Av. Brasil, inauguração de passarelas, anos 70

av-brasil-03

Nos anos 70 com a implementação do sistema expresso na Av. Brasil os cruzamentos com sinais foram sendo paulatinamente abandonados e em breve as pistas centrais seriam alargadas com a substituição do canteiro central por mediana de concreto.
Por isso, a travessia começava a se tornar cada vez mais impossível, pois perigosa já era há décadas, e atravessar fora dos sinais era um convite ao suicídio. Por isso o governo da Guanabara juntamente com as modificações começou um programa de instalação de passarelas, a fim de dar alternativas seguras ao pedestre.
A fim de adiantar a implantação foram instaladas passarelas com vãos metálicos, que pré fabricados necessitavam no local apenas  construção dos pilares e o encaixe dos tabuleiros superiores por um guindaste. Práticas e rápidas esse modelo de passarela só tinha um enconveniente, a ausência de rampas, que pela questão custo/rapidez eram substituídas por escadas, também metáticas que eram aparafusadas no local já prontas.
Isso desestimulava o uso da passarela pelos pedestres, que preferiam se arriscar por debaixo, onde fatalmente eram atropelados. Na Av. Brasil esse problema só acabou  com a instalação das medianas de mais de 1.70 metro, que inviabilizaram a travesia. Mas em vários pontos da cidade essas passarelas pré moldadas ainda existem e os pedestres continuam se arriscando.
Na foto vemos a inauguração de uma sequência de passarelas na altura de Manguinhos/Bonsucesso, por volta de 1974, vemos que a Av. Brasil não tinha sido reformada, os canteiros eram ainda planos, havia algumas árvores de fracassados planos de arborização e a iluminação ainda por luminárias com lâmpadas fluorescentes.

9 comentários em “Av. Brasil, inauguração de passarelas, anos 70”

  1. Essa parece ser a passarela 7, da Av. Paris, que ainda continua assim. As outras de Bonsucesso, já possuem rampas. Pessoalmente, prefiro até as passarelas com escadas. Gostaria até que todas as passarelas tivessem as duas opções. tentar atravessar a Av. brasil no meio da tarde é um suicídio consumado mesmo. O trânsito existe e é rápido. Sempre tem veículo trafegando. Há uns 10 anos eu passei pela Av. Brasil na altura da Zona Oeste e ainda vi umas passarelas pré-moldadas e ainda sem numeração. Pelo visto, boaa parte delas já estão de concreto tudo certinho. Mesmo na zona Oeste onde a Avenida Brasil tem só duas pistas ela é bem rápida (exeto – no caso uma regra e não exeção – quando engarrafa).

    1. Essa não pode ser a passarela 7, porque nos dos lados dela nós desciamos de frente pros carros. Na foto publicada, vemos que a descida está no sentido da via. A passarela da foto é uma antiga q existia próxima à FioCruz.

  2. Durante as décadas que trabalhei na Emergência do Souza Aguiar, operei um sem-número de atropelados da Av. Brasil, do Aterro e das pistas da Praça da Bandeira (aliás, parece que ninguém gostava de usar a passarela ali em frente ao Corpo de Bombeiros).

  3. As pessoas têm preguiça de usar as passarelas. Ou, mesmo de aguardar o sinal.
    Infelizmente, em 1972, estava indo para cidade pelo aterro, de manhã, e assistí a menos de 50m uma senhora ser atropelada sob uma dessas passarelas. Seu corpo ficou estendido à sombra da passarela!

  4. Passarela cheia de gente no Rio, só em inauguração. Hoje, o pessoal se arrisca atravessando por baixo, mesmo estando literalmente debaixo de uma passarela. Na da Pres. Vargas, em frente à prefeitura, é uma festa. Na da Pça da Bandeira, idem. Inclusive, esta semana, teve mais um atropelamento com morte lá. Porém, há sempre o outro lado e, infelizmente, algumas passarelas com rampa viraram atalho para bicicletas e motos, que vêm a toda, sem se importar com os pedestres que (ainda) fazem uso delas.

    1. Motocicletas cortando caminho pelas calçadas é o mais novo crime que ocorre no Rio. Inacreditável a falta de cidadania dos motoqueiros e a inoperância dos fiscais do trânsito.

  5. Preciso tirar uma duvida para um trabalho acadêmico.
    No texto informa que na Av. Brasil há 34 passarelas, preciso saber a localização de cada uma, seria possivel me informar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

What is 13 + 14 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANTE! Para evitar a quantidade enorme de spams, você precisa responder a conta para provar que você é gente de verdade...