andredecourt's foto van 11-3-05

Um belo close do velho prédio da Imprensa Nacional da rua da Guarda Velha, hoje Treze de Maio, ele foi demolido nos anos 40 na administração do prefeito Henrique Dodswhord para a ampliação final do Largo da Carioca na direção rumo a Cinelândia, outras ampliações seriam feitas no sentido praça Tiradentes e rua do Lavradio, a primeira com a obra do Metrô e a segunda com o desmonte do morro de Santo Antônio.
A imprensa foi ocupar o prédio decô na Av. Rodrigues Alves, hoje ocupado pela superintendência da Polícia Federal e no lugar do velho edifício na Guarda Velha construído um belo estacionamento para veículos, e o Tabuleiro da Baiana.

Ao lado do prédio da imprensa, um pouco mais ao fundo da foto vemos o Theatro Lírico, dono de excelente acústica, e que era antes do Municipal ser inaugurado o melhor da cidade, ele foi demolido no final dos anos 20.
Essa foto pode ter sido tirada de cima do hotel Avenida, demolido nos anos 50 para a construção do Ed. Avenida Central

Comments (24)

antigos 11-3-05 7:26 …
Ótimo post…
abraços
bom dia …
aragorn_br 11-3-05 7:35 …
Que beleza de prédio.
{:^)
bandman 11-3-05 7:39 …
What a magnificent building.
JBAN 11-3-05 7:40 …
Mais um crime cometido em nome da “modernidade”
luiz.darcy@uol.com.br 11-3-05 7:53 …
Ô André, nesta você me “furou”! Já estava preparada para a semana que vem. Meu avô foi linotipista chefe aí neste prédio, onde meu pai, para pagar seus estudos, trabalhou como “free-lancer”, também como linotipista. Para receber sua diária, tinha que completar 381 linhas na jornada (não tenho a menor idéia da razão deste número).Belíssimo prédio, muito mais bonito do que o da Praça Mauá, onde meu pai chefiou o Serviço Médico da Imprensa Nacional por muitos anos.
luiz.darcy@uol.com.br 11-3-05 8:00 …
Revi a minha foto. É muito parecida mas não é esta. De modo que vou publicá-la. A minha é de Marc Ferrez, de 1886. O prédio foi projetado por Antonio de Paula Freitas, ficava na Rua 13 de Maio, antiga Rua da Guarda Velha. Inaugurado em 1877 e demolido em 1941
Abraços
http://ludaol.multiply.com/
Lefla 11-3-05 8:01 …
É, de fato, um crime. Não só a demolição como a mudança do nome das ruas (já sei, Alvaro, já sei.. vc é a favor…rs). Agora, André, cá entre nós, ô prediozinho feito esse!!! Parece coisa de castelinho de criança, aqueles cubinhos com telhadinho vermelho e parede de tijolinho que a gente brincava quando era pequeno… De qualquer forma, não foi abaixo para fazer dali um lugar mais bonito, ao contrário, foi, como sempre, demolido para dar lugar a um troço.
Lá em cima, o que será? O convento de Santa Tereza???
Abs
PS: Nelson e Zé acabaram com sua reputação ontem no Belo Monte, onde eu os encontrei ainda balbuciando palavras em português…
angar 11-3-05 8:11 …
que delicia !
andredecourt 11-3-05 8:13 …
O que aqueles dois furões, que fugiram do Lamas na quarta falaram !!!!!!
Eles não tem que falar nada, pois furaram a boemia certa, isso é um absurdo !!!
Quanto ao prédio é uma salada de estilos, industrial inglês, manuelino, e até neo gótico, mas era simpático.
Quanto o que está em cima do morro, sempre me deixou com uma pulga atrás da orelha, é Santa, sem dúvida, mas acho difícil ser o Convento das Carmelitas
luiz.darcy@uol.com.br 11-3-05 8:49 …
Na legenda da foto de Ferrez há a informação de que à direita estão as escadarias para a ladeira de acesso ao Convento de Santo Antonio e ao bondinho para Santa Tereza.
http://ludaol.multiply.com/
andredecourt 11-3-05 8:57 …
Luiz, logo alí depois do portão no extremo direito da foto, existia a estação em estrutura metálica dos bondinhos de Santa Teresa e colado nela o Chafaziz da Carioca
lucia 11-3-05 9:31 …
Que horror!!
Como demoliram prédios lindos nessa cidade! 🙁
Buenas!!
:))
f_polis 11-3-05 9:34 …
concordo que o prédio não é mesmo dos mais graciosos, um ecletismo meio over, excesso de decorativismo, sem contar normalmente esse neogótico (talvez neo-românico) e sempre meio pesado.
memso assim, gosto do conjunto, penso que existia uma certa harmonia.
me fascinam essas fotos retratando uma cidade que já não existem mais, no sentido material mesmo, uma paisagem que deixou de existir.
