andredecourts foton från 2007-03-09

Nossa foto aérea de hoje é uma noturna que mostra o Morro da Viúva e Flamengo.

Ela mostra uma curiosidade, que poucos cariocas conhecem, a construção do Aterro !!
O grande aterro do Aeroporto Santos Dumont até o Túnel do Pasmado, com destaque a parte junto aos Bairros da Glória e Flamengo teve seu embrião no longínquo Plano Agache, que previa aterros em boa parte do que está aterrado hoje, principalmente Glória e Centro, mas foi nos anos 40 com o desenvolvimento de vários projetos entre eles o “Plano 100” que a idéia do Aterro como conhecemos hoje se desenvolveu. Seria uma esplanada modernista com muitos jardins, alguns prédios espraiados e pistas de transito rápido, o projeto já era de Reidy.
Mas o arquiteto, na minha opinião o modernista mais brilhante junto com os irmãos Roberto, e funcionário da prefeitura, começou a sofrer pressões de todos os lados, de um lado a especulação imobiliária que queria transformar o Aterro em um novo bairro, certamente vendendo novos prédios a beira mar, pois a orla antiga já vinha se esgotando com os novos lançamentos do pós guerra, de outro de setores da sociedade que queriam 4 pistas de velocidade….. e do meio dos anos 40 até os anos 60 o projeto nunca ficou pronto, sempre sendo reapresentado.
Com a proximidade do Congresso Eucarístico a área de fronte a Glória foi aterrada as pressas, mais ou menos segundo o contorno original do projeto, logo depois foi esse trecho urbanizado, ganhando o MAM e o Monumento dos Pracinhas, mas com o sistema viário piloto e muito curto.
Na prefeitura de Sá Freire Alvim o desmonte do Morro de Santo Antônio foi catapultado, com o andamento das desapropriações nas fraldas do morro e o desmonte por escavadeiras e caminhões o que significou o aumento do ritmo do material aterrado.
Esse avanço do aterrado permitiu a ligação das pistas da Glória com um sistema provisório ao longo do Flamengo.
No final de sua administração as obras da duplicação da Rua Farani produziram rochas o suficiente para terminar o arrocamento no Flamengo e Morro da Viúva e na curta administração de José R. Sete Câmara a pista do Aterro finalmente chega à Av. Oswaldo Cruz, ainda com um bom trecho em mão dupla e com o aterrado incompleto da Glória até o Morro da Viúva e a partir daí ainda inexistente sendo seu contorno assegurado pelo arrocamento já instalado.
Pois nossa foto é dessa época, entre 1960 e 61, quando apartir desse ano, por aterro hidráulico, grande novidade da época, o resto do Aterro foi concluído sendo então o plano de urbanização conforme conhecemos hoje implantado pela equipe notável que Reidy organizou durante o governo Lacerda.
Uma outra foto dessa época pode ser vista aqui: http://ubbibr.fotolog.com/derani/20640260

Comments (18)

Antolog @ 2007-03-09 10:33 disse : 2007-03-09 11:10 …
Uma das vias mais importantes da cidade. Bela foto noturna.
edubt 2007-03-09 12:03 …
É inimaginável o Rio sem o Aterro nos dias atuais.
:-))
vai no site da Flex-a, que tem lá a escova de dentes que vc falou.
Luiz D’ 2007-03-09 12:06 …
Não desgosto do Aterro mas se houvesse um transporte coletivo de Primeiro Mundo, poderíamos dispensá-lo.
http://fotolog.terra.com.br/luizd
jaymelac 2007-03-09 13:09 …
Excelente foto. Reparem como no início do Morro da Viuva, à esquerda, já havia sido plantado um enorme espigão (para a época), que impede a visão do término da pista do aterro naquele ponto.
Estou com o Luiz Darcy, com uma pequena diferença: se a população brasileira fosse menos concentrada e o Rio de Janeiro não passasse dos dois milhoes de habitantes, a cidade dispensaria aterros e seria melhor para seus habitantes.
Derani 2007-03-09 13:36 …
Concordo com o Dr Luiz D’!
É bonito, mas se não existisse talvez ficasse melhor ainda.
js 2007-03-09 15:41 …
Os aterros foram a solução para o fluxo na orla,como os colegas oberservaram,como seria o transito sem essas vias? Caos total!
Derani 2007-03-09 15:54 …
Se tivesse transporte público bom e eficiente não, porque ninguém ia precisar usar carro dentro da cidade.
JBAN 2007-03-09 16:03 …
Estou o com Luiz e o Derani !
Soluções acham-se. Gosto do Aterro. É uma boa área de lazer, mas a antiga Beira Mar era uma beleza. Com um bom transporte de massa, seria mesmo necessário uma nova via para o transito de automóveis e ônibus ?
caucaia1 2007-03-09 16:49 …
Beleza pura.
Abs.
AG 2007-03-09 21:07 …
Concordo com o Luiz, com o João e com o Derani.
Aliás acho que quem vem aos nossos “bares do coração” conhecem a minha opinião sobre transporte de massa (que neguinho confunde com transporte público) e com o aterro.
Detesto o Aterro e detesto essa invencionice chamado Burle Max que, junto com outra léria chamada seu Oscar, foram elevados aos cornos da lua por uma imprensa sectária para não dizer venal. À cotê, de leve, os Bloch quando ainda mandavam alguma coisa neste país, às custas do meu, do seu e do nosso dinheirinho suado que o JK lhes dava de mão beijada.
Melhores paisagistas temos aí aos montes que nunca conseguiram uma linha sequer no segundo caderno da Trombeta do Araguaia.
E melhores arquitetos que seu Oscar (que anda agora se diz modesto e por isso longevo) temos vários mas que foram massacrados por um ideário comunista estupido e arrogante.
Agora mesmo, numa mesa de reunião ouvi de um imbecil loas à “bunda” que há no final do Sambódromo. Dizia o parvo que era uma homenagem do seu Oscar à beleza feminina.
Primeiro que a idéia dessa babaquice foi do Darcy Ribeiro (que era bom sujeito mas vacilava pra caramba) e depois, imagina se a melhor homenagem às mulheres é mostrar-lhes a bunda ?
Aquilo é uma sandice que nós cariocas aceitamos porque foi endeusada pela imprensa como um “primor de escultura”.
Quem acha ótimo, e agradece todos os dias, são os gringos do McDonalds.
AG 2007-03-10 12:10 …
Lídia Mattos e Urbano Lóes. Grande casal do rário e da televeisão brasileira.
Tão impostantes quando Yara Salles e Heber de Bóscoli.
E a Dilma Lóes, continua trabalhando ?
Não vou fazer o texto.
Faço questão de ir no Travessão e comprar.
Paulo Afonso (almacarioca) 2007-03-11 08:20 …
André,
Mandei um email para você. Veja lá.
Abraços,
dexteram 2007-03-11 21:34 …
Faço das palavras do AG as minhas,acrescento apenas que é de uma extrema falta de criatividade(me perdoem, mas é isso que eu penso)essa “solução” para o problema do crescimento urbano e seus reflexos para o transito, principalmente em cidades que surgiram com precário planejamento e pouquíssimo interesse civilizatório(o que é comum às cidades de origem portuguesa). Não passou pela cabeça de ninguém que talvez o melhor era SE afastar da orla ao invés de afastar A orla??? Fora isso, grande registro essa sua foto André. um abraço
Marcelo Almirante 2007-03-12 08:01 …
Na curva da Glória parece que já tem duas pistas. Pensei que nessa época só houvesse uma pista. E agora ?