Na nossa imagem, do final dos anos 70, vemos a ainda mais vazia Cidade Nova em foto tirada do topo do Viaduto do “Lá Vai Um”.
Tanto o apelido do viaduto, que fazia juz ao seu movimento quando da sua inauguração no final dos anos 70, fazendo parte da construção  do Viaduto Rufino Pizarro; por sua pífia movimentação, já que ele ligava a Linha Vermelha a um vazio urbano. Como também o prédio da prefeitura, logo a frente, apelidado por ter sido construído por cima da antiga “Zona”, são talvez uns dos últimos exemplares da nobre arte carioca de criar apelidos satíricos, mas sem serem (muito) grossos, a fatos ou objetos do dia a dia, arte essa em extinção.
Gostosão, Frescão, Chifre de Ouro, Camões, Beco da Cirrose, Cantinho da Fofoca, Ilha dos Prontos, Profeta, Vermelinhos, Beco da Fome, Maconhão, Bananas para o Povo, Balança Mais Não Cai, Frango Assado, Pirulito, Zebrinha …e por aí vai.
Hoje com um ligeiro aumento da ocupação da cidade nova e com o aumento do tráfego da cidade o viaduto já possui um fluxo normal, sendo útil para desafogar os sistema viário do Túnel Santa Bárbara, e pensar que o nosso ex-atual-prefeito cogitou demolí-lo há coisa de 6 anos !!