e o pior disso tudo é que, como já observado, esses lugares deixam de existir, sendo substituídos por espaços com uma qualidade urbanística/paisagística infinitamente inferiores.
aqui em floripa temos um caso radical, que foi a transformação de parte do centro da cidade após o aterramento da baía sul.
colocarei fotos dentro em breve, quando eu conseguir superar a minha obsessão com a ponte.
Alvaro Gabriel 11-3-05 10:01 …
Meu caro Lefla, ao contrário do que possa parecer, não sou contra a mudança do nome das ruas. Nem a favor. Me preocupa mais o jogo político em que interesses pessoais destroem o que é do povo, portanto nosso, sem a menor sensibilidade, estupidamente, não mão grande.
Os flogs do André e do Tummi (desculpe mas não conheço os outros que devem ser muito bons também) têm provado aqui diariamente que a história da nossa cidade tem muito mais para chorar do que para rir. Infelizmente.
E não é uma questão de saudosismo por que, afinal, somos todos “mudernos” ou então não estaríamos aqui montados diariamente em nossos computadores à cata de novidades na Internet.
Agora, que a Farme de Amoedo (o nominho cabuloso, sô) bem que para fazer “pendant” com a Vinícius podia se chamar Tom Jobim lá isso podia
;-)))))))))))
Waldenir 11-3-05 11:07 …
As estatuas que aparecem nos cantos do predio sao de pessoas que impulsionaram a Imprensa atraves dos tempos ( ex.Gutemberg).E quanto a aquele portao `a direita da foto,tambem pertence ao predio da Imprensa Nacional?
Lefla 11-3-05 12:44 …
Tá certo, Alvaro, eu concordo com a mudança do nome da Farme para Tom Jobim, desde que a Lagoa passe a ser Lagoa Helô Pinheiro e o Corte Cantagalo passe a Corte da Miucha (sou obsecado pela destruição da Miucha, da Camila Amado e da Paloma Duarte, que teve o displante de, além de ser Paloma Duarte, casar com Oswaldo Montenegro). Se o Oswaldo Montenegro morrer e derem o nome dele a alguma rua eu definitivamente mudo de cidade!
André,
Só te falo uma coisa, sua reputação é muito boa, se vc comparar com as fotos que o Nelson bateu da minha pessoa. Tive meda, pensei que fosse um caso de possessão cadavérica, mesentérica e alcóolica, claro…
angemon 11-3-05 13:11 …
adoro ver estas fotos daqui do Rio!!!
bom finde, amigoooo!
eduardo bertoni 11-3-05 14:23 …
Mistura de estilos, prédios pesados, etc…
Tecnicamente existe razão mas, achar feio não acho.
Aliás tem razão também quem disse sentir uma estranha sensação de ver uma cidade que não mais existe e que nem conhecemos. Particularmente acho um vandalismo o que fizeram à cidade.
Já imaginou se tivessem feito o mesmo em Paris ou Praga? Que graça iria ter uma viagem para lá?
Abs,
Bertoni
http://fotolog.terra.com.br/outromundo
Mauro_AZ 11-3-05 17:17 …
Quando vi o thumb cheguei a pensar que fosse aquele quartel ali entre o Estácio e o Catumbi (acho que aquilo é um quartel?…) Desculpe mas eu acho esse prédio meio esquisitão, apesar da sua imponência e antiguidade. Parece que vão sair uns soldadinhos de chumbo dele, não jornalistas. 🙂 Claro que isso não justifica a demolição, por mais belo que tenha sido o estacionamento que tomou o seu lugar (sorri quando li a ironia do “belo estacionamento”) e por mais interessante que seja a tradicional feira do livro realizada no amplo Largo da Carioca.
gerard_3 11-3-05 17:20 …
Furam na quarta …bebem na quinta ,não me chamam….humpf!!!
Então tá…
Bjócas!
De
Mauro_AZ 11-3-05 17:21 …
andredecourt @ 2005-03-11 08:57 said:
Luiz, logo alí depois do portão no extremo direito da foto, existia a estação em estrutura metálica dos bondinhos de Santa Teresa e colado nela o Chafaziz da Carioca
Conforme mostra a foto do dia 6/marco, certo?
gabriel_andrade 11-3-05 17:41 …
Que viajem:)))
gerard_3 11-3-05 18:26 …
Assim não da André …eles são furões e traiçoeiros…a Helena tb estava lá ,o Zé…
Nos abandonaram…buá buá!
Moro longe mas é só chamar…:)))
zecarioca 13-3-05 19:41 …
Quanto mais eu vejo essas construções demolidas, mais fico impressionado com esse mal hábito de destruir o passado. E o pior é que o novo muitas vezes é pior do que o antigo.
Ah! Visita o meu flog, fiz uma referência ao seu!! Abração!