desse ponto através da massa de prédios construídos a partir do final dos anos 40.
Voltaremos ao passado para identificarmos com certaza o local. Uma das identificações mais fáceis na Rua Figueiredo Magalhães quando vista da praia é a casa de James D’Arcy que se encontrava no bairro desde o início dos anos 10, mas a imagem de hoje por um capricho de enquadramento só mostra dela um pedacinho do seu portão traseiro, dando destaque para a casa vizinha, bem pouco fotografada.
Atravessaremos a rua, e pelos muros junto a calçada, e com outras fotos temos certeza que a casa que vemos é o grande castelinho normando dos Guinle, do qual tenuamente aparece um pedaço no extremo direito da foto.
O muro não nos deixa dúvidas, principalmente se o compararmos com a foto do dia 26/2/2004 ( http://www.rioquepassou.com.br/2004/02/26/1519/ ) onde a casa aparece com toda a sua opulência uma década antes.
A casa dos Guinle foi demolida nos anos 40, sendo substituída pelo Ed. Camões, talvez o primeiro grande prédio, em volume da Av. Atlântica, popularizando o endereço com aparatementos de várias tipologias, mas longe do modelo de palacate até então construído.
Corre a estória que a construção do Camões foi um golpe para os compradores do edifício que fica atrás, muito mais sofisticado e imponente que ele, e que deveria estar na Av. Atlântica. Construído também em terrenos dos Guinle os apartamentos foram vendidos com uma prometida vista perpétua para o mar, sobre a grande casa da família, que alegava que nunca seria demolida. Inaugurado e entregue o prédio, não se passaram nem 5 anos para a casa ser demolida e os compradores do prédio na esquina da Rua Domingos Ferreira com Figuieiredo de Magalhães perderem sua propagandeada vista eterna para o mar.

Comments (5)

famadas 7/02/08 5:55 …

Como bom detalhista que sou, adoraria ver uma ampliação dessa foto para poder ler o cartaz da extrema esquerda, abaixo da árvore.

derani 7/02/08 11:08 …

Já tinha muito espertinho àquela época que a Justiça ainda funcionava um pouco… hoje em dia então…

jban 7/02/08 21:38 …

Detalhe para a bela calçada em pedras portuguesas, formando mosaicos em preto e branco.
Mais uma história de aproveitadores e lubridiados em Copacabana.
ótimo registro

flaviom 7/02/08 23:54 …

Esta casa vizinha à Mansão D’ tem um tamanho estranho. Mais parece um colégio. Ou seria a modesta edícula da Mansão?

helena_59 13/02/08 22:56 …

Muito interessante, AMEI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!